Sopão Santa Clara é homenageado no Legislativo Lageano

Por Luiz Del Moura

Em sessão solene realizada na noite de quarta-feira (26), no Plenário Nereu Ramos da Câmara Municipal, foi feita a homenagem ao projeto social pelos relevantes serviços prestados à comunidade lageana. O ato atendeu ao Projeto de Decreto Legislativo 017/2022, de autoria do vereador Aldori Freitinhas (MDB), aprovado por unanimidade pelos demais parlamentares da Casa.
Fizeram parte da mesa dos trabalhos o secretário municipal de Assistência Social, Jean Pierre Ezequiel; presidente da Associação Cruzada Espírita de Evangelização Educacional, Maria Eliana Bitencourt; José Elizeu Kurpiel, coordenador do Sopão Santa Clara; e Aziz Abou Hatem, filho da fundadora da Cruzada Espírita e apoiadora do projeto, Dra. Wilma Machado Carrilho, falecida em 4 de setembro de 2022.
O sopão foi criado em 1992 por Ivo Ferri (Tio Ivo) e atualmente é desenvolvido por um grupo de voluntários de diversos segmentos da sociedade como comerciantes, que fazem a doação dos insumos e alimentos, representantes de entidades, estudantes de todos os níveis e estagiários.
O trabalho é feito sem distinção religiosa ou filosófica. Acontece aos sábados pela manhã na cruzada espírita do bairro Santa Clara e envolve o preparo e a distribuição de sopa, pães e vestuário para mais de 120 famílias de bairros e loteamentos como o Santa Clara, Novo Milênio, Araucária, Santa Catarina, Areal, Preá, Centenário e outros. Além disso, outras atividades são desenvolvidas como recreação para crianças e adolescentes, palestras para adultos e momentos de orações.

“São projetos como este que amparam e fazem a diferença para muitas famílias”

O proponente da matéria ressaltou a sua satisfação desde quando conheceu o projeto e destacou a importância do voluntariado. “Recebi o convite para visitá-los e me encantei com o que vi. Gostei da equipe que está envolvida e conversei com algumas pessoas que são beneficiadas. Daqui em diante, quero ser mais um dos voluntários e esta Casa Legislativa está à disposição para contribuir com eles”, disse Freitinhas.
O coordenador do projeto reconheceu a homenagem como um momento de motivação pela continuidade.  “Estamos muito honrados em receber esta homenagem. É um momento único para mostrarmos à comunidade o trabalho que desenvolvemos. Agradecemos aos vereadores e a esta Casa pela sensibilidade, aos voluntários, colaboradores e assistidos. Este é um momento especial para todos, nos motiva a continuar e o trabalho não para por aqui”, argumentou Kurpiel.
Maria Eliana descreveu a forma como os voluntários se organizam. “Durante a semana nos dividimos para a coleta de tudo que precisamos. Uns vão buscar os pães, outros vão buscar verduras e demais mantimentos. É uma caminhada intensa para que no sábado tudo aconteça da melhor forma, e temos ainda o compromisso de doar cestas básicas nos fins de ano”, explicou a presidente da Cruzada.
Já Aziz destacou a atuação de sua mãe, Wilma. “Ela era uma pérola lageana, sua história traduz o entusiasmo que é ter Deus no coração. Em 28 de setembro de 1991, dentro da sua casa, nasceu a ideia da Cruzada para dar apoio às causas sociais. Em 1992, o Tio Ivo a procurou, falou da necessidade de um espaço para sopão e ela se dedicou de corpo e alma ao projeto ”, contou.
Para Jean Pierre, a importância é fazer a diferença na vida das pessoas. “Esta palavra resume o momento de dificuldade que foi agravada inclusive pela pandemia da Covid-19. O Sopão Santa Clara contribui, inclusive, com a municipalidade e dá exemplo para a cada um de nós. São projetos como este que amparam e fazem a diferença para muitas famílias”, concluiu o secretário. 
Acompanhe a íntegra da sessão solene.

Fotos: Bruno Heiderscheidt

Por Alex Branco – Jornalista

Leia também

Deixe um comentário

seis + vinte =