Portal Expressiva

EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

Viva Lages é neste sábado

Semana típica de verão com chuva[...]

Revista Expressiva nas bancas

  • 14-01-2019
  • A edição da Revista Expressiva deste início de ano já está nas bancas. Ela apresenta como reportagem especial, o crescimento do mundo pet, dos animaizinhos de estimação, segmento que não sente a crise e continua a crescer.

    A entrevista do mês é com o escultor JC Batista. Já na coluna de Vinhos destaque para os brancos e roses ideais para serem saboreados nos dias mais quentes. Por falar em bebida, a matéria sobre saúde trata da questão da alimentação saudável no verão, com a nutricionista Vanessa Costa.

    No Casos & Causos, a dupla Adilson Freitas (Grilo Seco) e Gilson Máximo (Testa de Lampião), contam a lenda da "Cobra mamadeira". A cantora e professora de canto, Mariza Bunn é o tema central da Cultura deste mês.

  • Comentários
  • Viva Lages será neste sábado na área esportiva do ginásio Jones Minosso

  • 14-01-2019
  • Está programada para este sábado (19 de janeiro) a partir das 14 horas, na área do complexo esportivo do ginásio Jones Minosso, a primeira edição do projeto Viva Lages. Esta ação da prefeitura de Lages, através da Fundação Municipal de Esportes, Fundação Cultural e Assistência Social e Habitação, em parceria com as associações e entidades esportivas do município, tem o objetivo de incentivar a prática esportiva e de lazer, além de promover a saúde e o bem-estar de todos.

    A ideia é que a comunidade se integre e participe das ações ao ar livre. As ruas que contornam o Ginásio Jones Minosso serão fechadas para o trânsito de veículos neste dia. Até o momento as atividades confirmadas para o Viva Lages são: passeios de patins ou roler, vôlei de areia, futebol de areia, oficina de BMX na pista de Bicicross, basquete e demonstração de lutas (artes marciais).

    O prefeito em exercício Juliano Polese, comenta que este será um evento fixo durante o ano, sempre realizado uma vez por mês.

    Texto: Ari Junior/Arte: Luciano Lima

  • Comentários
  • Nota de pesar

  • 10-01-2019
  • A Associação Catarinense de Imprensa (ACI) se solidariza com amigos e familiares da jornalista Francielle Gasparini, 28 anos, que morreu na madrugada de segunda-feira (14). Ela foi mais uma das vítimas de umacidente de trânsito ocorrido na sexta-feira (11), na PR-280, entre as cidades de Mariópolis e Clevelândia, no Sudoeste do Paraná.

    Após o acidente, em estado grave, Francielle foi levada para o hospital de Pato Branco. Ela teve várias complicações e não resistiu.

    Natural do município de Curitibanos, no Meio Oeste Catarinense, formada em Jornalismo pela Unifacvest, trabalhou por 10 anos no jornal A Semana, de onde saiu para atuar de forma autônoma.

    A previsão é que o corpo da jornalista chegue a Curitibanos na noite desta segunda-feira (14) para ser cremado.

    Cláudia Pavão/ACI - Diretoria Regional de Lages

    Crédito: Kalyane Alves

  • Comentários
  • Serra Catarinense se mantém como umas das regiões mais seguras de SC

  • 14-01-2019
  • Um relatório de análise criminal, realizado pela Agência de Inteligência do 6º Batalhão de Polícia Militar de Lages, aponta uma redução de 66% nos crimes de latrocínio e 35% nos casos de violência letal intencional no município.

    Com relação aos crimes de latrocínio, o estudo comparou dados entre os anos de 2015, quando houve registro de seis crimes, e 2018, que fechou com dois latrocínios. Os índices reduziram ano a ano. Este tipo de crime é um dos que mais a polícia consegue influenciar na redução por conta da intervenção correta e, principalmente, pelo foco na redução do roubo.

    O subcomandante do 6º BPM, major Frederick Rambusch, explica que em meados de 2016 iniciou-se um trabalho focado na análise criminal, permitindo mudanças importantes na atividade operacional. O estudo subsidiou a estruturação da prevenção especializada e da repressão qualificada. “Passamos a aperfeiçoar os diagnósticos de problemas de ordem pública, com mais conhecimento e informações objetivas, o que resultou na otimização e a eficácia das atividades operacionais”.

    Outro indicador criminal que teve significativa redução foi o de violência letal intencional. No gráfico, a evolução mostra que em 2015 foram registrados 44 casos. Em 2016, houve um aumento, subiu para 48. Em 2017, já com a prevenção especializada e com as ações de repressão qualificada, o número caiu para 35. A queda seguiu em 2018, com 29 casos registrados.

    Serra é a única região de Santa Catarina com 100% das redes de prevenção da PMSC implantadas

    Atualmente, em termos de segurança pública, a Serra Catarinense se destaca como a única região com 100% das redes de prevenção da PMSC implantadas. Isso significa maior capilaridade do serviço de polícia preventiva em diversas frentes.

     “Evoluímos muito. Disponibilizamos a estrutura para atender de maneira especializada o meio rural, sendo que ao mesmo tempo temos frentes de trabalho atuando nas comunidades escolares e outras ramificações em defesa da figura feminina e combatendo à violência doméstica”, frisa o subcomandante.

    Além disso, o oficial destaca o monitoramento intensivo da Rede de Vizinhos e o serviço de atendimento de ocorrências nas ruas, que conta com mais da metade do seu efetivo especializado em radiopatrulhamento. 

    Os policiais receberam novos treinamentos, mais modernos e eficazes, com o objetivo de compatibilizar demanda e operacionalidade. “Desse modo, o 6º BPM está entregando um serviço cada vez mais qualificado ao cidadão, com foco na proximidade das comunidades e no atendimento pautado pelas peculiaridades da região”. 

    Outro ponto favorável ao trabalho da PM está na maior preocupação e participação da comunidade na melhoria da segurança pública. “O que tem sido diferente é a soma de diversos fatores. O trabalho pautado pela análise criminal, seguida da prevenção especializada e da repressão qualificada. Adiciona-se a isso a parceria com diversos atores dos setores público e privado e a aproximação da comunidade”, finaliza.

    Por Catarinas 

  • Comentários
  • Ajuste dos detalhes da autorização e fiscalização do Transporte Escolar para o ano de 2019

  • 11-01-2019
  • Estiveram reunidos os órgãos competentes sobre a fiscalização e autorização do Transporte Escolar em Lages, ontem quinta-feira (10 de janeiro), na sede da Diretoria de Trânsito (Diretran) para definição dos trabalhos de fiscalização deste serviço. A Lei Municipal que dispõe sobre este assunto é a nº 4290, de 12 de novembro de 2018.

    O transporte escolar tem caráter essencial, cabendo ao Município e a todos, observar as disposições da legislação municipal, do Código Civil, Código de Trânsito Brasileiro, Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e demais normas expedidas pelo Poder Executivo Municipal.

    Entre os principais tópicos que disciplinam sobre a exploração deste serviço está a proibição da autorização de transporte e de condução escolar para veículos fabricados com idade superior a 12 anos. O condutor deverá apresentar Certidão Negativa de antecedentes criminais da Justiça Estadual e Federal e os monitores deverão ter idade superior a 16 anos com curso de treinamento específico, entre outras obrigatoriedades.

    Para orientar da melhor maneira os pais e responsáveis que desejam contratar o serviço de transporte escolar, a Diretran de Lages elaborou uma série de dicas sobre este assunto, confira.

    Dicas Diretran Lages:

    Senhores pais ou responsáveis, na hora de contratar um transporte escolar gaste um pouco mais de tempo para escolher bem o prestador de serviço, seja para lhe deixar tranquilo, como também para garantir a segurança e o bem-estar dos seus filhos.
    Antes de contratar um prestador de serviços verifique:

    * As condições do veículo e da documentação pessoal do motorista.

    * Busque referências na escola e com outros pais, na Prefeitura Municipal através da DIRETRAN ou na CIRETRAN.

    * Verifique as condições de higiene do carro e o número de cintos de segurança. Todas as crianças transportadas devem estar com cintos de segurança ou em cadeiras próprias para seu tamanho e idade.

    Ensine a Criança  

    *Ficar sentada enquanto o veículo estiver em movimento.

    * Não colocar cabeça ou braços para fora do veículo (janela) mesmo estando o veículo parado.
    * Afivelar o cinto de segurança. Não ser transportada no banco da frente do veículo (caso de crianças pequenas).

    * Não falar com o motorista enquanto ele estiver dirigindo.

    * Respeitar o funcionário monitor do veículo (caso exista).
    * Falar com os pais sobre o que aconteceu durante a viagem, em especial eventuais infrações cometidas pelo condutor do veículo (dirigindo com celular, sem cinto, furando sinal, etc). Descer do veículo somente depois que ele parar totalmente.

    Texto e foto: Ari Junior

     

     

  • Comentários
  • Três campeões olímpicos já estão confirmados para a fase final da Copa Brasil de Vôlei em Lages

  • 11-01-2019
  • A fase classificatória para a etapa final da Copa Brasil Masculina de Vôlei está sendo realizada pela Confederação Brasileira de Vôlei. Até o momento duas equipes já garantiram vaga para a fase decisiva que será disputada em Lages nos dias 26 e 27 de janeiro, no ginásio Jones Minosso: Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) e EMS Taubaté Funvic (SP). Nestas equipes atuam três jogadores campeões olímpicos pela Seleção Brasileira: Douglas Souza, Lucarelli e Lucão. 

    Os ingressos para a fase final da Copa Brasil de Vôlei estão sendo vendidos através do site: www.minhaentrada.com.br e nos seguintes pontos físicos: Ótica Via Visão (Rua Hercílio Luz, 190), Lojas Ki Bola (Avenida Luís de Camões, 555 / R. Correia Pinto, 171), loja Honolulu (calçadão) e Marka Sports (Rua Aristiliano Ramos).

    No primeiro lote, os ingressos custam R$ 20 por dia, ou R$ 35 o passaporte que dará acesso aos dois dias de jogos. No segundo lote, os valores vão para R$ 25 por dia e R$ 40 o passaporte. A Copa Brasil envolve os oito primeiros classificados no primeiro turno da Superliga Cimed 18/19.

    Texto: Ari Junior/Foto: Rafinha Oliveira/EMS Taubaté Funvic

  • Comentários
  • Homem é condenado a 23 anos de reclusão por estupro de vulnerável

  • 11-01-2019
  • Além do crime hediondo de estupro de vulnerável, quando a vítima tem menos de 14 anos, o homem foi condenado por posse ilegal de arma de fogo. O acusado, um idoso de 71 anos de idade, teve as penas somadas e deve cumprir, em regime inicial fechado, o tempo de 23 anos e seis meses de prisão. O Juízo da 2ª Vara Criminal da Comarca de Lages considerou o réu culpado e o sentenciou em gabinete nesta quarta-feira (10).  

    O fato que veio a público e teve repercussão nas redes sociais ocorreu em dezembro de 2017, em um ponto de ônibus do bairro da Penha, com exposição pública da vítima, na época com 10 anos. Porém, na denúncia que integra o processo, o crime de estupro era praticado desde 2014.   

    O acusado era tio menina. Ele morava no interior de uma cidade vizinha e frequentava a casa dos parentes toda semana. Para atrair a garota, ele a convidava para ir ao mercado para lhe presentear com doces e presentes. 

    O juiz Alexandre Takaschima aplicou a pena de 22 anos e seis meses para o crime de estupro de vulnerável, com as atenuantes de réu ter mais de 70 anos e confessado espontaneamente,  e mais um ano pelo de posse ilegal de arma de fogo. O homem estava preso desde março 2018. 

    Taina Borges – Assessoria de Imprensa do TJSC – comarca de Lages 

  • Comentários
  • Visitação no Museu Histórico Thiago de Castro no período de férias é constante

  • 11-01-2019
  • O Museu Histórico Thiago de Castro (MHTC) no período das férias escolares está atendendo aos visitantes de segunda a sexta-feira das 13h às 19h desde o dia 2 de janeiro. Mesmo com a equipe reduzida, em virtude das férias coletivas, os funcionários que se revezam entre o atendimento e outros serviços, têm recebido turistas de estados como São Paulo, Paraná e Rio do Sul e também a comunidade de Lages e região.

    Alguns grupos já estão visitando o MHTC, como foi o caso de 12 jovens da Casa de Semiliberdade de Lages que na tarde da quarta-feira (9 de janeiro) foram guiados pelo músico e funcionário do Museu, Paulo Guasselli. Segundo a assistente social Rúbia Carla Mendonça, que acompanhou o grupo, a visita ao museu tem grande importância no processo de reinserção dos jovens à sociedade. “Em 2018 realizamos uma visita assim com outro grupo, e o retorno foi tão positivo que foi tema das conversas dos jovens por muito tempo na Casa. Com esse dado, nos organizamos para repetir o passeio, agora com novas pessoas. Esse tipo de atividade permite que o pessoal conheça mais sobre a cidade e sua história, e é muito importante para a reintegração deles na comunidade,” ressalta.

    Segundo Paulo Guasselli, janeiro apesar de ser um período de pouco movimento na cidade, o Museu Thiago de Castro e outros espaços de memória de Lages recebem muitos turistas e também residentes que nunca tiveram a oportunidade visitar museus. “Com os museus abertos no período das férias escolares o público muda, porém, vemos mais grupos familiares da cidade e região, o que nos deixa felizes em saber que programas culturais fazem parte da programação de avós, pais e filhos. Os turistas também têm nos visitado em bom número, já recebemos grupos do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo,” informa.

    O Museu Histórico Thiago de Castro está aberto de segunda a sexta, das 13h às 19h. Agendamentos para pesquisas a partir de 11 de fevereiro pelo telefone 3224 74 25 ramais 23 e ou 31.

    Texto e fotos: Fabrício Furtado

  • Comentários