Conferência municipal discute os direitos e políticas públicas voltadas às pessoas com deficiência

Por Luiz Del Moura

A partir deste encontro serão elaboradas, em conjunto e democraticamente, propostas para as políticas públicas que serão discutidas e aprovadas na V Conferência Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência

A Secretaria Municipal de Assistência Social, através do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência (Comped) realiza, nesta quinta-feira (19), a 3ª Conferência Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência. O evento acontece no auditório CCET da Uniplac, com a presença de autoridades e convidados.

Puderam se inscrever como participantes da Conferência, todo e qualquer cidadão, em especial representantes do poder público, de redes e fóruns, conselhos, organizações da sociedade civil, instituições de ensino e pesquisa, setores sociais e todos os profissionais e pessoas comprometidas e interessadas no aperfeiçoamento e elaboração da Política de Atendimento às pessoas com deficiência. Representantes da Associação dos Deficientes Visuais do Planalto Serrano (Adevips), da Associação Serrana dos Deficientes Físicos (ASDF) e da Associação de Pais e Amigos dos Surdos (Apas) participaram do evento.

Com o tema “Cenário Atual e Futuro da Implementação os Direitos da Pessoa com Deficiência: Construindo um Brasil mais Inclusivo”, a Conferência tem como objetivo principal, o compromisso de construir coletivamente o protagonismo e as bases para a formação de uma política nacional de promoção de direitos das pessoas com deficiência nos territórios. “Vivemos um momento de mudanças e conquistas, como a lei da acessibilidade nas calçadas, que foi aprovada no Município e mudará as características da nossa cidade, tornando-a mais acessível. Estamos trabalhando constantemente com seminários e reuniões para discutir essas questões e articular para mudar a realidade, trazendo o protagonismo da pessoa com deficiência”, destaca o presidente do Comped, Volsiú Waltrick.

A palestra teve por finalidade promover o aprofundamento sobre a Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva no contexto escolar, com ênfase nas práticas pedagógicas desenvolvidas com crianças e estudantes, público da Educação Especial, em um ambiente de socialização e de desenvolvimento da aprendizagem.

Propostas serão levadas para etapa estadual

A partir deste encontro serão elaboradas, em conjunto e democraticamente, propostas para as políticas públicas que serão discutidas e aprovadas na V Conferência Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência. “Enquanto poder público precisamos fazer com que as pessoas com deficiência sejam reconhecidas como cidadãos ativos. Daqui sairão propostas que virão de encontro às necessidades dessas pessoas, que refletem a realidade que vivemos no dia a dia”, diz a secretária da Assistência Social, Claudia Bassin.

A 3ª Conferência aborda cinco eixos:

Eixo 1: Estratégias para manter e aprimorar o controle social assegurando a participação das pessoas com deficiência;

Eixo 2: Garantia do acesso das pessoa com deficiência às políticas públicas e avaliação biopsicossocial unificada;

Eixo 3: Financiamento da promoção de direitos da pessoa com deficiência;

Eixo 4: Cidadania e Acessibilidade;

Eixo 5:  Os desafios para a comunicação universal.

 

Texto: Aline Tives

Fotos: Nilton Wolff

Leia também

Deixe um comentário

catorze − treze =