Portal Expressiva

NAS BANCAS EDIÇÃO DE DEZEMBRO


EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

[Ver Mais]

Você está em Geral

[voltar]

Terceira rodada de reuniões contempla 20 bairros e loteamentos com escuta de suas demandas

A manhã desta segunda-feira (12 de março) foi dedicada a ouvir as reivindicações, através das associações, dos moradores dos bairros e loteamentos da região 3, da qual fazem parte Caroba, Jardim Vista Alegre, Santa Mônica, Santa Cândida, Bela Vista/Promorar, Salto Caveiras, Boqueirão, Petrópolis, Ipiranga, Bom Jesus II, São Pedro, Morro do Posto, Frei Rogério, Guadalupe, Beatriz, Vila Comboni, São Paulo/São Francisco e Gralha Azul. Esta foi a terceira rodada de encontros da atual gestão municipal, iniciada em 2017, com oito reuniões divididas em março e setembro, abrangendo as quatro regiões urbanas e rurais. Da mesma forma ocorre este ano. A primeira de 2018 aconteceu na semana passada, com bairros e loteamentos da região 4 (Sul).

O prefeito Antonio Ceron, o vice Juliano Polese, a secretária de Política para a Mulher e Assuntos Comunitários, Marli Nacif, e demais secretários e executivos ouviram as solicitações de presidentes de associação, lembrando que houve ausências à reunião realizada no Gralha Azul. “As demandas são entregues por ofício para formalizar os pedidos à Secretaria de Assuntos Comunitários e de lá são canalizadas imediatamente para cada Secretaria competente. “Nós compreendemos todos os pleitos. Em 2017, o Município investiu R$ 40 milhões em Saúde e Educação, embora tenha sido o ano de se pagar contas e colocar a casa em dia. Ainda assim, somente foi possível fazer investimentos diante da parceria com o Governo do Estado. Temos obrigações de pagar servidores e fornecedores e financiamentos em dia. Por isso, a importância desta ação conjunta de maneira aberta, com desabafos pertinentes e que serão atendidos na medida do possível de viabilidade e financeira”, analisa o prefeito Ceron.

Já Juliano Polese frisou que, “quanto mais gente pensando e discutindo a cidade, maior a chance de acertos”, reitera o vice-prefeito. A próxima reunião será dia 26 de março, contemplando a região 1 (Popular, Ferrovia, Caravágio, São Miguel, Penha, Nadir, Vila Mariza, Jardim Panorâmico, Jardim Cepar, Santa Maria, Bates, Várzea, Rancho de Tábuas, Macacos, Índios, Potreiros, Caça e Tiro, Habitação e Universitário), às 8h, na Associação do bairro Penha. “Peço que cada membro do colegiado olhe cada pedido com carinho e interagindo quando a demanda não for referente a sua secretaria”, orienta Ceron.  

Acompanhe as demandas expostas e o retorno dos secretários:

Regularização fundiária em 304 lotes

Nos dias 2, 3, 4 e 5 de abril serão entregues as escrituras para 304 famílias do Loteamento Gralha Azul, em virtude do Programa Lages Minha Terra, sob coordenação da Secretaria da Assistência Social e Habitação. Este é o maior número de aproximadamente 20 loteamentos a serem regularizados em Lages. Juntamente à Defesa Civil está em formatação um setor de fiscalização de invasões de terrenos, segundo o secretário Samuel Ramos. “Estávamos há 21 anos aguardando as escrituras. Agradecemos à prefeitura. Na semana passada o Meio Ambiente fez uma geral aqui. Em nome da comunidade, a Associação é grata por nos atender e ouvir nossas queixas”, manifesta a presidente do Gralha Azul, Samara Garcia.

Melhorias em ruas e operações especiais

No encontro desta segunda foi informado que a estrada de acesso ao Salto Caveiras será revitalizada. Outra novidade para a referida localidade refere-se à comunicação, pois o Salto foi cadastrado para ser uma das comunidades a receber o Programa Internet para Todos.

Na área urbana, o secretário Claiton Bortoluzzi lembrou que será levado ao prefeito o orçamento de pavimentação asfáltica da rua Léssio Zanotto (Bom Jesus II). A rua Adolfo Freygang (Beatriz) e Honorata Pereira de Sá (Morro do Posto) serão pavimentadas. “Estamos contratando agora uma empresa para fazer esses projetos, que são completos e detalhados, com drenagem, asfalto, calçadas”, adianta o secretário.

A operação especial de patrolamento, cascalhamento, abertura de canaletas, executada na parte alta da cidade e no Sul, deve chegar também ao Santa Helena em uma sexta e sábado a serem agendados. Será estudada, ainda, uma alternativa de acesso ao trânsito da Avenida Papa João XXIII, ao lado do Posto Beatriz, com maior agilidade pelos motoristas. O acesso às ruas Joinville e Blumenau também será estudado para atribuir maior segurança.

Mais salas de aula

A união de esforços entre a prefeitura e a comunidade tem surtido efeito direto na qualidade estrutural em Ceims e escolas. A secretária Ivana Michaltchuk lembrou que mais quatro salas foram abertas no Santa Helena, atendendo 150 crianças. “As obras do Ceim Santa Helena terão continuidade. O prazo para conclusão é final de 2018.”

O Ceim Girassol (Santa Mônica) passou por melhorias, com incremento de berços e televisores. Uma reforma geral na instituição está prevista para 2019. O Ceim Caroba também recebeu atenção, contudo, novos banheiros e refeitório estão previstos para 2019.

Pacientes continuam faltando em consultas e abandonam exames

A secretária da Saúde, Odila Waldrich, levou dados preocupantes á reunião. Em 2017, 1.200 consultas especializadas foram perdidas devido à ausência dos pacientes, ou seja, foram R$ 90 mil despendidos em um serviço não prestado por irresponsabilidade. A taxa de falta em consultas é de 30%. O índice se repete quanto à indiferença a exames já realizados e não apanhados. Em razão destes problemas, foi proposta aos presidentes que façam uma campanha de conscientização em seus bairros.

Serviços públicos e meio ambiente

Lages possui 720 pontos de embarque e desembarque de ônibus, porém, menos de 300 são abrigos cobertos. Nas principais vias da cidade estão 53 abrigos de vidro, instalados pela parceria entre a prefeitura e a empresa Alphaville, de São Paulo. O secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô (Tchá Tchá) adiantou que estão sendo levantados os custos e será apresentado um projeto de reforma e implantação de abrigos de madeira com matéria-prima da Serra. “Por enquanto, temos priorizado os pontos de embarque”, reitera o secretário. Em 2017 foram recuperados e implantados 65 abrigos em Lages e em 2018 já foram mais de dez. O Salto dispõe também de uma Academia da Melhor Idade (AMI).

No Salto Caveiras, a ideia é modificar o material do parque infantil, atualmente de madeira, e mudá-lo de local. Uma parceria com a Secretaria da Educação possibilitará a manutenção de 70 parquinhos em Ceims e escolas e outros 30 pela Secretaria de Serviços Públicos. “Com a responsabilidade dividida a comunidade será atendida com maior rapidez”, pontua Tchá Tchá. Ele adiantou, ainda, proprietários de imóveis serão notificados para recuperarem suas calçadas, com intuito de harmonizar a mobilidade.

Uma das demandas é a construção de uma capela mortuária no bairro Penha, que atenda toda a cidade. O pedido está sendo analisado formalmente pela IMA, antiga Fatma.

Cultura e lazer

A Fundação Cultural de Lages (FCL) atenderá, em abril, um pedido expresso na reunião, a abertura de um núcleo do Programa Lages Melhor no Salto Caveiras, com aulas de violão e balé. “E numa segunda etapa iremos aparelhas melhor o Programa nos bairros, por exemplo, com espelho e barra onde há aulas de dança”, antecipa o superintendente, Giba Ronconi.

Festa do Lambari

O secretário da Agricultura e Pesca, Osvaldo Uncini, informou que em relação à volta da realização da Festa do Lambari no Salto, é necessário analisar algumas questões legais. Por enquanto, estuda-se a possibilidade da realização de um evento de motonáutica no Salto.

Saneamento básico

De acordo com o secretário municipal de Águas e Saneamento (Semasa), Jurandi Agustini, parte da rede de esgoto já foi feita no Morro do Posto. Questionado sobre o portal deste bairro, respondeu que será refeito depois do término das obras do reservatório da Epagri.

Fotos: Toninho Vieira

[Ver Mais Notícias]