Epagri realiza Dia do Campo em propriedade rural de Bocaina do Sul

Por Claudio Santos
Foi realizado na última quinta-feira(26), na propriedade de Fábio Melo Silva, comunidade de Fazenda dos Assink, um Dia de Campo sobre Aipim de Mesa, com presença de 27 pessoas. A Epagri, juntamente com a Prefeitura Municipal de Bocaina do Sul e com colaboração do proprietário, conduziu na safra 2021/2022, a Unidade de Referência Técnica (URT), com a cultura de Aipim de mesa, onde foram avaliadas quatro variedades de aipim desenvolvidas por Pesquisa da Epagri, onde uma variedade de aipim vem sendo cultivada a vários anos na referida propriedade.
O objetivo deste Dia do Campo, foi avaliar as características agronômicas, cozimento e sabor entre outras, de cinco variedades, numa área total de 200m², que foi conduzida no Sistema de Plantio Direto de Hortaliças na Palha (SPDH), ou seja, o aipim foi plantado sobre palhada verde de aveia. As variedades avaliadas foram a Uirapuru, Ajubá, Guapo, Sempre Pronto e a variedade Branco que vem sendo cultivada a vários anos em propriedades do município. No dia de Campo, foi apresentado os dados de acompanhamento desde o preparo da área, realizou-se a colheita de amostras e avaliado rendimento bruto e comercial das raízes. Foi efetuado teste de cozimento das cinco variedades e todas cozinharam em tempo inferior a 10 minutos de fervura. A variedade Uirapuru e Ajubá são de coloração amarelo e as demais com coloração branca após o cozimento.
A apresentação dos dados agronômicos e colheita de amostras das variedades, foram preparadas receitas para um saboroso almoço à base de aipim (purê de aipim, escondidinho de aipim, lasanha de aipim, maionese de aipim, caldo de aipim com bacon e couve, bolo de aipim e pudim de aipim), preparados sob orientação da Extensionista Social, Vanessa Aparecida Melo, do Escritório da Epagri de Lages. Ainda, no dia anterior, a Sra. Verônica dos Santos Orio, preparou um bolo a base de aipim e a Sra. Elizete Moreira da Silva, preparou cuca e pão de aipim. Todos estes alimentos preparados a base de aipim e também o aipim cozido, foram servidos e degustados nas refeições e aprovados por todos os presentes.
O proprietário da propriedade onde realizou-se os estudos, Sr. Fábio Melo, já havia colhido e guardado ramas de aipim, antes das geadas, para plantio de uma área maior na próxima safra, e será dado continuidade na avaliação das características destas novas variedades, com o acompanhamento técnico da Epagri.
O aipim está presente em muitas propriedades do município, sendo utilizado para alimentação humana e animal e segundo o Engenheiro Agrônomo Saulo Luiz Poffo, da Epagri de Bocaina do Sul, vários agricultores familiares também os vendem em pequenas quantidades em feiras, para o comércio local e PNAE. Como foi visto no Dia de Campo, o aipim é de cultivo relativamente fácil, suas raízes tem larga aplicação em receitas para alimentação humana, sendo um alimento saudável e de pouco custo financeiro.

Leia também

Deixe um comentário

5 + 2 =