Portal Expressiva

EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

Ryla Universitário acontece em[...]

Previsão do Tempo - Climaterra

Assinado acordo de repasse próximo a R$ 1 milhão para projeto de compostagem

  • 11-04-2018
  • Na tarde desta terça-feira (10 de abril), o prefeito Antonio Ceron e o superintendente regional da Caixa Econômica Federal (CEF), Ricardo Bier Troglio, assinaram o termo do acordo de cooperação financeira do Projeto Lixo Orgânico Zero, o qual será executado no período de 24 meses com recursos garantidos, no valor aproximado de R$ 1 milhão.

    Selecionado em 1º lugar entre 300 propostas enviadas por municípios e consórcios intermunicipais de todo o Brasil, o projeto de compostagem de resíduos orgânicos foi contemplado com o valor total de R$ 985 mil. Trata-se de projeto proposto pela prefeitura de Lages em parceria com o Centro de Ciências Agroveterinárias da Universidade do Estado de Santa Catarina (CAV/Udesc). “Este é um presente que Lages recebe e que irá contribuir com a preservação do meio ambiente e a natureza, possibilitando o envolvimento de nossa juventude, de acadêmicos e dos estudantes de escolas públicas e particulares, os quais serão treinados para agirem como multiplicadores da ideia central do projeto”, destaca o prefeito Antonio Ceron.

    O prefeito também agradeceu à Caixa Econômica Federal por investir parte do lucro de R$ 12,5 bilhões, obtidos em 2017, no financiamento de projetos socioambientais. Para Ricardo Bier Troglio, a responsabilidade socioambiental da CEF, “é uma forma de gestão que se define pelo estabelecimento de metas empresariais compatíveis com o desenvolvimento sustentável da sociedade, preservando os recursos ambientais e culturais, para as gerações futuras, respeitando a diversidade e promovendo a redução das desigualdades sociais”.

    Presente o ato de assinatura, o secretário municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô (Tchá Tchá), disse que na semana que vem serão treinados, em Florianópolis, os 25 bolsistas, acadêmicos da Udesc, os quais atuarão nas comunidades ao longo de dois anos de execução do projeto. Já o coordenador do projeto, professor Germano Güntler, comenta que a compostagem Lixo Orgânico Zero é o que conseguiu até agora, na história do setor de Extensão do CAV/Udesc, o maior volume de recursos. A coordenação do Lixo Orgânico Zero terá a participação da diretora de Meio Ambiente, Sílvia Oliveira, e da professora dos cursos de Engenharia Ambiental e Sanitária, do CAV/Udesc, Viviane Trevisan.

    Fotos: Iran Rosa de Moraes e Ary Barbosa

  • Comentários
  • Queijo serrano próximo de conquistar a Indicação Geográfica

  • 11-04-2018
  • Há uma expectativa entre os produtores rurais de que, neste ano, seja conquistado o selo de Identificação Geográfica (IG) do Queijo Artesanal Serrano. Será o reconhecimento de que se trata de um produto único, e isso agrega valor ao queijo produzido nos 18 municípios da região da Amures, além de outros 16 da Serra Gaúcha.

    Nesta quinta-feira, a Epagri organizou um seminário sobre a qualificação da cadeia do Queijo Artesanal Serrano, realizado no campus da Udesc, em Lages. O evento marcou o começo das capacitações de técnicos e produtores nas chamadas boas práticas agropecuárias e boas práticas de fabricação do produto.

    Autor da lei que legalizou a produção e a venda do queijo serrano, o deputado Gabriel Ribeiro disse que o evento, além de qualificar a produção, demonstra a crescente organização do setor na região e também serve para melhorar o valor do produto. Sobre a Indicação Geográfica, ele explicou que outros produtos serranos também vão passar por este processo, como o melato, a maçã fuji e os vinhos de altitude.

    Apesar do queijo ser a atração do seminário, os organizadores aproveitaram para expor ao público outros produtos serranos: pinhão, mel de bracatinga, pão de milho, tudo de dar água na boca. Na oportunidade, a Epagri lançou o livro Caracterização Ambiental e Delimitação Geográfica dos Campos de Cima da Serra. A obra faz um levantamento das características ambientais da região, um dos documentos exigidos no processo que pede a indicação geográfica para o queijo.

  • Comentários
  • Servidores participam de capacitação de acervos, museus, memoriais e arquivos

  • 11-04-2018
  • Servidores e funcionários de equipamentos culturais que possuem acervos, como museus, memoriais e arquivos e pessoas responsáveis pelos cuidados e conservação de igrejas históricas e seus acervos estão participando nesta terça-feira (10), Centro Cultural Vidal Ramos – Sesc, de uma capacitação denominada Composição, Conservação e Higienização de Acervos.

    Organizado pela Fundação Catarinense de Cultura – FCC e Escola de Gestão Pública Municipal – Egem com apoio da Amures, o curso objetiva qualificar os profissionais para conhecer os materiais que compõe os acervos e os procedimentos básicos de higienização e conservação de acervos, bem como entender os fatores de degradação destes materiais.

    Com limitação de 20 vagas, o treinamento tem como orientadores Karen Kremer, graduada em Educação Artística com especialização em “Conservazione e Teoria del Restauro delle Opere d’Arte” e “Corso Speciale di Restauro di Scultura e Oggetti Lignei pela UIA (Florença/Itália) e Thiago Guimarães Costa, doutor em Química Inorgânica pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Mestre em Química Inorgânica pela mesma instituição.

    Durante a manhã foram trabalhados temas relacionados a Preservação e Monitoramento; Fatores de degradação dos acervos; Limpeza dos espaços físicos e Manipulação, acondicionamento e armazenamento de acervos. À tarde, o foco é Química e patrimônio cultural: materiais, conservação e reações de degradação e Aula Prática: Higienização de acervos: têxteis, livros, documentos, pinturas, esculturas, objetos em prata.


    Oneris Lopes 

  • Comentários
  • Empresa de TI investe em capacitação

  • 11-04-2018
  • O Brasil está no grupo das 10 maiores potencias do mundo no ranking global de empresas de tecnologia. Dados da Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes) relatam que em 2017 o setor no país movimentou US$ 38 bilhões, um crescimento de 4,5% em relação a 2016. Com todo esse potencial, as oportunidades de trabalho na área são muitas, porém, existe grande carência de mão de obra.

    Diante dessa realidade, muitas empresas estão investindo em formação e qualificação de equipes profissionais para montarem seus times. A catarinense NDD é uma das maiores empresas do Brasil no desenvolvimento de softwares e promove a cada dois anos sua Academia da Programação, em 2018, 32 jovens foram selecionados para participar. 

    Como forma de incentivo, durante o período da capacitação eles recebem uma bolsa de estudos. O processo de contratação é de responsabilidade do  IEL,  . “Esse tipo de estágio representa a oportunidade de aprender com a vivência do dia a dia das empresas e uma grande possibilidade de já ficar empregado”, frisa a Responsável Regional do IEL para  Serra e Alto Vale, Gislaine Gonçalves.

    Está é a quarta edição da Academia de Programadores. A capacitação é realizada pela própria empresa e dura seis meses. Quem se destaca, pode ficar trabalhando. “É muito difícil encontrar alguém qualificado no mercado, por isso, optamos por realizar nosso próprio treinamento em 2010. Desde então, a academia se tornou fundamental para o desenvolvimento da empresa”, revela o líder do projeto, Alexandre Rech. Ele ainda destaca que quase 90% dos participantes são absorvidos e ficam trabalhando na empresa.

    Natural de Mossoró, no Rio Grande do Norte, o jovem Allef Moura trabalhava como empacotador em um supermercado da pequena cidade, porém, tinha o sonho de atuar na área de tecnologia. Saiu do emprego, caiu na estrada e veio para Lages há três anos com o objetivo de estudar Ciência da Computação. 

    Parece que o destino dele está mesmo na Serra Catarinense. Participou do processo seletivo e agora faz estágio na Academia de Programadores. “Essa é com certeza a melhor oportunidade que já tive entre todas. Estar aqui transcende todo e qualquer sonho que já tive até hoje”.

     Por Catarinas || Texto e fotos

  • Comentários
  • Udesc Lages está com inscrições abertas para 4º Encontro da Saúde que acontecerá em 10 de maio

  • 11-04-2018
  • O Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Lages, promoverá, em 10 de maio, o 4º Encontro da Saúde. O objetivo é incentivar um estilo de vida mais saudável entre estudantes, professores, técnicos universitários e comunidade.

    As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela internet, até 9 de maio. Os inscritos deverão levar um quilo de alimento não perecível. O encontro iniciará às 8h30, no Anfiteatro Caverna, com oficina e palestras sobre saúde física e mental.

    A primeira palestra, às 9h, terá como tema "Coaching: Uma ferramenta de desenvolvimento pessoal e profissional", e será ministrada por Alcir Borges e Josiele Alves. Às 10h30, o palestrante Pedro Boff abordará o tema "Homeopatia: Uma forma de tratamento natural com o objetivo de curar problemas físicos e psicológicos".

    No período da tarde, às 14h, acontecerá a palestra "Exercícios Funcionais", ministrada por Elizandra Gonçalves. Às 15h40, será oferecida uma oficina com o tema "Promoção da Saúde e Prevenção da Obesidade".

    O encontro faz parte de um projeto, criado em 2015 pelo professor de Educação Física da Udesc Lages, Thiago Castro, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da comunidade acadêmica. Todas as atividades são organizadas pelos estudantes da segunda fase do curso de Agronomia, com o apoio do setor de Saúde.

    Assessoria de Comunicação da Udesc Lages

  • Comentários
  • Feira do Terneiro e da Terneira irá contar com 2,4 mil animais

  • 11-04-2018
  • O pavilhão de arremates José Arruda Ramos, no Parque Conta Dinheiro, em Lages, será novamente o palco de negócios envolvendo o que há de melhor na genética bovina de Santa Catarina. A oferta será de animais jovens. Serão 2,4 mil terneiros e terneiras a serem leiloados, divididos em duas etapas no mês de maio: uma no dia 5 e a outra, no dia 12. Em cada um desses dias, 600 machos e 400 fêmeas deverão atrair compradores de todo o Estado e de fora dele, uma vez que as negociações também poderão ser feitas pela internet, desde que os compradores estejam cadastrados ao escritório de arremates. A transmissão ao vivo, através do programa “Lance Rural”, do Canal Rural, (http://www.canalrural.com.br/), irá favorecer aos interessados.

    As negociações da pecuária serrana, conforme conta o presidente do Sindicato Rural de Lages, entidade promotora das feiras, Márcio Pamplona, começaram mais cedo. Desde março, criadores estão vendendo animais para exportação. Diante disso, vários compradores locais também foram em busca do produto, adquirindo diretamente das propriedades. Porém, vale dizer, que, as compras realizadas nas feiras, além de terem qualidade e padronização, oferecem prazos, financiamentos na hora, comodidade; acesso tranquilo e também carregamento fácil. “São por fatores como esses que a feira se torna mais atrativa para a realização de negócios bem melhores”, salienta Márcio.

    Por outro lado, a observação a respeito das negociações antecipadas de compra direta, é de que os valores têm se mostrado acima das aquisições feitas nas propriedades, no ano passado. Para Pamplona, o indicativo é de que haverá liquidez nos dois eventos de Lages, e bons preços a serem praticados tanto por vendedores, como por compradores. Sendo assim, a logística que o Sindicato oferece, com as mangueiras cobertas; sem preocupação com sol ou chuva, e sem o risco de não ter acesso, agregam, e nem por isso tornam a negociação mais cara.  

    Para os financiamentos estarão disponíveis linhas de crédito de quatro agências bancárias: Banco do Brasil, Santander, Sicredi e Sicoob. As agências darão igual atenção aos negócios da Feira do Terneiro (a), de Capão Alto, de abrangência do Sindicato Rural de Lages, no próximo dia 22 de abril.

  • Comentários
  • Rodovia SC-114: Coruja protocola pedido de Informação

  • 11-04-2018
  • O deputado Fernando Coruja protocolou pedido de Informação para deliberação em Plenário, dirigido ao secretário de Infraestrutura do Estado, para saber se a empresa Décio Pacheco Cia Ltda de União da Vitória (PR), que em setembro de 2015 recebeu uma ordem de serviço para a revitalização da Rodovia SC-114, no trecho de 24 quilômetros entre o Município de Painel e a BR-282, com investimento de R$ 24,4 milhões, está executando as obras previstas. Coruja quer saber em que fase se encontra o andamento das obras e qual o percentual já executado; qual o montante de recursos pagos à empresa contratada até o presente momento; qual o montante de recursos disponíveis para 2018 e o cronograma de pagamento. Solicita cópia das planilhas e também pergunta se houve aditivo ao contrato. Em caso afirmativo, encaminhar cópia do termo aditado.

    Coruja pergunta ainda se estão sendo cumpridos os pagamentos por parte do Estado à empresa contratada e qual a previsão de conclusão da referida obra.

  • Comentários
  • UPA entra em fase de acabamentos

  • 11-04-2018
  • A cada semana que passa os avanços na obra de Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Universitário são mais visíveis. A tão sonhada estrutura que vai funcionar sete dias por semana, 24h por dia, e desafogar o fluxo intenso do Pronto-Atendimento Tito Bianchini, com atendimento para adultos e suporte especializado para crianças, já está 65% concluída. Para assegurar que a UPA comece a funcionar assim que estiver pronta, a Secretaria Municipal de Saúde já está fazendo o levantamento do mobiliário e dos equipamentos para encaminhar ao setor de Licitação. “Também temos macas, insumos e equipamentos novos no Pronto-Atendimento que serão levados para a UPA. Vamos aproveitar o que for possível para otimizar nossos recursos”, destaca a secretária Odila Waldrich.

    Localizada em uma área estratégica, ao lado da Rodoviária, próximo à Avenida Dom Pedro II, uma via rápida que facilita a chegada e saída de ambulâncias, a edificação com 2.185,39 metros quadrados de área construída, está dividida em três grandes blocos interligados. Além de atender as normas de acessibilidade e da vigilância sanitária, o projeto arquitetônico da obra também contempla soluções e o aproveitamento da luz natural, em diversos ambientes, para proporcionar mais conforto e bem-estar aos usuários. “De tal forma, que cada um dos blocos possui também um cor diferente, para não caracterizar um ambiente hospitalar”, explica Lidyane Bremenkamp, arquiteta e fiscal da obra. As cores, em tons pasteis, variam entre o cinza, marrom, rosa, entre outras cores.

    Um dos blocos que já está mais avançado com 75% do acabamento pronto é o que vai abrigar o setor administrativo. Na cozinha, refeitório e banheiros já foram colocados pisos de porcelanato antiderrapante e nas paredes revestimento cerâmico. A instalação elétrica também está pronta e no corredor já foram instaladas, inclusive lâmpadas de teste. As portas devem ser instaladas ainda esta semana.

    O engenheiro civil e responsável técnico pela obra, Thiago Hinckel Curtius, funcionário da Construtora Evoluta Ltda, explica que os serviços avançam por diversas frentes de trabalho. No bloco 03, aonde irá funcionar o setor de observação também já foram colocadas as janelas, piso e iniciado a pintura. Além da colocação das portas e da instalação elétrica, o cronograma de serviço prevê a instalação de pontos de gás medicinal para oxigênio. “Estamos avançando por frente de trabalho, de forma a executar o serviço completo para não precisar quebrar nada ou refazer depois para implantar alguma rede”, destaca Thiago. Nos próximos dias iniciará a construção do muro no entorno da UPA.

    A UPA terá abrangência regional, com atendimento de média complexidade, intermediário entre as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e porta de urgência hospitalar. Oferecerá atendimentos com uma série de serviços médicos e compõe a rede organizada por pediatria, ortopedia, atendimento em odontologia e salas de observação tanto pediátrico, como adulto, entre diversas outras assistências.

    Fotos Cássia Shelen 

  • Comentários