Detran amplia serviço ao público com mutirão de exames práticos e atendimento sem agendamento prévio

Por Luiz Del Moura

Cumprindo determinação do governador Jorginho Mello, de padronizar e qualificar os serviços prestados, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Santa Catarina já apresenta algumas mudanças no atendimento à população, nesses primeiros 30 dias do presidente do Detran, Kennedy Nunes.

A primeira ação nesse sentido foi de que todos que se dirigem a uma das unidades do Detran têm que ser atendidos, independente de agendamento. O atendimento aqueles que optam por agendar está mantido. Mas agora os demais também serão, dentro dos horários de funcionamento do local.

“O atendimento ao nosso cliente é prioridade. Nós temos pressa em atender bem quem procura os serviços do Detran. Nossa primeira percepção foi de um Detran precisando falar uma só voz, ou seja, que houvesse uma padronização em todos os sentidos, seja nas extensões do Departamento espalhadas em Santa Catarina, seja nos serviços prestados pelos nossos credenciados. Estabelecemos grupos de trabalho dos setores que trabalham junto ao Detran para criar um padrão de atendimento a ser seguido por todos”, explica Kennedy.

Por falta de padronização, os novos credenciamentos estão suspensos e serão retomados assim que se tenha um rol de procedimentos padrão.

“Já estivemos em reunião com todos os Ciretrans e Citrans do Estado, que são as extensões do Detran, e apresentamos algumas das novas diretrizes. Todos já estão cientes que vamos ter direcionamentos diferentes, mas tudo em nome do nosso cliente, que paga pelos serviços e precisa ser bem atendido”, pontua o presidente.

Mutirões

Os mutirões foram adotados para acabar com a demanda reprimida de exames práticos, que hoje ultrapassam 32 mil em todo o Estado. As cidades beneficiadas com o serviço serão as 10 com mais exames represados. A primeira cidade a realizar o mutirão será Florianópolis, que tem quase sete mil pessoas aguardando serem chamadas.

Ouvidoria e Corregedoria

As reclamações junto à Ouvidoria (08006448500) e as denúncias apresentadas à Corregedoria têm sido usadas para a tomada de decisões. A principal reclamação vem dos cidadãos que têm os exames para CNH, médico e psicológico, marcados para locais distantes de sua residência. Em algumas cidades como Florianópolis isso tem sido um problema constante. Por uma decisão judicial que o Departamento tem que cumprir, os exames são marcados por sorteio eletrônico.

Outra reclamação vem também da Capital, mais especificamente do local de provas práticas, no antigo Ticap, em Capoeiras, que estava sem condições de receber os condutores para a prova, pois nem banheiro havia disponível. O problema foi resolvido com a parceria de credenciados. O local também está passando por reformas e o acolhimento dos futuros condutores vai ficar em melhores condições.

Mudança de prédio

A mudança do prédio atual também foi uma decisão tomada pela nova gestão em conjunto com o governador Jorginho Mello. A renovação do contrato fez com que o aluguel subisse para R$ 275 mil por mês, muito acima dos aluguéis praticados na redondeza. Além disso, o prédio não tem alvará de localização e existe uma questão ainda não esclarecida de que parte do imóvel estaria em cima de uma área que seria pública. Diante disso, o Detran vai para outro endereço, que pode ser um novo local ou retornar à antiga sede. Não existe uma data ainda para a mudança, uma vez que isso depende dos trâmites legais junto ao Governo.

Foto e prova prática nos CFCs

Em termos de alteração de procedimentos, a realização de fotos e provas teóricas e práticas diretamente nos Centros de Formação de Condutores (CFCs), também está em estudo para implantação. O objetivo é facilitar a vida dos clientes do Detran, especialmente nas localidades onde não há unidades do órgão para prestação destes serviços.

CNH Social

Está em análise o projeto da CNH Social. Atualmente, a emissão da primeira habilitação gira em torno de R$ 2.000. A CNH Social catarinense deve ser voltada a quem vai buscar uma oportunidade de emprego, seja com a primeira habilitação, seja com a mudança de categoria. O Detran está buscando parcerias com órgãos como o Sest/Senat para implantação da CNH Social.

Assessora de Comunicação
Josiane Ribas Lanzarin

Leia também

Deixe um comentário

3 × 2 =