Portal Expressiva

EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

[Ver Mais]

Você está em Economia

[voltar]

Oportunidade para formação de empreendedores rurais através do ensino técnico

Dentro de mais alguns dias estará terminada a construção de salas de aula junto à sede do Sindicato Rural de Lages. Será o primeiro passo para efetivar o projeto de instalação de cursos técnicos e superiores ligados ao agronegócio. Até mesmo uma Faculdade de Tecnologia CNA, já tem a anuência do Ministério da Educação (MEC), para que funcione no mesmo espaço. No entanto, o primeiro objetivo é utilizar o ambiente com três salas, sendo uma totalmente informatizada, na aplicação de cursos técnicos semipresenciais, ou seja, 80% à distância, e 20% com aulas presenciais, a cada 15 dias. O projeto está sendo desenvolvido em parceria entre o Sindicato Rural, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc).

A graduação será direcionada a jovens e adultos que vivem e trabalham no campo, propiciando conhecimento e capacitação. Serão 40 vagas iniciais. A proposta é fazer com que as pessoas, atualmente, encontrem alternativas para se manterem presentes no meio rural, e, a qualificação com a mudança da visão gerencial, torna essas pessoas em gestores rurais, e consequentemente, a fixação no campo. O projeto que já tem tido bons resultados em outras regiões, caso de são Joaquim, só facilita a evolução técnica auxiliando no aumento da renda e na produtividade. Conforme explica o presidente do Sindicato Rural de Lages, Márcio Pamplona, os cursos fazem parte da Rede e-Tec Brasil, programados pelo MEC. O polo de Lages será o 11º de Santa Catarina e o segundo implantado somente na Região Serrana.

Com a visão de que é preciso se adaptar aos novos tempos, a sede do Sindicato Rural, no segundo piso, irá estar dedicada totalmente à educação e à qualificação do homem do campo. O espaço irá também contar com refeitório, sanitários adaptados, auditório e secretaria. Futuramente, até mesmo um elevador será instalado facilitando a acessibilidade. A preocupação agora é equipar as salas. Licitação de móveis e equipamentos já está em andamento. A previsão é de que as aulas tenham início a partir do primeiro semestre de 2019.

[Ver Mais Notícias]