Internacionalização ao alcance de micro e pequenos empresários de Lages e Região

Por Luiz Del Moura

O Sebrae/SC realizou na manhã desta última quinta-feira (15), na Associação Empresarial de Lages a apresentação do programa GO TO MARKET, de forma presencial e virtual com transmissão do canal do YouTube. Foi uma oportunidade para micro e pequenos empresários entenderem sobre a cultura da internacionalização. O encontro contou com a participação de Lucas Alban, da Serafina Marketing, ocasião em que falou sobre Inteligência Cultural e como obter sucesso em qualquer lugar do mundo. Por fim, respondeu os questionamentos dos participantes.

O encontro, promovido pela Gerência de Internacionalização (Sebrae/SC), facilitou também o aumento da rede de contatos, abrindo uma excelente oportunidade para a troca de conhecimentos e estreitar conversas sobre negócios internacionais. A ideia é fortalecer a competitividade, e viabilizar o acesso ao mercado das micro e pequenas empresas. O suporte se dá através do programa GO TO MARKET, que ajuda na estruturação dos pequenos empreendimentos e torna-os aptos à possibilidade de avançar no campo internacional. Desde de 2020, mais de duas mil empresas passaram pelo programa.

Conforme explicou a analista de competitividade e internacionalização do Sebrae/SC, Aglaes Meirelles, a internacionalização está diretamente ligada à competitividade. O programa GO TO MARKET avança na perspectiva de acesso ao mercado para as empresas, seja ele nacional ou internacional.

Para melhoria da competitividade, muitas vezes, se faz necessário rever o processo produtivo; analisar o custo de produção; trabalhar na busca de melhores insumos; buscando desta forma, a melhoria de qualidade e preços de mercado mais competitivos.

A analista ressalta ainda a importância de se estudar o mercado-alvo, buscando saber quem são os principais mercados consumidores do seu produto ou serviço, e consequentemente os concorrentes, a fim de trabalhar em ação de marketing mais assertiva, e obter melhores relações comerciais. “O objetivo do programa está em primeiro lugar, fazer com que os pequenos empresários enxerguem as oportunidades existentes no mercado, e as vantagens que a internacionalização pode trazer ao seu negócio, além de trazer conhecimento sobre esta temática, desenvolver e prepará-los de forma a gerar negócio, e assim, aumentar o faturamento”, reforça. 

O papel do Sebrae

O papel do SEBRAE atualmente avança na conscientização dessa nova cultura de negócios. É por esta razão que as equipes estão percorrendo o Estado de Santa Catarina, tentando desmistificar esta temática, mudando o rumo do pequeno empresário, que ainda acha que a internacionalização está muito ligada às médias e grandes empresas, o que não é verdade. A globalização e o avanço da tecnologia reduziram distâncias e trouxeram um cenário de ampla concorrência e esses empresários precisam estar preparados. Oportunidades de negócios existem em todo mundo, precisam estar preparados e atentos.

Para tanto, os empresários podem contar com o SEBRAE/SC, de forma a garantir total apoio ao direcionamento correto, por meio de consultorias especializadas e subsidiadas, que podem auxiliar nesse desenvolvimento. Portanto, tudo isso é possível e está ao alcance do pequeno empreendedor. “É preciso que se entenda que pensar local ou pensar global dá o mesmo trabalho. Então, já vamos preparar esse produto, essa empresa, para que ela seja global”, complementa Aglaes Meirelles.

Crédito fotos: Paulo Chagas

Assessoria de Imprensa Sebrae Serra

Leia também

Deixe um comentário

10 − 4 =