TJ e UFSC anunciam curso para o desenvolvimento de grupos reflexivos nas comarcas do Estado

Por Luiz Del Moura

A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica (Cevid), do TJSC, e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) anunciaram, na manhã desta quinta-feira (9/2), dois novos projetos de combate à violência de gênero: um curso para o desenvolvimento de grupos reflexivos nas comarcas do Estado e a publicação de uma cartilha sobre o tema.

Focados nos autores de violência doméstica e familiar contra a mulher, esses grupos se propõem a discutir temas como machismo, sexismo, relações de gênero, conceituação de violências e outros conexos que promovam reflexões sobre masculinidades.

Fruto da parceria entre as instituições, os grupos já estão em funcionamento na UFSC. “A função é promover a responsabilização reflexiva com homens autores de violência, um trabalho coletivo e que subverte os sentidos e significados de vivências enquanto homens, nos mais variados tipos de relações”, explica Michelle Hugill, secretária da Cevid.

A cooperação entre as instituições – denominada Projeto Ágora, sob a coordenação da desembargadora Hildemar Meneguzzi de Carvalho e do professor Adriano Beiras – já rendeu outros frutos. Um deles foi a produção e a publicação de uma trilogia sobre grupos reflexivos, o mais completo mapeamento sobre o assunto no Brasil.

Para o professor Adriano, “as iniciativas buscam construir e consolidar uma política pública neste setor em Santa Catarina, trazendo mais qualidade, ampliação e profissionalização dos grupos reflexivos para homens autores de violência”.  Cevid e UFSC preveem para este semestre o lançamento do curso e da cartilha.

NCI/TJSC

Leia também

Deixe um comentário

1 × 3 =