Portal Expressiva

EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

[Ver Mais]

Você está em Região

[voltar]

Ministério Público reconhece Palmeira como modelo de controle interno

O Ministério Público de Santa Catarina, através do Centro de Apoio Operacional da Moralidade Administrativa vai usar o modelo de controle interno da prefeitura de Palmeira, para incentivar outras controladorias a seguirem as boas práticas de gestão pública e transparência. O pedido à prefeita Fernanda Córdova, foi feito pelo coordenador do Programa Unindo Forças, promotor de justiça Samuel Dal-Farra Naspolini.

Um dos principais apoiadores do Prêmio Boas Práticas em Gestão Pública/2018, o Centro de Apoio Operacional da Moralidade Administrativa pediu permissão para replicar a outras prefeituras do Estado, o modelo de procedimentos de controle interno, que tem à frente o colaborador Geverson Martins Chaves.

Na consideração do Ministério Público, no que se refere a atividade voltada ao bem comum da coletividade, a prefeitura de Palmeira tem conseguido fixar a marca da eficiência no setor público. Um dos princípios constitucionais, a eficiência está ao lado de preceitos como legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade.

Fernanda Córdova afirma que sempre deu plena autonomia ao controlador interno Geverson Chaves para trabalhar. “É com orgulho que temos agora esse reconhecimento. Não há mais espaço na gestão pública para o famoso jeitinho de se fazer as coisas. Tem de haver transparência e impessoalidade em tudo”, cita a prefeita.

Com planilhas, documentos e baseado na legalidade pública, o controlador interno orienta e monitora a movimentação de todas as secretarias. Os controles são pontuais, como de combustíveis, por exemplo, que promovem economias significativas aos cofres públicos.

Além da economia aos cofres públicos, Fernanda Córdova está quebrando o paradigma de que na iniciativa pública pode se fazer tudo, como se não houvesse dono. E revela: “Tenho enfrentado alguns atritos. Muitos não aceitam, porque antes podiam fazer determinadas ações e agora não pode mais. O que procuramos mostrar é que as coisas mudaram e existem instruções normativas a serem seguidas”, reitera.

O resultado desse trabalho interno na prefeitura, tem sido o aumento da eficiência dos serviços e a melhora dos níveis de produtividade e satisfação em relação as atividades voltadas à comunidade.


Oneris Lopes 

[Ver Mais Notícias]