Portal Expressiva

EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

Projeto ensina noções de[...]

Boletim previsão do tempo para[...]

Decidir em casa: essa é a batalha do Lages Futsal

  • 13-11-2018
  • O Lages Futsal volta à quadra, nesta terça-feira (13 de novembro), no Ginásio Ivo Silveira, às 20h15, contra a equipe do Piratuba Futsal, pela última rodada da fase de classificação da Copa Liga Catarinense de Futsal. Como já está classificado para as semifinais, um simples empate é o que basta para o time lageano fazer o último jogo diante do seu torcedor.

    Mesmo com os desfalques dos atletas Antônio, Polaco e Gabriel Mello, lesionados, o treinador Adriano Gonzatto, conhecido como “Tio Nanas”, disse que a equipe está focada na vitória. A partida da semifinal será disputada nesta quinta-feira (15), Feriado da Proclamação da República, com o adversário a se definir, dependendo do jogo de hoje.

    Em caso de empate ou vitória, o Lages Futsal joga novamente contra o time do Oeste do Estado, no Ivo Silveira. Já, se perder, quem faz o último jogo da semifinal em casa é o Piratuba.

    Os ingressos podem ser adquiridos no valor de R$5,00 (cinco reais) nas lojas Ki-Bola (Centro e Coral) e com os atletas da equipe.

    Foto: Divulgação

  • Comentários
  • PM combate o tráfico de drogas em Correia Pinto

  • 13-11-2018
  • Com informações de que um homem estaria saindo de Correia Pinto para Lages trazendo drogas, Policiais militares fizeram a abordagem do veículo na região norte da cidade. No carro ocupado por três pessoas, encontraram cerca de 850 gramas de substância semelhante à maconha. Na casa dele, na cidade vizinha, havia mais de um quilo. Além disso, havia uma quantia de R$ 1 mil.

    Durante a abordagem, o homem disse que entregaria a droga para uma mulher em Lages e em sua casa havia mais entorpecente e uma balança de precisão. Um segundo homem foi acusado de ter mais drogas em Correia Pinto. Ele fugiu ao perceber a presença da PM.

    O homem e uma das mulheres foram presos por tráfico e associação ao tráfico. A outra foi levada à delegacia como testemunha e o carro usado no crime apreendido.

    Catarinas Comunicação / Foto: PM 

  • Comentários
  • Luciano Hang acompanha pessoalmente a correria para montagem da loja a dez dias da inauguração

  • 06-11-2018
  • Discretamente e sem alardes, esteve em Lages na manhã desta terça-feira (13 de novembro), o diretor presidente das lojas Havan, Luciano Hang, conferindo pessoalmente o andamento dos ajustes finais para a inauguração da segunda unidade da rede no município, a Parada Havan, à margem da BR-282, acesso ao litoral, ao lado do Lages Garden Shopping. Todos os 200 funcionários já estão devidamente contratados e é grande o volume de colaboradores se movimentando de um lado para o outro dentro da estrutura, que não para de receber mercadorias.

    Carretas estacionam a todo o momento na porta do depósito, de onde os produtos são descarregados depois da viagem do Centro de Distribuição (CD) de Barra Velha, onde está uma das lojas da rede. Os itens começaram a desembarcar em Lages nesta segunda (12), numa média de oito caminhões truck por dia, até inteirar em torno de 40 veículos até quarta-feira (21), três dias antes da abertura oficial aos clientes.

    Na parte de dentro, trabalhadores se dedicam a organizar os artigos e a montar os móveis (balcões, prateleiras, expositores, gôndolas, caixas), e parte já pode ser vista exposta, a exemplo de tapetes. Do lado externo, máquinas e operários de terceirizadas estão debruçados na conclusão do asfaltamento do estacionamento e pátio, e após haverá demarcações e sinalização. Na parte frontal plantou-se gramado e os serviços de construção de passeios públicos (calçadas) segue com rapidez. “Estamos aprontando tudo para inauguração. A Havan tem um ritmo de construção muito rápido, perceptível a todos. Temos mais três lojas para inaugurar até dia 8 de dezembro: Lages, Campinas (SP) e Passo Fundo (RS). É uma loja moderna, com estacionamento grande. Nós refizemos totalmente o layout interno e externo. Vai ser uma loja que dará orgulho ao povo lageano e a nossa empresa. Sua localização é privilegiada, na BR-282, atraindo turistas do Oeste, Rio Grande do Sul e Argentina, e quem sobe a Serra através do litoral. Uma loja que vai encantar toda a região. Nossa loja do Centro ficou pequena para todo o volume de venda que temos todos os dias”, pontua Hang.

    Uma loja ampla e moderna, a Havan, maior rede de departamentos do Brasil, que em 2018 celebra um faturamento de R$ 7 bilhões, terá em Lages sua 118ª filial, a ter a operação iniciada no dia 24 de novembro, sábado, às 10h, para quando está prometida uma injeção de ânimo à cidade e ao desenvolvimento econômico, pelo próprio Hang, conhecido nacionalmente por sua rotina ágil, discursos empolgantes e empreendedorismo ímpar. A previsão é de receber cerca de 150 mil visitantes dentro da loja no dia da inauguração, baseando-se nos eventos anteriores de abertura, e estima-se alcançar um faturamento de R$ 1 milhão somente no dia 24. Os clientes poderão aproveitar as promoções da Black Fridaycom descontos de até 50% e parcelamentos em até dez vezes em todos os cartões, independentemente da bandeira. O supervisor regional da Havan, responsável por 14 lojas, Francisco Souza de Oliveira, esteve em Lages nesta manhã vistoriando as atividades.

     

    Fotos: Nathalia Lima

  • Comentários
  • Serra Catarinense é campeã em torneio de competências do Senai

  • 13-11-2018
  • No Senai Challenge, os estudantes da entidade participam de provas nas quais colocam em prática situações reais da indústria conforme o projeto de cada curso técnico. Neste ano, a competição ocorreu em Joinville, nos dias 9 e 10 de novembro. Do Norte do estado, os alunos serranos trouxeram a primeira colocação em Automação Industrial e Mecatrônica. Eletromecânica de Otacílio Costa ficou em segundo e Mecânica de Manutenção Automotiva com o quarto lugar. Com isso, fizeram da Serra Catarinense a regional campeã do estado.

    Ana Luisa Machado tem 18 anos e foi uma das poucas meninas na competição de robótica móvel. Ela quem manuseou o robô na prova cross do curso de Mecatrônica. Mesmo com a possibilidade de realizar quatro tentativas, Lages fez o melhor tempo e já venceu na primeira. Enquanto os lageanos fizeram a prova em 54 segundos, o adversário levou mais de dois minutos e meio. Mas esse nem o fato que mais chamou a atenção.

    “Muitas mulheres vieram me parabenizar por eu estar participando da competição. Algo raro na nossa área. E melhor que isso, foi o incentivo dos meninos para que eu participasse e continue a motivar outras meninas fazerem o mesmo”, diz Ana, que contribuiu para a manutenção do título do Senai Lages no campeonato.

    Quem também continua com o bicampeonato é o curso de Automação Industrial. O nervosismo e a expectativa não deixaram a equipe perder o foco de mostrar o que aprenderam durante o ano letivo. Com o troféu de primeiro lugar do hockey automatizado nas mãos, fizeram questão de reforçar o comprometimento de todos e o envolvimento dos professores no projeto. 

    “Tivemos uma disputa saudável, acirrada e com respeito ao adversário. Isso demostra o bom preparo dos participantes. Conseguimos colocar à prova conhecimentos adquiridos no curso e ainda compartilhá-los com colegas de todas as partes do estado”, diz João Gabriel Antunes.

    Troféu foi um mero detalhe na vitória

    Feliz em ter a oportunidade de trazer para casa o macacão usado na competição dos carros compactos, o aluno Guilherme Dutra Chaves não esconde a emoção em ter pilotado um carro construídos por ele, os colegas e professores do curso de Mecânica de Manutenção Automotiva.

    “Me arrepiei quando conseguimos voltar para a pista e fomos aplaudidos por todo mundo que assistia a prova”, diz o garoto de 17 anos com um sorriso largo no rosto. A corrente do carro precisou ter trocada durante a prova. Juntos, foram rápidos, organizados e tiveram tempo para retornar à corrida. Na pista tiveram um excelente desempenho, porém o nervosismo cumulou no esquecimento da entrega de um relatório, e ocasionou desconto na pontuação.

    “O que nós acertamos serviu de exemplo para as outras equipes. Da mesma forma aprendemos muito com eles. Essa troca de informações e experiências foi o que mais valeu a pena. Além disso, criamos novas amizades. Daqui a pouco a gente está se reencontrando no mercado de trabalho. Isso é muito legal”, avalia Guilherme.   

    Texto e fotos/Catarinas Comunicação

  • Comentários
  • Sancionada Lei que regulamenta Transporte Escolar no Município

  • 06-11-2018
  • O prefeito Antonio Ceron sancionou nesta segunda-feira (12 de novembro) a Lei número 4.290, Aprovada na Câmara de Vereadores, que dispõe sobre o Serviço de Transporte Escolar no Município de Lages. No ato de assinatura, estiveram presentes, no Gabinete do prefeito, o procurador geral do Município, Agnelo Miranda, a vereadora Aidamar Hoffer, e membros da diretoria da Associação dos Transportadores Escolares de Lages (Astel).

    Com a sanção desta lei, os transportadores escolares são atendidos em um pleito que se arrastava há mais de uma década. “É muito importante para Lages, pois esta lei garantirá mais segurança no transporte das crianças e proporcionará mais agilidade no fluxo de trânsito. Agora, fica garantido o direito de os transportadores estacionarem em frente às escolas, assim como a fiscalização do transporte escolar será mais rigorosa”, avalia o presidente da Astel, Fernando Padilha.

    Além de normas relativas a estacionamento, a lei 4.290 também disciplina e enquadra os transportadores à questão da vida útil e uma série de outras exigências relativas à documentação dos veículos utilizados para o transporte escolar. “Ela regulamenta e normatiza o transporte escolar, sendo pensada, analisada e construída com a participação técnica da Procuradoria do Município, da Câmara Municipal de Vereadores, com especial atuação da vereadora Aidamar Hoffer. Para construir esta lei, foram feitas, basicamente, adequações legais relativas às leis já em vigor em nível estadual e federal”, destaca o prefeito.

    Vida útil dos veículos

    Um dos principais pontos regulamentados é a questão da vida útil dos veículos, que passa a ser de no máximo 12 anos da data de fabricação para que os mesmos estejam aptos a prestar o serviço de transporte escolar.

    A fiscalização deste serviço será realizada pela Polícia Militar, e o proprietário de veículo que não se enquadrar à legislação sofrerá penalidades.

    Após a devida publicação da lei, os transportadores terão determinado prazo para se regularizarem. Estima-se que em Lages existam mais de 100 veículos atuando no transporte escolar, mas a maioria ainda não estão devidamente regularizados.

    Foto: Iran Rosa de Moraes

  • Comentários
  • Produzido pelo Jornalismo da Uniplac, documentário resgata os 20 anos da Polícia Ambiental

  • 13-11-2018
  • Acadêmicos da disciplina de Estágio da 8ª fase do Curso de Jornalismo da Uniplac, estão há quatro meses reunindo a história e acompanhando as ações da Polícia Militar Ambiental. O resultado será reunido em um documentário que faz parte das comemorações dos 20 anos da companhia na Serra e Meio-Oeste catarinense.

    Considerada uma das unidades mais operacionais e inovadoras de Santa Catarina, a Polícia Militar Ambiental de Lages, completa neste ano 20 anos de dedicação às causas do meio ambiente e segurança da população. A 1ª Companhia de Polícia Militar Ambiental (PMA) abrange o maior território do Estado, com atendimento a 64 municípios da Serra e Meio-Oeste e é comandada atualmente pelo Major Adair Alexandre Pimentel. “Gosto de destacar que o maior valor da unidade está na capacidade técnica e operacional altamente especializada das pessoas que fizeram e fazem parte da companhia”.

    Desde de janeiro de 2018, uma série de ações e eventos envolvendo toda a comunidade já foram realizados para marcar essa data especial. Dentre essas ações está o documentário, que há quatro meses vem sendo produzido pelos acadêmicos do curso de Jornalismo da Uniplac. “A ideia é apresentar PMA hoje e a partir daí, resgatar seus 20 anos de história”, explica o jornalista, coordenador do curso e professor da disciplina de estágio da 8ª fase, Luiz Augusto Del Moura. “Por quatro meses acompanhamos as operações, os projetos em andamento e toda a evolução histórica desse trabalho valioso para a comunidade serrana”.

    O documentário pronto será apresentado no dia 6 de dezembro, durante a formatura dos novos soldados e homenagem a todos os policiais que passaram pela Polícia Ambiental. 

    Polícia Ambiental e seus projetos

    Preservando a ordem pública de forma integrada com a sociedade, visando o exercício pleno da cidadania, além de, realizar diversas outras atividades, a Polícia Militar Ambiental destaca-se por seus projetos inovadores. 

    A Companhia é referência nacional no combate ao Javali, animal exótico que tem causado problemas ambientais e econômicos no mundo todo. “O trabalho de monitoramento e combate ao javali desenvolvido na Serra Catarinense serve de exemplo para outras regiões, tanto que somos os únicos de Santa Catarina a fazer parte do Plano Nacional de Prevenção, Controle e Monitoramento do Javali”, conta Major Pimentel. Um dos destaques é o aplicativo Ambiental SC, único no mundo, idealizado pela PMA de Lages e desenvolvido em parceria com o Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc). “Saímos na frente e desenvolvemos ferramentas tecnológicas inéditas para nos auxiliar no manejo e combate do animal. No futuro, elas devem ser usadas em todo o Brasil”, afirma o comandante. 

    Na educação ambiental a PMA é destaque com o programa Protetores Ambientais Mirins, onde desde 2002 formou mais de 600 jovens e adolescentes, depois de treina-los e disciplina-los para auxiliar a polícia em suas atividades de educação ambiental. “O programa aborda questões sociais, econômicas e ambientais de maneira simples e dinâmica. Temos tido ótimos resultados. Os jovens assumem o compromisso de cuidar e oferecer um ambiente sadio e equilibrado às futuras gerações”, frisa o comandante.  

    Vale ressaltar que a PMA não se limita apenas à realização do patrulhamento ostensivo, mas também desenvolve projetos que visam inserção social. Um exemplo é o projeto ‘Educação Ambiental Inclusiva – uma percepção do ambiente natural’, que entre várias ações, trabalha a sensibilização ambiental adaptada para os cegos, por meio de uma cartilha adaptada em linguagem braile e também com narração do conteúdo sobre fauna, flora, água, puma e javali em CD. Esse é um projeto inovador em Santa Catarina.  

    Uma novidade, que chegou em 2018, foi o Programa Unidos Pelo Meio Ambiente (Puma), uma atividade voltada para alunos do 4º ano do ensino fundamental de escolas públicas e particulares. “Por meio de vivências com o meio ambiente, o “Puma” desperta nos estudantes o interesse para as questões ambientais, incentiva a adoção de posturas de conservação ambiental, além de estimularem as crianças a apreciarem e valorizarem os elementos da natureza e sua importância”, conclui.

    Texto: Central de Notícias Uniplac(CNU) | Foto: Divulgação

  • Comentários
  • Terceirizada da Ambev abre 120 vagas para unidade de Lages

  • 13-11-2018
  • Sob temperatura de 27ºC na tarde desta segunda-feira (12 de novembro), mais de 100 pessoas estavam no Banco do Emprego concentradas em concorrer a uma das 120 vagas temporárias (a princípio), abertas pela empresa Integra Serviços e Logística, de Porto Alegre (RS), terceirizada da Companhia de Bebidas das Américas (Ambev). No máximo, no dia 25 de novembro todos os 120 deverão estar integrados e já no início das atividades. Portanto, 120 famílias terão um Natal mais tranquilo com garantia de renda dentro de casa e para realizar aqueles sonhos de final de ano.

    Do total, são 117 postos de trabalho na função de ajudante de armazém, com atribuições de logística e movimentação de produtos; uma vaga para técnico em segurança do trabalho e duas para líderes de supervisão de turno. Os trabalhadores serão distribuídos em quatro turnos com 30 pessoas cada um. Ao dia e noite são escalas de 2 e 2 (trabalha dois dias e folga nos próximos dois) - jornada das 6h às 18h e das 18h às 6h.

    Os ajudantes de armazém irão auxiliar a Ambev na prática operacional de uma nova estratégia de marketing de um produto já fabricado em Lages. Recipientes de cerveja serão retirados da linha de produção e farão parte de um kit a ser montado pelos novos colaboradores.

    A ideia de venda é semelhante à modalidade Compre X, Leve Y, com descontos atrativos aos consumidores em estabelecimentos comerciais. Entre outras unidades da Ambev, espalhadas pelo Brasil, a de Lages foi a escolhida para o lançamento desta experiência. O trabalho de recrutamento está em andamento no Banco do Emprego, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo.

    Critérios

    Homens e mulheres podem participar das seleções nos três tipos de atividades. Para a vaga de ajudante de armazém é preciso ter a partir de 18 anos de idade e o cidadão passará por avaliação de tempo de estabilidade em carteira registrada em empregos anteriores. Não há exigência de escolaridade.

    Remunerações

    O salário mensal para ajudante é de R$ 1.100. Para técnico exige-se o curso concluído, com salário no valor provável, ainda não fechado, de R$ 1.800, e o de líder, cuja exigência é ensino médio completo e preferencialmente experiência em liderança de equipe, é de R$ 1.446, também ainda não confirmado. Os benefícios comuns as três funções são transporte fretado, alimentação no local e bônus assiduidade de R$ 94. “As entrevistas devem se prolongar aqui no Banco do Emprego até no máximo dia 23 deste mês. Estão engajadas neste trabalho, aliás, as profissionais Andressa e Adriana”, observa a responsável pelo recrutamento e seleção da Integra, Lidiane Oliveira, uma das componentes da equipe nesta missão.

  • Comentários
  • Todos por Elas: Documentário destaca evolução dos direitos da mulher

  • 13-11-2018
  • A partir da necessidade do diálogo sobre a violência contra mulher, preconceito e empoderamento feminino, acadêmicos da 6ª fase de Jornalismo da Uniplac participaram da produção do documentário “Todos por Elas”, em parceria com alunos do 2º ano de Análises Químicas do colégio Cedup Renato Ramos. 

    A premissa do documentário vai ao encontro com números de agressões contra mulheres. Segundo o Mapa da Violência em Santa Catarina, Lages ocupa a 12ª posição entre os municípios que mais registram tal crime no estado, e a 714º em todo o Brasil.

    Durante a produção, os universitários entrevistaram pesquisadores sobre empoderamento feminino e militantes do movimento das mulheres, além das atletas do time lageano Leoas da Serra. “O documentário trata da evolução do direito das mulheres, abordando desde o momento em que conquistaram o direito do voto e outras questões políticas e sociais”, destaca a acadêmica Vitória Bittencourt.

    Outro tema levantado foi o assédio e abuso sexual praticado contra mulheres. Segundo a aluna Caroline Goulart, o material proporciona a discussão sobre a temática e auxilia na disseminação de informações acerca dos altos índices de tal violência. “O documentário dá voz às mulheres que sofreram o crime e mostra um pouco dessa realidade”.

    Para os acadêmicos, o filme abre espaço para a mudança da cultura da violência que é praticada contra a população feminina, além de mostrar os avanços e direitos conquistados por elas.  “Estamos, principalmente, abrindo o debate. Se não falarmos nisso continua na mesmice. Talvez com essa discussão, uma pessoa pode assistir o documentário e saia pensando diferente, compreenda a situação”, observa Vitória.     

    O documentário “Todos por Elas” será lançado em 26 de novembro, às 19h, no Centro de Ciências Jurídicas (CCJ), da Uniplac.  

    Texto e Foto: June de Barros / Central de Notícias Uniplac (CNU) 

  • Comentários