Produtores familiares da Serra inseridos no evento gastronômico Raízes

Por Luiz Del Moura

Junto ao cenário do maior evento de gastronomia do Sul do País, e que reúne 30 chefs de cozinha, que acontece entre os dias 7 e 8/11, no Centroserra Convention Center, em Lages, destaque à feira de produtos orgânicos e familiares da região da Amures, que se conecta diretamente com os profissionais da cozinha. A iniciativa valoriza a produção de insumos locais, e se insere diretamente na gastronomia catarinense e brasileira. Alguns dos feirantes têm acompanhamento dos Agentes Locais de Inovação – ALI Rural, do Sebrae/SC.

Conforme explicou a ALI Jumara Verônica Ternus, cerca de 10 participantes apresentam uma grande variedade de produtos, tais como mel, vinho, hortifruti orgânico, sucos, geleias, queijos entre outros. O Sebrae, através dos ALIs Rurais acompanha de perto os expositores. Faz parte de um trabalho que nasce na origem, ou seja, na propriedade, para auxiliar no desenvolvimento de marcas de produtos e de mercado. No evento Raízes é uma oportunidade de apresentar os produtos visando abrir mercados e chamar atenção de novos compradores através da troca de informações, além de ampliar a rede de contatos, de forma inovadora.

Inovação e qualidade nos produtos expostos

Entre os expositores, Amaury Silva, de Curitibanos, proprietário da vinícola Berto Aguiar Ltda, na qual, produz cinco classificações: Sauvignon Blanc; Moscato Giallo; Pilot Noir, Chardonnay e Sirah. Conforme Amaury conta, são produtos fabricados numa região sem muita tradição de vinhos. O Processo foi iniciado há alguns anos, a partir de estímulo da Prefeitura para o plantio de uvas de mesa.

Amaury se considera um produtor muito pequeno. No primeiro ano foram produzidas 2,5 mil garrafas, agora, no segundo ano de produção vão ter 4,5 mil. No entanto, a meta, em cinco anos, é estar produzindo entre 15 e 20 mil garrafas. “O avanço se deu em conjunto com um casal de amigos. Então inovamos e ousamos produzir vinhos, e deu certo. São vinhos oriundos de cinco uvas, e já no ano que vem vamos plantar mais duas tintas”, ressalta.

Outro exemplo de empreendedorismo rural vem do casal Fernando e Lilian Zinguer, através do projeto Alma Orgânica. A inovação se dá na produção de produtos nobres para a gastronomia, como mini vegetais e produção de flores comestíveis, que alcançam grande demanda através de confeitarias, panificadoras e alguns chefes de cozinhas. São produtos altamente nutritivos e podem ser usados para a confecção de geleias e harmonização de pratos. Mas, o carro-chefe é a produção dos micro verdes (microgreens) que são versões bem menores de um vegetal comestível orgânico em forma de brotos. “Temos como novidade ainda, com o apoio do Sebrae, o lançamento de um kit para a produção doméstica de micro verdes em casas e apartamentos”, concluiu.

Crédito Fotos: Paulo Chagas

Assessoria de Imprensa Sebrae Serra

Leia também

Deixe um comentário

20 − 18 =