Governo de SC lança Programa Educação Empreendedora para qualificação profissional em parceria com o Senai

Por Luiz Del Moura

O governo de Santa Catarina firmou um acordo de cooperação com o SENAI, entidade da FIESC, para promover a ampliação do acesso dos estudantes da rede estadual ao eixo do ensino profissionalizante do novo ensino médio. A assinatura do acordo para o programa de Educação Empreendedora ocorreu na manhã desta quinta, 13, com a presença do governador Jorginho Mello.

A iniciativa irá atender imediatamente cerca de 7 mil estudantes e a expectativa da Secretaria de Estado da Educação (SED) é que o programa beneficie em torno de 10 mil novos estudantes por ano ao longo da gestão. A parceria permitirá a execução de cursos técnicos oferecidos pelo sistema como parte do eixo profissionalizante do novo ensino médio e a validação da carga horária dos cursos de aprendizagem profissional para alunos matriculados no novo ensino médio.

“Alegria de fazer esse lançamento que é um compromisso com Santa Catarina, para dar condições aos jovens de saírem do ensino médio capacitados e mais preparados para o mercado de trabalho e para ajudar suas famílias. É pra isso que nós precisamos trabalhar. Com esse ato, estamos oferecendo qualificação profissional de verdade e consistente”, afirmou o governador Jorginho Mello.

O presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, destacou a importância da parceria para a indústria catarinense. “Hoje é um dia especial para Santa Catarina porque o estado tem uma necessidade muito grande de profissionais qualificados para modernizar a indústria. Esse é o caminho, queremos aumentar o número de jovens com qualificação profissional”, frisa. O impacto do programa poderá ser sentido na indústria, segundo Aguiar, com a atração do jovem para as carreiras industriais em um setor que é moderno e tecnológico.

Programa vai incentivar desenvolvimento profissional dos jovens

Inicialmente, será validada a carga horária dos estudantes que participam da Aprendizagem Profissional do SENAI, sem custos para o estado. A partir do segundo semestre, a Educação Empreendedora irá ampliar a presença de estudantes da rede estadual em programas de aprendizagem na indústria.

O diretor-regional do SENAI, Fabrizio Machado Pereira, reforçou que egressos das formações oferecidas pela entidade têm um alto índice de empregabilidade e acesso facilitado às indústrias. “Além disso, por meio da parceria com o governo do estado, estamos viabilizando para muitos a chance do ‘primeiro emprego’ e de se qualificar em laboratórios atualizados com o que há de mais moderno no mundo quando se fala do setor produtivo”, frisa.

De acordo com a Secretaria de Educação, o investimento no programa é de aproximadamente R$ 120 milhões anuais, possibilitando que o eixo profissionalizante do novo ensino médio chegue aos locais do estado que não são atendidos atualmente pela Secretaria, em consonância com a vocação industrial da região onde o estudante está inserido.

“Com a ampliação da carga horária no novo ensino médio, alguns estudantes não conseguem aliar o ensino profissionalizante com a rotina nas escolas. O Programa Educação Empreendedora vai ampliar as oportunidades de estudo e qualificação técnica para nossos jovens”, comemora o secretário Cimadon.

O fomento à educação técnica e profissional vai atender a 11ª meta do Plano Estadual de Educação do Estado, que objetiva ampliar as matrículas da educação profissional técnica de nível médio, assegurando a qualidade de oferta.

Leia também

Deixe um comentário

três − dois =