Portal Expressiva

NAS BANCAS EDIÇÃO DE JULHO


EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

[Ver Mais]

Você está em Geral

[voltar]

Entidades do Recanto do Pinhão 2018 geraram cerca de R$ 200 mil em receitas durante os dias do evento

No relatório da Cáritas Diocesana enviado para a Fundação Cultural, o Presidente Padre Ildo Ghizoni, cita a importância da receita gerada durante o Recanto do Pinhão. “Informamos que o valor arrecadado durante o Recanto do Pinhão será aplicado no pagamento de despesas da Cáritas Diocesana nos próximos meses (salários, encargos sociais, combustível, água, luz, telefone, material de expediente e pedagógico). Nosso sincero agradecimento a este órgão pela oportunidade de participar das entidades em nossa cidade. Estamos sempre à disposição nesta relação de parceria”.

Nesta semana a Fundação Cultural de Lages (FCL) recebeu a prestação de contas das oito entidades beneficentes que atuaram na edição 2018 do Recanto do Pinhão Aracy Paim. Os números são extremamente positivos, gerando perto dos R$ 200 mil em lucro líquido. Os resultados provêm das vendas geradas pela gastronomia oferecida nos quiosques nos 16 dias de atrações do Recanto, que iniciou no dia 19 de maio e encerrou em 3 de junho.

Nas primeiras reuniões da edição de 2018, o Prefeito Antonio Ceron solicitou ao superintendente da FCL, Gilberto Ronconi, que fossem abertas mais duas vagas para os credenciamentos (em 2017 foram seis entidades). Neste ano, somaram-se a Associação Serrana de Deficientes Físicos (ASDEF), Lions Clube Copacabana, Associação dos Deficientes Visuais do Planalto Serrano (ADEVIPS), Cáritas Diocesana de Lages, Grupo de Apoio Regional para Reabilitação em AIDS (GARRA) e Casa de Apoio às Pessoas com Câncer Maria Tereza, a Associação Bom Samaritano e o Asilo Lar dos Idosos (SASEADLA), além da participação da Associação Lageana dos Escritores e Associação de Artesanato Tramatusa.

Para o prefeito Antonio Ceron, a prefeitura com eventos como o Recanto, mostra o quanto uma ação que externamente é considerada festiva, pode gerar economia num setor importante que é o serviço. “Um dos grupos apresentou um relatório de total de receitas de R$ 74 mil, dando uma média R$ 4 mil/dia em vendas. Isso é uma marca sensacional para as entidades que têm dificuldades em gerenciar o seu trabalho em prol do próximo. E isso só aconteceu, pois a Prefeitura através da Fundação Cultural proporcionou isso”, comenta.

[Ver Mais Notícias]