Portal Expressiva

NAS BANCAS EDIÇÃO DE JULHO


EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

[Ver Mais]

Você está em Geral

[voltar]

Diretran é agraciada com doação de quadriciclo para pista educativa

A causa de um trânsito mais seguro deve ser abraçada por todos os segmentos da sociedade. Neste panorama de remodelação da consciência e cidadania, a Autoescola Top Sul doou um quadriciclo à Coordenação de Segurança Pública e Trânsito, com uso pela Diretoria de Trânsito (Diretran) nas atividades da simulação na pista educativa, cedida a eventos e às escolas desenvolvedoras de trabalhos pertinentes à formação de crianças e adolescentes.

O veículo foi especialmente adquirido pela empresa para ser repassado ao órgão de trânsito e foi entregue na manhã desta segunda-feira (9 de julho), no Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazera, onde está localizada a sede administrativa da Diretran. O investimento permeia R$ 1.500. “Como trabalhamos com educação no trânsito, sabemos que o passo inicial para termos um trânsito seguro começa realmente com a educação. Se pudermos auxiliar que as crianças já desde pequenininhas tenham a oportunidade de conhecer e participar desta questão da conscientização, com certeza sua formação futuramente como motorista vai ser muito melhor”, emite a proprietária da Top Sul, Tailine Madruga dos Santos.

Sob o ponto de vista do gerente administrativo-financeiro da Diretran, Ivan Andrade Garcia, a atitude de uma empresa privada significa um incentivo ao trabalho já consolidado e permanente da Diretran em educação ao longo dos anos. “A intenção é estabelecer mais parcerias. Neste momento agradecemos à Autoescola e cada vez mais iremos programar formas de abranger maior número de beneficiados com nossas medidas pelo bem coletivo da cidade, sempre com um foco especial aos estudantes, os motoristas do futuro, sem esquecer do nosso compromisso com os jovens e adultos já experientes. É um trabalho que nunca para. A exemplo da Top Sul, convidamos outras empresas a participarem do programa de educação. Dentro das condições possíveis, a Diretran tem feito investimentos no ensino e exercício da cidadania, não somente em ambientes de trânsito, mas em todos os demais ligados à convivência social.”

Com o incremento dos veículos da pista educativa, chega-se a três carrinhos, segundo a gerente de Educação de Trânsito, Fátima de Souza. “Para reivindicar a pista educativa basta encaminhar-nos um ofício e iremos para onde nos chamarem com o maior carinho e empenho. Os alunos ainda não são condutores, algo que vai demorar, mas enquanto pedestres e passageiros, devem sim já ter estas noções. As crianças são a nossa aposta porque vão chegar em casa e repreender os pais na hora de circular, vão chamar a atenção sobre furar o sinal vermelho, sobre não usar o cinto.”

Normalmente, a pista educativa é levada àquelas instituições que já receberam as palestras da Diretran previamente, ou seja, transformam em ação o que antes só viram nos livros, vivenciando a realidade. Uma mini-cidade é montada em poucos minutos e aliada à diversão de poder dirigir como “gente grande”, as crianças assimilam várias das principais informações do dia a dia de um trânsito civilizado. São carrinhos, placas verticais, cones, faixa de segurança e semáforos. Um barracão no centro da cidade será locado para receber uma pista educativa fixa, otimizando métodos de aprendizagem simultaneamente à pista itinerante nas escolas. A previsão é de que tudo esteja pronto em 60 dias.

O artigo 76 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) aborda a obrigatoriedade de que todo órgão de trânsito trabalhe a questão da educação, preparando as gerações futuras, os motoristas de amanhã, desde o pré-escolar. Já o artigo 320 do CTB institui que a receita arrecadada com a cobrança das multas de trânsito será aplicada exclusivamente em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito.  A Lei Municipal (Lages) número 3.401, de 2007, determina a inclusão de educação para o trânsito nos currículos da educação infantil e ensino fundamental das unidades jurisdicionais ao sistema municipal de educação. A proposta é propagar a ética, cidadania e o respeito através dos treinamentos oportunizados a professores de Lages com o curso de multiplicadores. Em 2018 em torno de 30 mil pessoas devem ser conscientizadas, entre educadores, alunos e suas famílias, com base na transversalidade dentro das disciplinas da grade curricular.

Na escola, na rua, em casa, na igreja, em todos os lugares

Em 2017, o trabalho de Educação no Trânsito contemplou 10.800 estudantes da rede pública e particular do município de Lages, fora os participantes em eventos especiais, como Maio Amarelo e Semana Nacional do Trânsito, em setembro, num cálculo aproximado de cinco mil. Participaram do trabalho, no ano passado, 52 escolas municipais, 27 estaduais e oito particulares. As atividades devem ser intensificadas a partir do segundo semestre de 2018.

Por uma convivência melhor em ruas e avenidas

Os serviços da Diretoria Municipal de Trânsito são executados por 37 agentes de trânsito que percorrem ruas e avenidas de Lages para orientar, fiscalizar, monitorar, sinalizar e, nos casos em que se faz necessário, aplicar notificações/autuações em razão de infrações. A realização de blitze consiste em uma incumbência exclusiva da Polícia Militar (PM). Os agentes cumprem jornada/escala de dois turnos normais com seis horas cada: das 7h às 13h e das 12h30min às 18h30min. Aos sábados há um turno fixo, das 9h ás 17h. No caso de eventos aos domingos e/ou feriados, há uma convocação de agentes em regime de horas extras.

Da estrutura fazem parte cinco viaturas, destes, três veículos do modelo Gol, uma caminhonete Saveiro e um utilitário Kombi, bem como mais nove motocicletas. A Diretran está sob responsabilidade do secretário de Planejamento e Obras, Claiton Bortoluzzi. A sede administrativa, no segundo pavimento da Rodoviária, funciona de segunda a sexta-feira das 8h ao meio-dia e das 14h ás 18h.

 

Fotos: Marcelo Pakinha

[Ver Mais Notícias]