Portal Expressiva

EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

[Ver Mais]

Você está em Educação

[voltar]

Mais de 1.500 professores participam do Congresso de Educação

Um dos momentos mais aguardados pelos educadores de toda região chegou. O Congresso de Educação do Município de Lages está em sua décima terceira edição e já se consolidou no calendário de eventos da cidade, atraindo olhares de mais de 1.500 congressistas, vindos de várias cidades de Santa Catarina e até de Estados vizinhos. Serão dois dias de muitas reflexões, norteadas pelo tema “Formação Humana Integral: Perspectivas e Complexidade de um Cenário em Transição”. A abertura oficial foi realizada na manhã desta quinta-feira (26 de julho), no Centro Serra Eventos, com a presença de autoridades e apresentações culturais de dança e canto coral, e a participação de apresentadores mirins, todos alunos da rede municipal de ensino.

Após o sucesso do novo modelo implantado no ano passado, este ano o Congresso segue com a ideia descentralizadora das discussões. Foram formados 96 grupos de trabalho, espalhados em pontos por toda cidade, em oficinas com temáticas diferentes sendo ministradas por 170 profissionais de diversas instituições de Lages e municípios como Videira, Florianópolis, Curitiba e São Paulo. Além disso, estão sendo realizados três eventos que foram incorporados ao Congresso, que é o II Seminário da Educação Infantil, o I Seminário da Educação Especial e o I Seminário da Educação do Campo, que contaram com grande participação dos congressistas. Somente no Seminário da educação infantil, cerca de 500 professores se inscreveram para participar. As inscrições para as oficinas foram realizadas conforme as afinidades com cada tema e os congressistas podiam escolher em qual grupo participar.

Quatro nomes estão entre os palestrantes principais, que realizam conferências ao longo do evento. São eles Anna Penedo, atual presidente do Instituto Inspirare, Emília Cipriano, autora de livros e conferencista em eventos nacionais e internacionais, Márcia Hobold, da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc), e o Professor Pachecão, conhecido nacionalmente por suas palestras motivacionais.

Educação como construção coletiva

O prefeito Antonio Ceron ressaltou a importância das reflexões na área da educação, principalmente nos períodos de transições em que a sociedade se submete. “No mundo da tecnologia, nossos educadores têm papel cada vez mais importante na preparação dos nossos meninos e meninas para o futuro”, diz. Já a secretária da Educação, Ivana Michaltchuk, destacou a ousadia da comissão organizadora do evento, que mudou os moldes tradicionais e enriqueceram ainda mais o Congresso. “Ano passado tivemos a ideia dos grupos de trabalho, este ano temos os Seminários. Trocamos experiências e ampliamos as discussões, de forma democrática. Conseguimos reverter o declínio nas inscrições e trazer ainda mais participantes. Com certeza, na próxima segunda-feira, após o recesso, nossos professores voltarão muito mais motivados e com uma grande bagagem de conhecimento para repassar aos alunos”, comenta Ivana.

Para o diretor de ensino e coordenador geral do Congresso, Carlos Eduardo Canani, o professor Cadu, é preciso se preocupar com a formação e aprendizagem das crianças e adolescentes, para além da base curricular, expandir os horizontes, apostando no seu protagonismo, participação e engajamento dentro da sociedade. “A educação é uma construção coletiva e diária. Precisamos sair da zona de conforto, e o Congresso é uma ótima oportunidade”, enfatiza.

Durante a solenidade de abertura, o prefeito Antonio Ceron e a secretária Ivana, prestaram uma homenagem a Antônio Vieira, o Toninho, mestre de cerimônias que apresentou as todas as edições do Congresso de Educação já realizadas até o momento.

Congressistas apreciam a programação

Entre os mais de 1.500 congressistas, que circulavam pelos estandes e exposições durante o evento, a dupla de professoras, Lizonete Dal Farra, que atua na escola itinerante Maria Alice Wolff de Souza, e Vânia Rocha, do Ceim Suzete, conversavam animadas sobre a nova proposta do Congresso. “Participamos desde o início, e com certeza este é um dos mais motivadores e que apresenta maior conexão com a atualidade. Além do aperfeiçoamento, aqui trocamos experiências, pois o mundo muda continuamente e é preciso se atualizar”, comentam.

Exposição destaca as mulheres

Incorporado ao Congresso de Educação, uma exposição de artes chamou a atenção por destacar as mulheres, suas histórias e identidades. Professores e alunos da rede municipal prepararam o material que está exposto no evento. Artistas mulheres, de todas as idades e representações, em âmbito internacional, nacional e local estão representadas através de trabalhos criativos e expressivos. Todos feitos com materiais recicláveis, mostrando também a preocupação com o meio ambiente.

Mulheres negras, rainhas do Egito, da mitologia grega, mulheres que se tornaram mães, ou que foram submetidas à violência doméstica, mulheres com histórias de superação e que marcaram a história, deixando o seu legado. Matrioskas, bailarinas, pintoras, escritoras, poetisas, enfim, muitas delas, com estilos e personalidades diferentes, foram representadas na exposição através dos olhares de grandes artistas, como Leonardo Da Vinci e a sua eterna Monalisa, ou Edegar Degas e suas bailarinas.

Mulheres artistas de renome nacional, como Tarcila do Amaral, Frida Kallo, Beatriz Milhazes e as artistas locais, como as lageanas Rosa Werner, Marlete Palhano e a joaquinense Tereza Matorano, ganharam destaque. “Buscamos a valorização das mulheres em todos os âmbitos. Uma forma de homenageá-las e também chamar a atenção para este tema, como um diferencial no Congresso”, explica o coordenador de artes da Secretaria de Educação, Anderson Eduardo de Barros.

Fotos: Marcelo Pakinha

[Ver Mais Notícias]