Lages com exposições de arte e história em quatro locais diferentes

Por Luiz Del Moura

Os apreciadores de artes e história contam atualmente com quatro exposições simultâneas em equipamentos culturais diversos no centro de Lages. Casarão Juca Antunes, Museu Histórico Thiago de Castro (MHTC) e Espaço Cultural Aristiliano Ramos no calçadão da Praça João Costa são locais administrados pela Prefeitura de Lages, por meio da Fundação Cultural (FCL), e o Mercado Público conta com um espaço dedicado para mostras de artes, local também gerenciado pela FCL.

O Casarão Juca Antunes, na esquina das ruas Benjamin Constant e Coronel Córdova está com a exposição de longa duração intitulada de “Lages 250 anos – De vila tropeira a cidade-polo da Serra Catarinense”. Mostra organizada e executada pela Fazer Gestão Cultural em parceria com o Museu Histórico Thiago de Castro e Fundação Cultural de Lages que apresenta uma linha do tempo com objetos antigos, imagens do nosso passado e vídeos documentais com capítulos do cotidiano lageano.

O Museu Histórico Thiago de Castro participa das comemorações do centenário da Catedral Diocesana de Lages também com uma exposição de fotos e artigos que contam desde o lançamento da pedra fundamental da Catedral em 1913 até os dias de hoje.

Lançada no mesmo dia da reinauguração do Mercado Público de Lages – 4 de dezembro de 2021, a exposição sobre a história do mercado apresenta imagens do acervo do Museu Histórico Thiago de Castro e peças originais dos tropeiros e comerciantes desde a época em que o primeiro mercado público de Lages foi criado na antiga Praça da Cavalhada no final do século XIX.  A exposição foi um trabalho de pesquisa e produção da equipe técnica da Fundação Cultural de Lages e Museu Histórico Thiago de Castro.

Já o Espaço Cultural Aristiliano Ramos, no calçadão da Praça João Costa, inaugura em 2 de março o calendário de exposições de 2022 com a mostra da artista plástica Mayara Heidrich, “Retorno à Fantasia”. “É um conjunto de obras surrealistas e com temas relacionados ao onírico e fantasia”, diz a artista.

Segundo o superintendente da Fundação Cultural de Lages, Giba Ronconi, as exposições exaltam os trabalhos dos artistas lageanos e priorizam o uso de equipamentos culturais. “Lages está muito bem servida de espaços para a manifestação das artes e cultura. Estamos trabalhando com a parceria de empresas, produtores e artistas que exposições e outras ações sejam mais constantes e acessíveis”.

Veja os horários das exposições:

Casarão Juca Antunes – exposição de “Lages 250 anos – De vila tropeira a cidade-polo da Serra Catarinense”. De terça a sexta, das 9h às 18h e aos sábados e domingos das 10h às 16h;

Museu Histórico Thiago de Castro (MHTC) – exposição “Centenário da Catedral Diocesana de Lages”. De terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h;

Mercado Público de Lages – exposição “Mercado Público de Lages”, aberta ao público em todos os dias da semana a partir das 8h.

Espaço Cultural Aristiliano Ramos (calçadão Praça João Costa) – exposição “Retorno à Fantasia”, de Mayara Heidrich. De 2 a 31 de março, de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 17h30. E no primeiro e segundo sábado de cada mês das 10h às 12h e das 14h às 16h.

Texto: Fabrício Furtado

Fotos: Bell Ribeiro, Fabrício Furtado e acervo do MHTC/FCL.

Leia também

Deixe um comentário

2 × um =