Portal Expressiva

EDIÇÃO DE DEZEMBRO NAS BANCAS


EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

[Ver Mais]

Você está em Economia

[voltar]

Tecnologia implantada em Santa Catarina irá revolucionar a pecuária de corte

O modelo que alia adequação tecnológica e consultoria gerencial das propriedades rurais consolidado em 2015, o de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), ganhou a adesão de um número maior de Estados e atraiu importantes parcerias. Em Santa Catarina já são mais de 30 municípios contemplados, não somente na pecuária de corte, mas também na de leite, na apicultura e na ovinocultura. Atualmente, mais de 100 grupos no Estado estão sendo assistidos pela Federação da Agricultura do Estado de Santa Catarina, (FAESC), através desses programas, num sistema prático e que tem gerado excelentes resultados.

A aplicação da metodologia, conforme analisa o presidente da Associação Rural de Lages, Márcio Pamplona, irá dar um reflexo muito bom em termos de aumento de produtividade, organização, capacidade de investimento, e de assistência técnica. Para ele, o processo vai revolucionar a pecuária de corte, não somente na Região Serrana, mas em todo o Estado de Santa Catarina. Em pouco tempo, o setor irá sofrer uma grande melhoria, alavancando de vez a tecnologia nas propriedades rurais. O trabalho consistente na presença ininterrupta de um técnico nas propriedades, durante dois anos. Lages, atualmente, é o único município do Estado que tem dois grupos ligados à pecuária de corte, englobando 60 produtores.

Para se ter ideia, nesses grupos, com o custeio total da FAESC , do Sistema SENAR, e do SEBRAE, na região de Lages foram inseminadas 100 matrizes em cada propriedade, ou seja, são seis mil vacas inseminadas. Márcio explica que o único custo para o produtor é o sêmen, ou seja, o material genético do reprodutor. São quatro formas de manejo; resultando em quatro visitas do veterinário, para aplicar o implante, o hormônio, até chegar na inseminação. Por fim, ainda é feito controle da prenhez das vacas, por ultrassom. “O resultado final é um incremento genético na qualidade das crias, com animais selecionados e de alto padrão racial”, disse.

A assistência é dada por uma empresa gaúcha, e que atua há cerca de um ano num dos grupos, e noutro, por aproximadamente cinco meses. Conforme relata o presidente da Associação Rural de Lages é visível a satisfação dos produtores que estão sendo assistidos. “É um projeto extremamente importante que, além da assistência técnica, atua no campo do gerenciamento e na organização, dentro das propriedades. Já são mais de 240 horas de assistência técnica por mês aos produtores”, reforça Márcio.

 

Participação do Sindicato

O SENAR Brasil desenvolveu ferramentas que auxiliam agricultores e pecuaristas a se tornarem empreendedores, para que gerenciem suas propriedades como uma empresa sustentável e lucrativa. O Sindicato Rural, além de oferecer serviços de representação sindical, organização de eventos, uma loja agropecuária, em parceria, atua também na geração do modelo inovador de assistência técnica, com foco em gestão, para realmente auxiliar pequenos e médios produtores com recursos que vão além do atendimento que era feito antigamente nas propriedades, visando impulsionar ainda mais o desenvolvimento e a competitividade.

 

 

Assessoria de Imprensa

[Ver Mais Notícias]