Portal Expressiva

NAS BANCAS EDIÇÃO DE DEZEMBRO


EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

Luto na imprensa de Lages

Previsão do tempo para Santa[...]

Marília Mendonça na 29ªFesta do Pinhão

  • 15-02-2017
  • Ainda faltam quatro meses para a 29ª Festa Nacional do Pinhão. Tempo suficiente para o público se organizar e curtir um dos maiores nomes do sertanejo na atualidade.  Marília Mendonça, conhecida como a rainha da sofrência, é a primeira atração confirmada pela Gaby Produtora, organizadora do evento. Esta edição está marcada para ocorrer entre os dias 9 e 18 de junho, em Lages, na Serra Catarinense.

    Marília começou sua carreira artística muito cedo. Com apenas 12 anos compôs diversas canções que se tornaram sucesso na voz de Cristiano Araújo e Henrique e Juliano, por exemplo. No ano de 2015, e com 20 anos de idade, a jovem lançou seu primeiro DVD e surpreendeu o país com hits como "Sentimento Louco" e "Infiel". Esta última foi uma das músicas mais cantadas e tocadas em 2016.

    No ano seguinte veio o segundo DVD intitulado “Realidade”. No repertório vieram músicas inéditas como "Eu Sei de Cor", que fez o Brasil inteiro cantar. Atualmente, Marília Mendonça faz em média 25 shows por mês. E em junho estará em Lages pela primeira vez. Na lista que a cantora irá apresentar ainda tem “Alô, Porteiro”, “Meu cupido é Gari" e “ Como faz com ela”.

     

    Na rede social

     

     Todas as atrações da 29ª Festa Nacional do Pinhão serão divulgadas oficialmente pela fan page do evento no Facebook. Até o mês de março, toda a programação será apresentada por esse canal, uma das novidades deste ano. Além disso, os fãs podem participar das promoções na página para conhecer os artistas bem de pertinho.

     

     

    Texto: Catarinas Comunicação 

     

    Fotos: Divulgação 

  • Comentários
  • Município não poderá dar continuidade ao convênio com o Polo UAB/Lages

  • 15-02-2017
  •    Devido o enfrentamento de dificuldades financeiras, sentida não só por Lages, mas diversos municípios que tentam honrar seus compromissos com a educação básica, a Secretaria de Educação decide cancelar o convênio pelo qual repassava recursos para manter o polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB) em Lages. A medida visa o cumprimento de suas atribuições, primando pela eficiência na prestação de serviços socioeducacionais e preocupação com o uso responsável dos recursos destinados à educação.

       Em 2015 foi criada a Lei Municipal n° 4090, que dispõe sobre a criação do polo UAB/ Lages e impõe exclusivamente à Secretaria de Educação o compromisso com a manutenção integral deste projeto federal, sem eleger verba legítima ou alternativa para o seu funcionamento através de outras fontes. Este acordo será rescindido pela incapacidade de cumprimento por parte do município.

       A decisão está tendo o parecer da Procuradoria Geral do Município (Progem) e ainda será oficializada. As universidades conveniadas já estão cientes da situação. O polo conta com dois cursos em andamento, sendo Administração e Pedagogia, ambas à distância.

     

    Manutenção da estrutura gera despesas altas

       O convênio firmado entre a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), trazia para o município quase total responsabilidade pela manutenção do polo, o que acabou sendo bastante oneroso e impossibilita a continuidade destes repasses.

       Os gastos, somente com o aluguel do prédio onde os cursos funcionam, na antiga sede do Sesi, no bairro Gethal, chegam a R$ 62 mil além de outros gastos com funcionários, equipamentos e manutenção. As universidades apenas disponibilizam equipamentos, mobiliário e laboratórios, como o de informática e alguns professores de disciplinas específicas, sendo responsáveis pelo sistema de matrícula dos acadêmicos.

     

    Recursos da educação básica não podem ser desviados

       A Secretária de Educação, Valdirene Vieira, explica que os recursos utilizados no convênio são provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), ou seja, deveria ser utilizado exclusivamente na educação básica, integrada pela educação infantil e séries iniciais e finais do ensino fundamental, e não destinados a outras modalidades de ensino. “Está bem claro que o município é responsável pela educação básica, assim como o Estado pelo ensino médio e cabe à União ofertar a gratuidade no ensino superior. Não podemos desviar o dinheiro deixando de atender às necessidades de nossas crianças e adolescentes que cursam o ensino fundamental. Precisamos agir com responsabilidade frente às verbas públicas”, salienta Valdirene. Qualquer dúvida com relação ao início das aulas, os acadêmicos matriculados no polo devem procurar o Sistema CAPES.

     

    Fotos: Arquivo

    Secretaria de Comunicação Social

  • Comentários
  • Taxa do Lixo 2017: Semasa esclarece sobre a desatualização da tabela informativa de valores

  • 14-02-2017
  • Os esclarecimentos são específicos aos que optaram pelo pagamento único 

    Caros clientes,

    Neste mês de Fevereiro/2017 estamos efetuando a entrega das faturas da Taxa de Lixo 2017 COTA ÚNICA para os clientes que optaram por esta forma de pagamento, com vencimento para o dia 10/03/2017.

    Apesar da fatura estar sendo emitida com valor e código de barras correto, a tabela informativa de valores impressa nesta mesma fatura, está desatualizada.

    Apresentamos a tabela correta abaixo, vigente no ano de 2017, e que corresponde ao valor emitido a ser pago na sua fatura de Taxa de Lixo 2017 – COTA ÚNICA.

    CATEGORIA DOS IMÓVEIS

    FREQUÊNCIA DA COLETA

    Valor mensal

    Valor anual

    3x na semana

    6x na semana

    3x na semana

    6x na semana

    Residencial

    R$ 13,75

    R$ 27,50

    R$ 165,00

    R$ 330,00

    Comercial, Industrial e Pública

    R$ 20,00

    R$ 40,00

    R$ 240,00

    R$ 480,00

    Lembrando que a fatura recebida pode ser paga normalmente, e que estamos à disposição para o parcelamento do valor, caso seja de seu interesse.

    Atenciosamente,

    Secretaria de Águas e Saneamento – Semasa.

    Foto: Divulgação

  • Comentários
  • Fenahort escolhe suas soberanas em Urubici

  • 14-02-2017
  • Ocorreu durante a Primeira Feijoada do Grupo Galopaço, na sede do CTG Campestre Catarinense, a escolha da Rainha e das Princesas da XIII Festa Nacional das Hortaliças. Após três etapas de classificação, sete candidatas foram selecionadas para a final. Cada candidata, além de desfilar, fez um pronunciamento em forma de convite para a Fenahort.

    Os sete jurados compostos por representantes de entidades de Urubici, tendo como Presidente a apresentadora Beatriz Mello do programa Oh de Casa, onde  escolheram como Segunda Princesa, Sheila Gabriel, a primeira Princesa, Bárbara de Souza Kayser e a Rainha é a Anna Paula Nunes.

    O Presidente da CCO da Fenarhort, Marcus Zilli, fez um pronunciamento onde relatou surpresa na grande quantidade de candidatas e reiterou o compromisso da CCO em realizar uma grande festa para o povo de Urubici. Também discursaram o prefeito Antonio Zilli e o vice-prefeito Elvio Fermiano. A XIII Festa Nacional das Hortaliças irá ocorrer entre os dias 23 e 26 de março.

  • Comentários
  • Missão técnica da Bahia quer implantar modelo de agroindústrias do Cisama

  • 14-02-2017
  • Uma missão técnica de 15 pessoas lideradas pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional – ACAR, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional da Bahia veio à Lages sexta-feira (10) conhecer o programa de fomento à agroindústria familiar desenvolvido pelo Consórcio Serra Catarinense – Cisama. O modelo deverá ser replicado nos 27 escritórios de serviço territorial de apoio à agricultura familiar com abrangência naquele estado.

    Entre os integrantes da comitiva, pesquisadores da Universidade Estadual de Feira de Santana, técnicos de serviço de inspeção animal e vegetal, economista e engenheiros ligados aos projetos de agroindústria. “Nossa missão é saber como o Cisama fez esse arranjo com os municípios, pois pretendemos aplicar esta metodologia nos territórios da Bahia”, disse Fernando Cabral coordenador geral do projeto da CAR.

    Segundo ele, a meta na Bahia é implantar nos próximos três anos 600 agroindústrias familiares em parceria com as prefeituras, mas não estavam encontrando um meio legal de se viabilizar este processo. Através da Amures com a criação do Cisama, diversas agroindústrias familiares tem recebido consultoria e acompanhamento na Serra Catarinense.

    Os visitantes foram recepcionados no auditório da Amures, onde receberam uma série de informações do diretor executivo do Cisama, Selênio Sartori. Depois foram à campo conhecer primeiro, a planta de pescados da Belo Peixe, em Lages. Em seguida foram à Capão Alto na Associação dos Produtores de Mel – Apromel.

    Em Anita Garibaldi conheceram a fábrica de Embutidos Meneagazzo e em São José do Cerrito, o abatedouro de frango caipira Carú, além da queijaria Dona Hilda. À campo os visitantes foram acompanhados pela médica veterinária coordenadora do Programa de Atenção a Sanidade de Produtos Agropecuários do Cisama, Andressa Sfeffen Barbosa.


    Oneris Lopes 

  • Comentários
  • Quem gosta de exercício, diversão e boa música tem aonde ir

  • 14-02-2017
  • Praticar exercício físico sempre fez bem para o corpo e para alma. Por conta disso, o Lages Garden Shopping tem programado para todas as quartas o Rodinhas no Garden. Um evento para aqueles que gostam ou querem aprender andar sobre as rodas, seja dos patins, triciclo, skate, patinete, bicicleta, motoca e qualquer outra atividade que se utilize de rodinhas. Os encontros ocorrem das 20h às 22h, no estacionamento do empreendimento. 

    Na quinta-feira (16) tem mais banda lageana no Palco Aberto Garden. A partir das 20h, quem se apresenta no  Espaço Garden, ao Lado do Garden Café, são as bandas Povo da Montanha, 355 e Tupi Guarujá. O projeto incentiva a música autoral e abre espaços para os talentos da terra. 

    Quem passa pelo Palco Aberto Garden tem sua apresentação gravada e divulgada no canal you tube. Para conhecer os artistas lageanos basta acessar o link: https://www.youtube.com/channel/UCTaZiqiHh_lRe7SL6hBclIg

    Ambos os eventos são gratuitos e abertos à participação de todos.

     

     

    Sobre as bandas

    Povo da Montanha

    Basicamente folk rock com letras para falar sobre experiências e coisas que se lê e se aprende. O povo da montanha é feito de Deus, amor, brigas e dor. Um show para quem gosta de Neil Young, Bob Dylan, Wilco, Fleet Foxes, porém, apenas com composições próprias. No fundo, o Povo da Montanha quer passar sua ideia e que isso seja musical. 

    355

    Perdidos na loucura de um mundo distraído, os garotos da 355 escracham o âmago do ser humano. Das invejas aos carinhos, da fofura ao terror, o humor e mau humor, temperados com o rock mais simples, mas sem deixar de colocar um pé no bluegrass, outro no jazz, um terceiro pé na psicodelia e um pé livre para colocar onde quiser. 

    Tupi Guarujá

    Surgida no bairro do shopping com ideias alternativas, sustentáveis e brasileiras, a Tupi Guarujá não busca se fixar em apenas um tipo de som, mas faz música que coloca o rock e a brasilidade lado a lado. Influenciados por Di Melo, Tim Maia, Jovem Guarda, pelo Tropicalismo e outras tantas lendas tupiniquins, a banda joga na cara o que quer fazer: rock dos bons. 

     

    Texto: Catarinas Comunicação 

  • Comentários
  • Prefeitos vão à Casan em busca de recursos para saneamento básico

  • 14-02-2017
  • Um grupo de prefeitos da Amures esteve reunido na tarde desta segunda-feira (14), em Florianópolis com o presidente da Casan Walter Galina. Retomaram as conversações para continuar com a implantação dos planos de saneamento básico. Desde o ano passado, o assunto estava fora da pauta devido ao período eleitoral.

    Participaram da reunião os prefeitos de Painel Flávio Antônio Neto da Silva, Urupema Evandro Frigo, Palmeira Fernanda Córdova, Rio Rufino Thiago Costa e de Bom Retiro Vilmar Neckel, o “Alemão”, além da secretária executiva da Amures Iraci de Souza e o diretor executivo do Consórcio Serra Catarinense – Cisama, Selênio Sartori.

    A reunião foi agendada pela deputada federal Carmen Zanotto e contou com a presença do senador coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense Dalírio Beber. O que ficou encaminhado é que a Casan fazer o projeto de saneamento de Bocaina do Sul. Para os municípios de Palmeira, Anita Garibaldi, Correia Pinto e Painel, a estatal vai ajudar na contratação dos projetos de saneamento via Cisama ou em convênio direto com os municípios.

    Sobre as contrapartidas dessas obras, a Casan não se comprometeu com repasse de recursos, pois dependerá de análise de viabilidade e por recomendação do senador Dalírio Beber, esse recurso poderá ser capitado na próxima etapa do Fundam, que será reeditado pelo governo do Estado.

    Sobre Otacílio Costa e São Joaquim a Casan já está executando as obras de saneamento básico e no caso de Urupema que possui estação de tratamento pronta, o prefeito Evandro Frigo terá de encontrar uma outra fonte de recursos para continuar com as obras.

    Por orientação da deputada Carmen Zanotto foi definido o prazo até 15 de abril para que os municípios possam celebrar os convênios com a Casan e dar continuidade aos projetos de saneamento.


    Oneris Lopes 

  • Comentários
  • Empresa inglesa conhece plataforma desenvolvida no Mestrado em Engenharia Florestal da Udesc Lages

  • 14-02-2017
  • Uma plataforma de madeira capaz de sustentar prédios, desenvolvida pelos estudantes do Mestrado em Engenharia Florestal do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Lages, despertou o interesse da empresa inglesa Fibre7.

    No último sábado, 11, a universidade recebeu a visita do gerente de compras de madeira, Phil Lowndes. Os estudantes apresentaram a ele a plataforma de madeira laminada colada cruzada. Do inglês Cross Laminated Timber (CLT), o painel é um dos mais recentes e modernos sistemas de engenharia e arquitetura, permitindo que a construção em madeira alcance patamares parecidos com o do concreto.

    Especializada em madeira para construção civil, a Fibre7 possui escritórios na Inglaterra e indústria na Nova Zelândia e deverá firmar uma parceria com a Udesc Lages. Uma nova visita está prevista para julho, quando o convênio deverá ser concretizado.

    Para o professor Rodrigo Terezo, que propôs aos estudantes a criação do painel, na disciplina de Estruturas de Madeira, o interesse da empresa inglesa comprova o valor das pesquisas desenvolvidas na universidade. "Nossas pesquisas estão compatíveis com o que o mercado de produtos de madeira está utilizando".

    Terezo explica que o CLT oferece a combinação de sustentabilidade, integridade estrutural, baixo custo e desempenho ambiental. "Os produtos trabalhados aqui na universidade são desenvolvidos internacionalmente e possuem grande uso na Europa e nos Estados Unidos. No exterior, a madeira é muito cara. Seria preferível comprar a madeira aqui, produzir o CLT e exportar para esses países".

    Assessoria de Comunicação da Udesc Lages

  • Comentários