Portal Expressiva

NAS BANCAS EDIÇÃO DE DEZEMBRO


EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

Luto na imprensa de Lages

Previsão do tempo para Santa[...]

Papai Noel e Banda animam comunidade do bairro Penha

  • 05-12-2018
  • A comunidade do bairro Penha e bairros vizinhos foram os contemplados, na noite de terça-feira (4 de dezembro), da programação Natal nos Bairros, uma iniciativa da Prefeitura de Lages.

    O evento iniciado às 19 horas e realizado na avenida Nossa Senhora da Penha, em frente à Escola Godolfin Nunes de Souza, reuniu centenas de pessoas, a grande maioria crianças e grupos de alunos. A animação foi do artista Paulinho Guazelli e Banda, com apresentações musicais, destacando-se canções natalinas. A criançada esteve sempre atenta e animada diante do anúncio de que logo chegaria ao local o Papai Noel e Banda, para animar a noite e distribuir balas e pirulitos.

    A chegada do Papai Noel, ocorrida às 21 horas, contou com a presença do prefeito Antonio Ceron e da primeira dama do Município, Salete Ceron, além do superintendente da Fundação Cultural de Lages, Gilberto Ronconi, da secretária de Política para as Mulheres e Assuntos Comunitários, Marli Nacif, e do Executivo de Turismo, Luiz Carlos Pinheiro.

    Fila de crianças se formou em frente da tenda do Papai Noel e o bom velhinho não distribuiu apenas doces, mas deixou também mensagem de esperança e fé, ao falar que o Natal era a comemoração do nascimento do Menino Jesus. 

    Programação para esta quarta-feira (5 de dezembro)

     O bairro Caroba será o próximo a receber a programação festiva do Natal nos Bairros. Será nesta quarta-feira (5 de dezembro), às 19 horas, em frente à Emeb Izidoro Marin. Esta festa prossegue até o dia 19 de dezembro, na sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

    O Natal nos Bairros faz parte do Natal Felicidade que terá abertura dia 7 de dezembro, no Largo da Catedral Diocesana de Lages.

    Fotos: Nilton Wolff

  • Comentários
  • Proerd forma mais 1.100 alunos no ano

  • 05-12-2018
  • O prefeito Antonio Ceron prestigiou a solenidade de formatura de 1.100 alunos do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), no final da tarde desta terça-feira (4 de dezembro) no Centro Serra. O curso do Proerd reuniu alunos de 23 escolas e entidades educacionais de Lages.

    Sendo o primeiro a deixar sua mensagem aos formandos, o prefeito disse que o Proerd é um programa exemplar, com filosofia voltada à pratica de boas atitudes, de respeito aos semelhantes, de busca de uma sociedade mais justa e feliz. “Santa Catarina, que é um Estado diferenciado, com certeza tem muito a ganhar com a formatura de 1,4 milhão de alunos nestes 20 anos de existência do Proerd. Deixo aqui os meus agradecimentos a Deus, em primeiro lugar, e a Polícia Militar pela iniciativa. A todos os alunos desejo um feliz Natal e um novo ano de saúde e prosperidade”, falou Ceron.

    O Proerd teve origem nos Estados Unidos, sendo implantado no Brasil em 1992. Em Santa Catarina, Lages foi a cidade pioneira a ter este programa, seguida da cidade de Chapecó.

    Os formandos assumiram, conjuntamente, o seguinte compromisso (juramento): “ao concluir o curso Proerd, prometo: evitar a violência, resistir às drogas, respeitar meus semelhantes, para um sociedade mais sadia, justa e feliz”.

    Fotos: Greik Pacheco e Ary Barbosa de Jesus Filho

  • Comentários
  • Brinquedos do parquinho do Tanque são revitalizados

  • 05-12-2018
  • O Parque Jonas Ramos, o Tanque, é um dos cartões postais da cidade e um dos locais mais visitados durante os finais de semana ensolarados, principalmente pelas crianças, que adoram brincar no parquinho de diversões. Para garantir a segurança e a diversão dos pequenos, a Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente providenciou a restauração dos brinquedos.

    O secretário Euclides Mecabô, o Tchá Tchá, informa que primeiro foram realizadas a manutenção e restauração do que estava quebrado ou oferecendo risco aos usuários. Feito isto, os equipamentos passam pela fase de finalização com a pintura. O ambiente colorido torna o local ainda mais agradável e animado, nas cores vermelha, amarela, verde e azul. “Esperamos que na quinta-feira já tenha secado a tinta e os brinquedos já sejam liberados para as crianças”, diz Tchá Tchá.

    O parque conta com equipamentos adequados para todas as idades. Possui seis balanços de diversos modelos, três brinquedos giratórios, três escorregadores de tamanhos diferentes, quatro gangorras e dois brinquedos de travessia sob estruturas metálicas, que estimulam a força e o equilíbrio da criança.

    Fotos: Toninho Vieira

  • Comentários
  • Festival de Carnes deve reunir duas mil pessoas neste domingo

  • 05-12-2018
  • Uma cavalgada passando por alguns dos locais mais bonitos de Palmeira prenuncia neste domingo, dia 9, o 2° Festival de Carnes de Qualidade da Serra Catarinense. Evento que teve o lançamento oficial realizado mês passado, no Lages Garden Shopping e deve atrair mais de duas mil pessoas.

    Há mais de 60 dias, os preparativos do festival mobilizam equipes da prefeitura, Associação Palmeirense de Pecuária de Corte, Associação de Criadores de Ovinos de Palmeira e Epagri, na montagem de programação e estrutura do Parque de Exposições José Maria Batista, onde se concentrará a programação.

    De acordo com a prefeita Fernanda Córdova, a proposta do festival é agregar valor à carne produzida no município e oportunizar mais renda às propriedades. “O Festival de Carnes se incorpora ao Calendário de Eventos da Serra Catarinense e impulsiona também, a atividade do turismo do município”, frisa a prefeita.

    A cavalgada sairá do parque às 7 horas e os participantes terão direito a café tropeiro e almoço na chegada. Às 11 horas, acontece a abertura oficial do festival com pronunciamento das autoridades e em seguida iniciam os serviços de almoço.

    Dentre as carnes a base de cordeiro e de gado de raças britânicas, serão ofertados aos visitantes churrasco, costelão no fogo de chão, lasanha, strogonoff, cordeiro assado, frescal, hambúrgueres, entrecot grelhado e costela desossada recheada, com acompanhamentos de arroz, farofa e salada.

    Durante o almoço haverá show com Nativista Baby Felizardo e na parte da tarde, bailes com Grupo Pataço e grupo Tche Lokedo. Para participar da cavalgada, o valor do ingresso é R$ 40, 00. Só para o almoço R$ 35,00 o ingresso antecipado. No dia do evento, o ingresso poderá ser adquirido por R$ 40,00, segundo os organizadores.

    O projeto de melhoria do sistema produtivo da bovinocultura e da ovinocultura de Palmeira, vem sendo aprimorado desde 2013 e busca otimizar, especialmente, na produção de cordeiros, a única planta frigorífica para abate de ovinos existente na região que opera no município, com capacidade de abate de 22 mil animais por ano.

    A realização do 2° Festival de Carnes tem o apoio do governo de Santa Catarina, através da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Funturismo e Amures.


    Oneris Lopes 

  • Comentários
  • Americanos adotam quatro irmãs lageanas

  • 04-12-2018
  • Elas têm cinco, sete, nove e 15 anos,  e, a partir de agora, uma nova vida. Há poucos dias, as quatro irmãs lageanas foram adotadas e terão como endereço os Estados Unidos. O processo tramitou na Vara da Infância e Juventude da Comarca de Lages. Um caso raro na cidade, uma vez que foi possível manter o vínculo entre todas elas e houve a adoção de uma adolescente. Na maioria das vezes, os casais buscam por crianças recém-nascidas, com até cinco anos de idade, meninas e sem irmãos.

    Na chamada adoção casada ou compartilhada existe o compromisso de manter a relação entre os irmãos. Um dos casais ficou com a mais nova e a adolescente. A outra família, com as duas meninas do meio. Lá, eles devem possibilitar que elas convivam de alguma forma, seja mantendo contato por telefônico, troca de mensagens ou em encontros presenciais.

    A assistente social Sumaya Dabbous e a psicóloga Rafaela Marques integraram a equipe que cuidou da ação. Sumaya conheceu as meninas há pouco mais de dois anos em situação de vulnerabilidade. A justiça determinou que todas fossem atendidas pelo serviço de acolhimento institucional. “Como a ideia é sempre manter os irmão juntos, fizemos a busca por pretendentes que aceitasse principalmente a adolescente. Não havendo habilitados no Brasil, pedimos a ajuda da CEJA”, conta.

    A Comissão Estadual Judiciária de Adoção (CEJA) é que tem uma lista com os pretendentes internacionais e onde os pedidos se centralizam. Antes disso, buscou-se na própria comarca, no Cadastro Estadual e Nacional de Adoção. Essa última é uma ferramenta digital que auxilia na condução dos procedimentos dos processos de adoção em todo o país.

    O contato com os casais americanos durou cinco meses. Por trinta dias eles ficaram no estágio de convivência e com autorização do juiz Ricardo Alexandre Fiúza, titular da Vara da Infância e Juventude, puderam sair da comarca para se conhecer e visitar cidades do litoral catarinense. “A gente muda o destino das pessoas. Me sinto feliz com desfecho desse caso e a certeza do dever cumprido”, diz Sumaya.

    Durante dois anos, haverá o recebimento  semestralmente de relatórios formais com informações de profissionais das áreas da saúde, educação e psicologia, por exemplo, para acompanhamento da adaptação. A agência que representa os casais no Brasil é quem fará o contato com a justiça catarinense.  

    Interesse por adolescentes ainda é pequeno

    Campanhas como a Laços de Amor, que tem o intuito de reduzir o número de crianças e adolescentes acolhidos em instituições do Estado, e os cursos de preparação à adoção ajudaram muito na mudança de comportamento dos pretendentes em relação ao perfil do adotado .

    Mas, ainda assim, o número de interessados em bebês é de 80%, num universo de 3 mil inscritos em Santa Catarina. “Quanto maior a idade, menos interesse as pessoas têm em adotar”.  Essa declaração do magistrado Ricardo Fiuza reafirma o que as estatísticas apontam.

    Essa realidade é a mesma para as adoções internacionais. “ Nos casos em que há irmãos com menor idade é mais fácil acontecer. Se não, é muito raro”, diz Mery Ann Furtado e Silva, secretária da Comissão Estadual Judiciária de Adoção.

    O Judiciário busca alternativas para atender esse público. A parceria no programa Apadrinhamento Afetivo é uma delas.  A iniciativa dá aos candidatos à adoção a possibilidade de se tornarem padrinhos de uma criança ou adolescente, além de aproximar futuros adotantes ao espaço de acolhimento. 

    Taina Borges – jornalista do TJSC – Comarca de Lages

  • Comentários
  • Agroecologia é tema do I Seminário de Segurança Alimentar e Nutricional

  • 04-12-2018
  • Com o objetivo de provocar alerta em relação a quantidade e qualidade dos alimentos produzidos em Lages, a Secretaria de Assistência Social e Habitação, através do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), realizou na tarde desta segunda-feira (3 de dezembro), no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC/Campus Lages), o I Seminário de Segurança Alimentar e Nutricional.

    Professores-doutores, trabalhadores do Banco de Alimentos, nutricionistas, produtores de alimentos, acadêmicos de diversas áreas e comunidade em geral debateram os principais desafios da agroecologia na atualidade. Além do coordenador do Consea, Hélio Furlan, os palestrantes convidados foram Álvaro Mafra, Maria Sueli Mafra e Júlio Cesar Pires Santos, ambos professores-doutores da Universidade do Estado de Santa Catarina/Centro de Ciências Agroveterinárias UDESC/Campus Lages.

    Segundo Hélio Furlan, os principais assuntos estiveram ligados especialmente para a quantidade de produção, qualidade de alimentos e periodicidade de fornecimento. “A agroecologia é um sistema de produção que utiliza os biomas naturais na mesma medida em que a natureza exige de cada especialidade/cultura”, explicou. Ainda de acordo com ele, procura-se os cultivares crioulos/nativos pelo fato de serem menos transgênicos, mais resistentes as pestes e estruturados biologicamente para resistir e produzir. “Mais do que a produção de alimentos em si, este é um vetor que leva em conta a manutenção de mananciais e coopera com a diminuição do uso de fertilizantes”, explicou Hélio.

    Para Álvaro Mafra, uma das ações para reduzir o número de agrotóxicos nos alimentos é ter uma agricultura com ambiente equilibrado e solo coberto. “Isso significa ter maior diversidade de espécies, menos vulnerabilidade e redução do surgimento de plantas espontâneas”, comentou Álvaro. Outro ponto evidenciado por ele foi o Sistema de Plantio Direto de Hortaliças em razão do baixo custo de produção, saúde do solo e conforto da planta. “É por meio de feiras ecológicas e programas de extensão que o produtor tem a oportunidade de mostrar e o consumidor de ver a qualidade dos alimentos”, salientou Álvaro.

    Fotos: Daniel Costa

  • Comentários
  • Magia e encanto do Natal chegam aos bairros

  • 04-12-2018
  • Chegou a época mais reluzente e encantadora do ano. O espírito natalino tomou conta da cidade e a magia contagia a todos. E as celebrações do Natal não se concentram apenas no Centro, milhares de famílias, em oito bairros, podem conferir de pertinho uma programação especial feita com carinho para eles pela Prefeitura de Lages. Nesta segunda-feira (3 de dezembro), o bairro Habitação foi o primeiro a receber as atrações.

    Um palco foi montado em frente à Escola Municipal de Educação Básica Mutirão, bem no coração do bairro, onde se concentraram as crianças e seus familiares, que esperavam pela atração principal: a chegada do Papai Noel. Mas antes do momento mais esperado, uma série de apresentações culturais, com artistas locais, deu ainda mais brilho à noite, pois a festa era feita por eles e para eles; os moradores e as crianças do bairro Habitação que encantaram o público.

    A Casa do Papai Noel acompanha o palco itinerante que vai passando a cada dia por uma região diferente. “Esta decisão da administração municipal de trazer as atrações do Natal para o bairro, principalmente para aquelas crianças que têm menos oportunidade de visitar o Centro da cidade, já foi feito ano passado e teve um ótimo resultado. Este ano estendemos um pouco mais, abrangendo ainda mais bairros, para levar a alegria e o espírito natalino para mais pessoas”, comenta o vice-prefeito, Juliano Polese.

    As visitas às comunidades são realizadas em parceria com as Associações de Moradores, que mobilizam as famílias dos bairros para assistirem às apresentações, e as escolas, que preparam seus alunos para mostrar os talentos locais.

    O bairro Habitação conta com aproximadamente quatro mil habitantes, sendo cerca de 1.200 crianças, que participam de diversos projetos no Centro Comunitário, como dança e coral. “É um momento de alegria para nosso povo, que já passa o ano todo trabalhando. As pessoas entram no clima natalino e confraternizam, levando a alegria a todos”, comenta o presidente do bairro Habitação, Luiz Lima Lins.

    A moradora Tatiana Carmelita de Liz Soares fez questão de ir prestigiar as atrações, principalmente porque sua filha, a pequena Vitória, de cinco anos, iria subir ao palco pela primeira vez. “Ela fez os ensaios na escola, mas não me contou o que é. Será uma surpresa”, diz.

    Talentos locais são valorizados

    Um dos objetivos do Natal nos Bairros é, além de levar a festa natalina às comunidades, também valorizar e dar oportunidade aos artistas locais mostrarem seus talentos.   

    O Coral Vozes da Liberdade foi uma das atrações que subiu ao palco. Nesta noite se apresentaram 56 crianças, todas alunas da Emeb Mutirão, que abraçou o projeto há mais de dez anos. Acostumadas a subir em palcos diversos, nesta noite se sentiram ainda mais especiais, pois se sentiam em casa. O espetáculo com um repertório composto por músicas natalinas e roupas com as cores do Natal, é o mesmo que será apresentado no palco montado ao largo da Catedral. “As pessoas não fazem ideia do quanto este projeto é importante para a formação destas crianças. O efeito pedagógico e desenvolvimento físico é muito impactante, pois ajuda na concentração, disciplina, articulação da fala, dinâmica da leitura, entre outros benefícios impressionantes”, destaca a maestrina, Marisa Bunn.

    O projeto Samba Raiz, idealizado pelo professor Paulo Henrique Ramos Godoi, também esteve presente com um repertório especial de Natal. Cinco jovens tocaram instrumentos como o pandeiro, o tamborim, o surdo e o rebolo, que fazem a base do samba. “É uma satisfação levar alegria para a comunidade, apresentando o que temos de melhor na cultura e resgatando o samba raiz”, comenta o professor.

    Veja a programação do Natal nos Bairros 2018:

    4/12, terça-feira – Bairro Penha, Escola Godolfin Nunes de Sousa;

    5/12, quarta-feira – Bairro Caroba - Escola Izidoro Marin;

    10/12, segunda-feira – Bairro Guarujá – Campo de futebol em frente à Associação de Moradores;

    11/12 - terça-feira - Bairro Santa Catarina - CAIC Nossa Senhora dos Prazeres;

    12/12 - quarta-feira - Bairro Conta Dinheiro - Batalhão Ferroviário, Escola Maria Quitéria;

    17/12 - segunda-feira – Bairro Petrópolis, Associação de Moradores;

    18/12 - terça-feira - Santa Helena, Associação de Moradores.

    Fotos: Nilton Wolff

  • Comentários
  • Inicia fiscalização com radar portátil em Lages

  • 04-12-2018
  • Após um período de ampla divulgação e adaptação por parte dos motoristas, com ações educativas nas principais avenidas, a fiscalização com radar portátil começou efetivamente nesta segunda-feira (3 de dezembro). A operação é executada pelos agentes de trânsito, da Diretoria de Trânsito (Diretran), e pela Polícia Militar, nas vias com maior fluxo de veículos. Os primeiros pontos fiscalizados foram na Avenida Belizário Ramos, próximo à empresa Flex Contact e na Avenida Santa Catarina.  

    As aplicações das autuações são previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e os motoristas devem estar atentos ao limite de velocidade em cada via. A fiscalização com radar será intensificada nos finais de semana em determinados horários de maior risco de ocorrências.

    Os pontos de fiscalização devem respeitar uma escala diária, que indica as vias a serem monitoradas e os horários com maior fluxo. Este cronograma não será divulgado, e executado de forma itinerante, ou seja, vai mudando a cada período. “Uma das dificuldades que enfrentamos é que as pessoas começam a se comunicar pelas redes sociais e avisando uns aos outros os pontos onde está sendo realizada a fiscalização, por isso foi definida uma escala diferenciada”, afirma o agente de trânsito, Jhon Lenon de Oliveira.

    O objetivo é garantir a segurança de todos no trânsito e evitar acidentes no perímetro urbano. “Os motoristas precisam se conscientizar e pensar que o que importa mesmo é preservar sua vida e a vida de outras pessoas, pois se você está com pressa, muitas vezes alguém está lhe esperando chegar com vida. Com o excesso de velocidade, está arriscando sua vida e de terceiros. É uma questão de bom senso”, comenta o agente Oliveira.

    Célio Roberto Chmieleski veio da cidade de Sinope, Mato Grosso do Sul, e conta que naquela região as fiscalizações não são muito comuns. “Cheguei aqui e levei três multas. Mas concordo plenamente com essa iniciativa, pois infelizmente o brasileiro só respeita a legislação do trânsito se doer no bolso”, completa.

    Fotos: Aline Tives

  • Comentários