Portal Expressiva

EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

Viva Lages é neste sábado

Semana típica de verão com chuva[...]

Viva Lages é neste sábado

  • 18-01-2019
  • Diversas atividades esportivas e de lazer estão programadas para este sábado (19 de janeiro) na área do entorno do ginásio Jones Minosso. A programação que inicia às 14 horas faz parte do projeto Viva Lages, uma ação da Prefeitura, através da Fundação Municipal de Esportes, Fundação Cultural e Secretaria Municipal da Assistência Social e Habitação.

    De acordo com o prefeito em exercício Juliano Polese, esta é a primeira edição do evento. A ideia é que uma vez por mês seja realizado o Viva Lages como forma de integração da comunidade, promoção da saúde e bem-estar das pessoas. “A área do ginásio recebeu diversas melhorias durante e após a realização dos Jogos Abertos em nossa cidade. Temos novas quadras para a prática esportiva e locais mais apropriados para o lazer”, diz.

    As atividades confirmadas para o Viva Lages deste sábado são: vôlei de areia, futebol de areia, basquete, oficina de BMX na pista de bicicross, roller e patins com a presença de um grupo de patinadores de Curitibanos, brincadeiras, dança, entre outras.

    Texto: Ari Junior/Arte: Luciano Lima

  • Comentários
  • Atendimento à comunidade neste mês de janeiro

  • 18-01-2019
  • As atividades parlamentares da Câmara têm início no dia 4 de fevereiro, com a primeira sessão deliberativa de 2019, entretanto, os gabinetes dos vereadores já estão atendendo ao público neste mês de janeiro. Na tarde desta quinta-feira (17), o presidente do Poder Legislativo Lageano, Vone Scheuermann (MDB) recebeu a visita do funcionário público e suplente a vereador, Adriano Canônica.

    A comunidade interessada em agendar uma visita pode entrar em contato no telefone 3251-5422 ou mesmo com o Gabinete da Presidência, com Ana Paula, no número 3251-5412. A Câmara de Vereadores de Lages fica localizada na rua Otacílio Vieira da Costa, 280, e o horário de atendimento é das 13 às 19h.

  • Comentários
  • Programa Reuso beneficia famílias em situação de vulnerabilidade social

  • 18-01-2019
  • Criado na atual administração e executado através da Secretaria de Assistência Social e Habitação, o Programa Reuso busca desenvolver uma política sustentável através do reaproveitamento de materiais de construção para atender famílias em situação de vulnerabilidade social.

    De acordo com Anarita Locatelli, diretora de Desenvolvimento Habitacional desde agosto de 2018, até o momento, 31 famílias foram atendidas e beneficiadas com materiais de construção oriundos de doações da comunidade em geral, organizações governamentais e não governamentais. Dentre as variedades estão:  portas, madeiras, janelas, vasos, telhas, pisos, azulejos, pias, canos plásticos e galvanizados ou material elétrico e hidráulico, por exemplo. 

    Além disso, o Programa Reuso também contribui na redução de filas cadastrais em programas habitacionais e custos da Secretaria.  Contato do Setor de Habitação para doação de materiais: (49) 3224-8622/3223-5885/3224-2640.

    Texto: Daniel Costa

     

  • Comentários
  • Sistema Binário: sinalização de trânsito recebe melhorias

  • 17-01-2019
  • Equipe de serviços da Prefeitura de Lages está trabalhando na sinalização de trânsito das vias que fazem parte do sistema de binário no trânsito das ruas Frei Gabriel e Caetano Vieira da Costa, compreendendo também as avenidas Dom Pedro II, Castelo Branco e Anastácio da Silva Mota. Nestes locais estão sendo reforçadas as sinalizações de trânsito e colocadas novas placas indicativas. 

    O sistema de binário entrou em vigor no dia 5 de janeiro. O objetivo é de melhorar a mobilidade urbana da cidade, além de oferecer mais segurança para motoristas e pedestres.

    Texto: Ari Junior/Fotos: Ary Barbosa de Jesus Filho

  • Comentários
  • Definidas as equipes que participam da fase final da Copa Brasil Masculina de Vôlei em Lages

  • 17-01-2019
  • O Fiat/Minas (MG) venceu o Sesc RJ nesta quarta-feira (16 de janeiro) e garantiu a última vaga na semifinal da Copa Brasil masculina de vôlei 2019. A equipe mineira jogou fora de casa, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ), levou a melhor sobre o time carioca por 3 sets a 2 (20/25, 25/22, 22/25, 25/18 e 15/11) e estará junto com Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), EMS Taubaté Funvic (SP) e Sada Cruzeiro (MG) em Lages, no ginásio Jones Minosso, para a disputa da Fase Final.

    O cruzamento no dia 26, sábado, pela semifinal será, então, entre Fiat/Minas e EMS Taubaté Funvic, que se enfrentarão às 19h, e entre Sada Cruzeiro e Copel Telecom Maringá Vôlei, que irão duelar às 21h. Os vencedores se enfrentarão na grande decisão, no dia 27, domingo, às 19h30 – todos os jogos acontecerão no ginásio Jones Minosso.

    Os ingressos para a fase final da Copa Brasil de Vôlei estão sendo vendidos através do site: www.minhaentrada.com.br e nos seguintes pontos físicos: Ótica Via Visão (Rua Hercílio Luz, 190), Lojas Ki Bola (Avenida Luís de Camões, 555 / R. Correia Pinto, 171), loja Honolulu (calçadão) e Marka Sports (Rua Aristiliano Ramos).

    No primeiro lote, os ingressos custam R$ 20 por dia, ou R$ 35 o passaporte que dará acesso aos dois dias de jogos. No segundo lote, os valores vão para R$ 25 por dia e R$ 40 o passaporte.

    Fonte: Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Vôlei

  • Comentários
  • Governador Carlos Moisés deve prestigiar posse da Amures

  • 17-01-2019
  • Está na agenda do governador Carlos Moisés da Silva e da vice Daniela Reinehr prestigiar nesta quinta-feira (17), às 20h, no Clube dos Oficiais junto ao 1° Batalhão Ferroviário, a posse festiva do presidente da Amures, prefeito de Bom Retiro Vilmar José Neckel.

    Ele foi conduzido por consenso à presidência da Amures, em meados de dezembro. Na oportunidade foram eleitos, também, o prefeito de Urupema Evandro Frigo Pereira para presidência do Consórcio Intermunicipal da Serra Catarinense – Cisama e o prefeito de Rio Rufino Thiago Costa para a presidência do Consórcio Intermunicipal de Saúde – CIS-Amures.

    Os três prefeitos recepcionarão ao menos 150 convidados entre senadores, deputados federais, estaduais, presidentes de Câmaras de Vereadores e lideranças regionais diversas. A expectativa maior é em torno do governador e da vice, já que foi em Lages em lançaram a candidatura que os conduziu ao governo do Estado.

    O evento tem o apoio da construtora Chel Seven Soluções em Urbanismo, do empresário Hélio Ribeiro. A empresa já entregou mais de 1.300 lotes urbanizados com infraestrutura completa, na sua grande maioria com pavimentação asfáltica, em Santa Catarina e tem dois grandes empreendimentos na Serra Catarinense. Um em Painel com cerca de 300 unidades e outro em Bom Jardim da Serra.

    Diretoria da Amures

    Presidente: Vilmar Neckel - Prefeito de Bom Retiro

    1° Vice-presidente: Luiz Carlos Schmuler - Prefeito de Bocaina do Sul

    2° Vice-presidente: Tito Pereira Freitas - Prefeito de Capão Alto

    Diretoria Cisama

    Presidente:  Evandro Frigo Pereira - Prefeito de Urupema

    1° Vice-presidente: Thiago Costa - Prefeito de Rio Rufino

    2° Vice-presidente: José Tadeu Martins de Oliveira - Prefeito de Campo Belo do Sul

    Diretoria CIS-Amures

    Presidente: Thiago Costa - Prefeito de Rio Rufino

    1° Vice-presidente: Giovani Nunes - São Joaquim

    2° Vice-presidente: Fernanda de Souza Córdova - Prefeita de Palmeira

     

    Oneris Lopes

  • Comentários
  • Obras da Avenida Ponte Grande estão em andamento

  • 16-01-2019
  • Mesmo no mês de janeiro, onde tradicionalmente algumas empresas diminuem ou até mesmo param com as férias de seus funcionários, as obras da avenida Ponte Grande estão sendo executadas normalmente, sem atrasos ou qualquer tipo de redução no ritmo de trabalho. Pelo contrário, nestes primeiros dias do ano é intensa a movimentação de operários no canteiro de obras no que compreende o saneamento básico da etapa 1, da ponte de acesso ao Condomínio Ponte Grande até a avenida Castelo Branco.

    Na manhã desta quarta-feira (16 de janeiro) o prefeito em exercício Juliano Polese, recebeu em seu Gabinete os representantes da Caixa Econômica Federal superintendência Regional de Criciúma, da empreiteira responsável e técnicos da prefeitura para avaliação do andamento dos serviços da nova avenida.

    “Já trabalhamos no projeto da etapa 2, o avanço dos trabalhos de urbanização e pavimentação da via entre outros serviços complementares. O projeto como um todo está seguindo o cronograma”, explica o prefeito em exercício.

    Texto: Ari Junior/Fotos: Paulo Marques

  • Comentários
  • Mãe pode pedir pensão alimentícia antes de o bebê nascer

  • 16-01-2019
  • A legislação que trata dos alimentos gravídicos é, relativamente, nova e desconhecida da maioria da população. De uma década para cá, mães podem requerer na justiça uma pensão mensal ao possível pai do nascituro para ajudar no pagamento dos gastos a serem suportados em razão da gravidez, com exames de rotina, assistência médica e psicológica. Em Lages, o número de grávidas que buscam esse direito é muito pequeno, se comparado aos de ações de alimentos. 

    Titular da Vara da Família, o juiz Reny Baptista Neto avalia que, mensalmente, ingressam na comarca de menos de uma dezena de casos envolvendo alimentos gravídicos, enquanto os de pensão alimentícia são superiores a 100. Ele acredita que a falta de conhecimento sobre a lei que ampara as mulheres nessas condições seja a razão pelo número ínfimo de casos relativos aos alimentos gravídicos na unidade.   

    Antes mesmo de nascer, o bebê, chamado de nascituro pela legislação, é considerado sujeito de diretos e, portanto, possui assegurado o direito de se desenvolver no útero da mãe de maneira saudável. 

    Os alimentos gravídicos visam justamente garantir que a criança possa receber, desde a concepção até o parto, o devido acompanhamento médico, com exames de pré-natal, internações, alimentação especial para a gestante caso necessário, medicamento ou outro tipo de tratamento com indicação médica. O custo de tudo isso é avaliado pelo juiz para fixação dos alimentos gravídicos. 

    “Utilizamos o critério do binômio necessidade-possibilidade, por meio do qual apuramos quais são as reais necessidades do nascituro e as possibilidades ou condições financeiras do suposto pai. Na hipótese de não haver informações quanto à atividade profissional do suposto genitor, fixa-se a obrigação alimentar em fração ou porcentagem do salário mínimo”, reforça o magistrado lembrando que todos os gastos ser divididos entre a mãe e o suposto pai. Ou seja, se busca fixar os alimentos gravídicos em valor que corresponda à metade de todas as despesas provenientes da gestação. 

    É preciso haver indícios da paternidade 

    Para ter efetivamente o direto aos alimentos gravídicos, a mãe precisa demonstrar em Juízo indícios da paternidade. “É preciso que sejam carreados elementos capazes de demonstrar ter havido o relacionamento amoroso que resultou na concepção do nascituro. Isso pode se dar com a apresentação de fotos do casal juntos em eventos, reuniões de família ou entre amigos, publicações em redes sociais e conversas por aplicativo de mensagens, dentre outras formas”. 

    O juiz Reny reforça que quanto antes esses indícios de paternidade forem apresentados, mais rápido é resultado da ação. “Quando esses elementos de convicção chegam no início do processo, é mais provável que seja conferida a tutela de urgência e o nascituro tenha seus direitos garantidos já na fase embrionária da demanda”. 

    Outro ponto esclarecido pelo magistrado trata da irrepetibilidade dos alimentos. Mesmo que a criança venha a morrer durante a gestação ou haja a comprovação de que o suposto genitor não é o pai, não há a restituição do valor pago a título de alimentos gravídicos porque os alimentos são em regra irrepetíveis. “A devolução dos valores pagos apenas ocorre quando ficar comprovada a má fé da genitora da ação”. 

    Ele destaca, ainda, que em nascendo com vida, os alimentos gravídicos se convertem em alimentos em favor do menor. Essa obrigação de prestar alimentos, em regra, dura até que o filho complete os 18 anos de idade, permanecendo o comprometimento até em média os 24 anos de idade em caso de permanência no estudo, geralmente em curso superior.  

    Taina Borges – Assessoria de Imprensa do TJSC – Comarca de Lages

  • Comentários