Defesa Civil do Estado confirma ocorrência de tornado em Urupema no sábado

Por Luiz Del Moura

Nesta manhã de sábado, 18, um aglomerado de tempestades severas avançaram pela região do Planalto Sul de Santa Catarina. Estas tempestades possuíam potencial para provocar danos associados a ventos e chuvas intensas, como destelhamentos, quedas de árvores, danos na rede elétrica, assim como alagamentos. Nesta análise, destacam-se as ocorrências registradas no município de Urupema, especificamente na comunidade de Cedro. Após a passagem da tempestade, uma residência foi parcialmente destruída. Além disso, a estrutura do telhado foi completamente arrancada. Os destroços foram encontrados distantes da residência, indicando que foram arremessados. Nos entornos, diversas árvores de grande porte foram torcidas e tombadas.

Nas imagens do Radar Meteorológico do Morro da Igreja, foram observadas intensas tempestades se aproximando do município por volta das 09h, como mostra a figura abaixo. Estas tempestades avançaram rapidamente, atuando sobre a região em um curto período de tempo. Quanto aos ventos, o radar subestimou a velocidade dos ventos na região dos danos.

Figura 2: Imagens do Radar Meteorológico do Morro da Igreja, às 09h30 hora local nos campos de (a) CAPPI (dBZ), (b) CAPPI V. Fonte: Defesa Civil de Santa Catarina.

O produto GLM (Geostationary Lightning Mapper), do satélite GOES-16 utilizado para o monitoramento das descargas elétricas atmosféricas em tempo real, reforça as características de tempo severo do sistema. Na figura abaixo, é possível observar uma grande quantidade de raios no período, indicado pelos círculos coloridos. A imagem, do horário das 09h30, mostra os raios dos 10 minutos anteriores ao evento nos tons de amarelo, laranja, vermelho e roxo, enquanto as cores azuis e verde mostram raios que ocorreram entre 10 a 30 minutos. Pelas cores, é possível observar que em 20 minutos a região mais intensa do sistema percorreu o município por inteiro. Neste período, foram observados por volta de 200 raios na região como um todo.

Figura 3:  Descargas elétricas observadas entre às 09 e 09h30 do dia 18/11, segundo o produto “Geostationary Lightning Mapper” (GLM). Fonte: Defesa Civil de Santa Catarina.

Na estação meteorológica de Urupema, os ventos começaram a acelerar com a aproximação dos sistemas, entretanto, teve seu pico no horário entre às 09h e 10h, como mostra o gráfico abaixo, onde alcançou valores de 107 km/h. Vale lembrar que as estações meteorológicas são representativas em sua proximidade, isto quer dizer que o sistema como um todo provocou ventos intensos, entretanto, na localidade dos danos os valores devem ter sido ainda mais altos.

Figura 4: Velocidade do vento observado na estação de Urupema no dia 18 de novembro de 2023. Fonte: Epagri/CIRAM

Em resumo, no dia 18 de novembro, por volta das 9h, um aglomerado de tempestades avançou sobre a região do Planalto Sul. O evento foi bastante destrutivo na comunidade de Cedro, em Urupema, com a destruição parcial de uma residência e destroços que foram arremessados por uma distância significativa, assim como árvores de grande porte que foram torcidas e tombadas. Pela análise dos danos, é possível concluir que os estragos foram resultados da atuação de um tornado. Os dados mostram que a velocidade do vento na região superou os 100km/h, mas devem ter sido ainda mais intensos na localidade afetada.

Leia também

Deixe um comentário

5 × 3 =