Portal Expressiva

EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

Comércio de animais jovens gera[...]

Previsão do Tempo - Climaterra

Comércio de animais jovens gera expectativa em São Joaquim e Capão Alto

  • 20-04-2018
  • Duas grandes feiras do terneiro (a) movimentam o setor pecuário no final de semana. No sábado, 21, em São Joaquim, e no domingo (22), em Capão Alto. Nos dois eventos a expectativa é de total comercialização. Ambos os leilões estarão sob a responsabilidade da Camargo Agronegócios. Somente em Capão Alto, a pista de arremates Leônidas Rogério Ramos, no parque Juca Vieira irá terá para comercialização exatos 756 animais, sendo 315 fêmeas, e 441 machos. A Feira organizada pela Associação de Produtores Rurais, conta com o apoio da Associação Rural de Lages, da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina – FAESC e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC). Em São Joaquim, a organização é do Sindicato Rural do município.

    Conforme projeta o responsável pela Associação de Produtores Rurais, de Capão Alto, Claudenir Antunes, a exemplo de 2016, a região registra em paralelo aos leilões, a comercialização de terneiros para exportação. Na época o incremento nas vendas foi favorecido pelos compradores externos, que arremataram praticamente todos os lotes de terneiros machos, que atingiram o preço médio de R$ 7,12, o quilo. Por esta razão, os produtores acreditam em pista limpa, e mais uma vez, a conquista de ótimos preços no fechamento do leilão. “Obviamente dependerá também da qualidade dos animais, os quais, acredito que serão de alto padrão”, salienta Claudenir.

     

      Fotos: Paulo Chagas / Leilão da Feira do Terneiro (a), de Capão Alto, em 2017

  • Comentários
  • Maldaner será o relator da Cexemba

  • 20-04-2018
  • O embargo do bloco econômico europeu à carne brasileira tem sido uma preocupação para toda cadeia produtiva e para os parlamentares do Congresso Nacional.  Diante disso, foi criada nesta semana uma Comissão Externa destinada a acompanhar a implementação do embargo definitivo a ser imposto pela União Europeia à importação de carne de frango da BRF e de outras empresas, incluindo a verificação a respeito dos efeitos da medida da cadeia produtiva do frango (economia, produtores, integrados, funcionários da BRF). 

    A CEXEMBA tem como coordenador o deputado Assis de Couto do Paraná e como relator o deputado catarinense Celso Maldaner. Integram ainda a comissão, os deputados Valdir Colatto (SC), Pedro Uczai (SC) e Heitor Schuch (RS). 

    O deputado federal Celso Maldaner explica que em reunião com o Fórum Parlamentar Catarinense nesta semana, o Ministério da Agricultura retirou a suspensão da BRF e a empresa pode voltar a exportar carne de frango para União Europeia. O anuncio foi feito pelo próprio ministro Blairo Maggi, porém o bloco europeu está boicotando as negociações.  “A partir de agora, os frigoríficos, que estavam suspensos, estão novamente habilitados a vender carne de frango para o bloco europeu, dependendo ainda de negociações comerciais, porém a União Europeia está contendo os produtos brasileiros. Sei que uma guerra comercial não é a melhor forma de resolvermos este impasse, mas não podemos permitir que só o mercado brasileiro e em especial o produtor sofra as consequências”, destacou. 

    A Comissão Externa pretende visitar in loco as unidades, visto que todas tem modelo e sanidade para exportar para todo o mundo. 

     

    Raquely Benedet Cella / Adriano Casagrande

  • Comentários
  • Começa a 37ª Mostra do Campo em Bocaina do Sul

  • 20-04-2018
  • Começa a  37ª Mostra do Campo uma das mais antigas da Serra Catarinense e referência da produção agrícola de Bocaina do Sul, está acontecendo no Parque de Exposições Isaac Miranda, teve início ontem (19) e se estende até o próximo domingo 22.

    Em seu discurso, o prefeito Luís Carlos Schmuler destacou a relevância do evento no contexto socioeconômico do município. "Bocaina do Sul é conhecida no estado por causa da Mostra do Campo. Ao longo dos anos, a festa se tornou um referencial por valorizar as pessoas que vivem no meio rural", disse o prefeito.

    Após a abertura foi servido jantar com o cardápio típico da festa, "polenta com porco no tacho", a organização informa que foi usado em torno de 450 kg de carne de porco e 300 kg de polenta,

    Após a janta o grupo Tchê Chaleira embalou o público com os seus hits, como Tô Bebendo Demais, Te Fazer O Bem, Tô Bebendo Todas, Parede de Vidro, entre outros.

  • Comentários
  • Lages recebe o Corridas do Bem neste fim de semana

  • 20-04-2018
  • O Corridas do Bem FarmaSesi é o maior circuito de corridas de Santa Catarina. Neste domingo (22), às 8h30min, é a vez de Lages receber o evento. São mais de 700 inscritos na terceira edição. Número que supera a expectativa dos organizadores. A atividade propõe unir o incentivo à cultura esportiva e prática de fazer o bem, por isso, parte do valor das inscrições será revertida para três espaços dedicados ao cuidado com os idosos em Lages.

    A largada será em frente à unidade do Sesi, na Rua Campos Salles. A partir das 8h terá um aulão de aquecimento para os participantes já entrarem no clima do evento. Serão dois percursos, um de cinco e outro de 10 quilômetros, nas categorias individuais masculino e feminino. Tem ainda a caminhada de cinco quilômetros.  O trajeto passa pela rua Hercílio Granzotto, Luiz de Camões até o monumento dos Imigrantes, próximo ao posto Ouro preto.

    Os principais acessos devem estar fechados a partir das 7h. Por conta disso, os organizadores indicam que os participantes compartilhem caronas para facilitar a chegada à unidade. Todo o percurso estará sinalizado para a segurança de quem vai correr, caminhar e assistir. Polícia Militar, Diretran, Batalhão Ferroviário, Corpo de Bombeiros e plantão Unimed estarão apostos para auxiliar no evento.

     

    Retirada do kit

    Os Kits serão entregues no sábado (21), das 9h às 16h, na nova FarmaSesi, na Avenida Luiz de Camões, 391, ao lado do banco do Brasil no Coral.  O material pode ser retirado por outra pessoa desde que apresente algum documento de identificação. Para os participantes que não residem em Lages, a retirada também poderá ser feita no domingo (22), entre 7h e 07h45min, no local da corrida.

     

    Para o atleta

    Depois da prova, os atletas têm à disposição o Espaço do Atleta com serviços do Circuito de Saúde e Bem Estar, com massoterapia, aferição de pressão arterial e avaliação física, e Espaço Nutricional, onde serão servidas frutas e água.

     

    Maratoninha

    Os pequenos entre 7 e 13 anos podem participar da Maratoninha, logo após encerramento da corrida. Para se inscrever basta levar um pacote de fralda geriátrica ou um produto de higiene pessoal na tenda de apoio, entre 7h30min e 9h. Todas crianças ganharão medalha de participação.

     

    Os beneficiados

    Em Lages, este ano, a renda será revertida para o Asilo Vicentino, Lar Menino Deus e Asilo Lar dos Idosos – Saseadla. Os idosos irão acompanhar a prova.

     

    Catarinas Comunicação

  • Comentários
  • Prefeito Ceron e Associação Cultural Nipo-Brasileira de Lages lançam oficialmente o I Lages Matsuri

  • 20-04-2018
  • O prefeito Antonio Ceron recebeu na tarde desta quinta-feira (19 de abril), em seu gabinete, a diretoria da Associação Cultural Nipo-Brasileira de Lages (ACNBL) para formalizar o lançamento do I Lages Matsuri. O Lages Matsuri será no dia 21 de julho no Parque Jonas Ramos (Tanque), e comemorará os 110 anos de imigração japonesa no Brasil. Lages será uma das poucas cidades em Santa Catarina a realizar uma ação para registrar a data.

    A imigração japonesa no Brasil teve início oficialmente em 18 de junho de 1908, quando o navio Kasato Maru aportou no Porto de Santos, trazendo 781 lavradores. Em Lages é expressivo o número de “Nikkei” (descendentes de japoneses nascidos fora do Japão), e entre japoneses, descendentes de japoneses, esposas e filhos, somam total aproximado de 70 pessoas.

    A iniciativa do evento partiu da própria Associação, que procurou a Fundação Cultural de Lages (FCL) já em 2017 para a proposição do Lages Matsuri. “Recebemos a proposta e levamos ao conhecimento do prefeito Ceron, que nos pediu total atenção ao projeto. Hoje, junto com o prefeito e a Associação, oficializamos a parceria e lançamos um evento inédito que apresentará uma cultura até então desconhecida do lageano”, informa o superintendente da FCL, Giba Ronconi. Na oportunidade, a professora de origami, Anália Ayako Sato, caracterizada com vestimentas japonesas, fez a entrega de um origami para o prefeito Ceron.

    A programação do Lages Matsuri terá a abertura oficial às 10h do dia 21 de julho e se estenderá até as 19h. Durante o dia, oficinas de mangá (desenho), origami (dobradura em papel), shows de taiko (tambor japonês), mostras de artes marciais e tendas gastronômicas ocuparão todo o espaço do Tanque. Uma surpresa está programada para o encerramento.

    Para o Presidente da ACNBL, Gilberto Ide, a parceria com o Município é fundamental para o sucesso do Lages Matsuri. “Matsuri significa festividade, e mais que isso queremos mostrar para os lageanos que temos mais uma comunidade na cidade para trocar costumes, crenças e artes”, comenta.

    Fotos: Fabrício Furtado

  • Comentários
  • 317 escrituras são entregues através do Programa Lages Minha Terra

  • 20-04-2018
  • A noite do dia 19 de abril de 2018 ficará marcada na memória da dona de casa, Terezinha Maria Godinho, de 54 anos, moradora há 20 anos da quadra P no loteamento Gralha Azul. “É a realização de um sonho receber a escritura do meu terreno. Tinha medo que alguém pudesse me colocar para fora da minha casa, de uma hora para outra”, descreve, emocionada. “Não se fala em outra coisa no bairro. A felicidade é geral”, comemora a comerciante Serli Aparecida de Barros.

    Terezinha e Serli são duas das 317 famílias beneficiadas na primeira fase do programa de regularização Lages Minha Terra. Até 2020, mais de três mil famílias de outros 20 loteamentos da cidade também serão contemplados com a escritura do terreno, sem custo algum ao proprietário, através do programa municipal, coordenado e executado pela Secretaria de Assistência Social e Habitação de Lages.

    “Essa é a primeira estação de uma longa viagem que só vai terminar quando entregarmos todas as escrituras dos 21 loteamentos da cidade”, destacou o prefeito Antonio Ceron em sua fala. Segundo ele, o Programa foi transformado em lei ainda em 2017 com o propósito de se tornar uma prática perene de gestão e que regulamente a implantação de novos loteamentos. Ressaltou ainda a parceria e agilidade dos cartórios na emissão das escrituras. Com a regularização do imóvel, o proprietário poderá dar encaminhamento a ampliações, melhorias e averbações, como destacou a assessora jurídica do 4º Ofício de Registro de Imóveis, Ana Esmeralda Medeiros, que participou da solenidade.

    Criado em abril de 1996, na gestão do então prefeito Décio Ribeiro, a área do Gralha Azul, com cerca de 178 mil metros quadrados foi adquirida para atender funcionários da prefeitura com baixa renda. Dois anos depois, uma grande enchente atingiu inúmeros bairros e, em função disso, várias famílias foram transferidas para o local, que foi parcelado em 303 lotes.  Em 2017, um trabalho de levantamento, cadastro, topografia e projetos descritivos, realizados pela equipe da Regularização Fundiária, verificou que o bairro possui atualmente 317 lotes, onde residem cerca de 400 famílias, totalizando mais de 1.600 pessoas.

    “Com a escritura em mãos vocês terão a tranquilidade e a dignidade para viver bem”, assegurou o secretário de Assistência Social e Habitação, Samuel Ramos. Ao destacar o trabalho técnico do grupo liderado pelo advogado Paulo Paixão, Samuel afirmou que o poder público precisa ser o meio para efetivação de programas, e não realizar apenas medidas paleativas ou pontuais. “Tenho convicção que estamos no caminho certo. Tanto que já fomos procurados por nove cidades que querem implantar o nosso modelo de regularização. Com uma equipe enxuta e uma metodologia eficiente.”

  • Comentários
  • Prefeitos de Santa Catarina buscam inovações tecnológicas

  • 20-04-2018
  • O centro tecnológico da serra catarinense, o Órion Parque, em Lages, hoje é também espaço para fomento à inovação nos municípios do Estado. Prefeitos e gestores participam nesta quinta e sexta-feira (19 e 20 de abril) do 3º Congresso Catarinense de Cidades Digitais, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Lages, em busca de soluções e modelos que possam ser implantados em suas localidades.

    São tecnologias para aumentar a eficiência de gestão, melhorar o atendimento na Saúde e a comunicação com a população. “Conhecimento é o insumo mais importante para que se tenha sucesso em qualquer atividade, seja na área pública ou para os empreendedores. Você tem que usar o conjunto, que é o elemento humano e que tem que estar capacitado e motivado para utilização dessa ferramenta”, comentou o prefeito de Lages, Antônio Ceron, destacando os investimentos em uma infraestrutura de rede com 100km de fibra óptica para conectar a cidade e projetos, por exemplo, em parceria com o Sebrae para fomentar o empreendedorismo e desburocratizar os processos por meio da tecnologia.

    Considerada a melhora gestão fiscal do Estado e entre as melhores do país, Bombinhas é uma das cidades que investe para se tornar inteligente. “Ou os municípios se modernizam ou irão a falência. Vale a pena cada centavo investido em tecnologia porque é o caminho para ter êxito e ter a responsabilidade efetiva que assumimos com os nossos cidadãos, de serem atendidos nas suas expectativas”, frisou a ex-prefeita, Ana Paula da Silva.

    Para a captação de recursos e execução de projetos na área, o Coordenador de Sistemas do Departamento de Inclusão Digital, vinculado à Secretaria de Telecomunicações, do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Renan Tolentino, ressalta que os municípios podem buscar auxílio na pasta. “Mais de 80% dos projetos que são apresentados não têm o conhecimento da porta de ação. Quando se fala em captação de recursos, tem muita coisa pronta. Apesar das diferenças, os problemas de comunicação nos municípios são praticamente os mesmos”, observa Tolentino que apresentou as políticas públicas em tecnologia direcionadas para os municípios, como o Internet para Todos, programa que pretende levar conectividade a áreas remotas.

    Dados do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br) mostram que mais de 32 milhões de casas no país ainda não tem acesso à internet. Em Santa Catarina, mais de 100 municípios já formalizaram a entrada no programa. “O desenho do projeto é para fomentar o mercado e a conexão de internet”, comentou.

    Projetos Inovadores 2018  – Na manhã desta quinta-feira, os municípios de Lages, Guaramirim, Lindóia do Sul, Treviso, Concórdia, Luzerna, Criciúma, São José dos Pinhais (PR), São Lourenço do Oeste e Chapecó foram homenageados por iniciativas em andamento nas localidades. “Fizemos várias atitudes pequenas, mas que deram resultado como a matrícula escolar online que acabou com um problema de décadas de pais que enfrentavam filas de madrugada”, citou o vice-prefeito de São Lourenço do Oeste, Daniel Hippler, que recebeu o certificado de Projeto Inovador 2018 pela implantação de política pública de tecnologia na Educação, com aulas de robótica nas escolas do município de 25 mil habitantes.

    A programação completa do Congresso está disponível pelo http://congressosc.redecidadedigital.com.br. A iniciativa tem o patrocínio master da Inovadora Sistemas, ouro da 1DOC, ENGIE, Smart Matrix, Exati Tecnologia, Prínter do Brasil e Grupo Nexxera, Pitfall Sistemas e DITEC, prata da STOCKTOTAL, bronze da Service Security, além do apoio da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Órion Parque, das Associações de Municípios: AMARP, AMAUC, AMEOSC, AMOSC, AMFRI, AMMVI, AMREC, AMUNESC, AMURES, AMVALI, AMAI e AMPLASC e do Map Hotel.

  • Comentários
  • Sesc inicia aplicação da vacina (tetravalente) contra gripe

  • 20-04-2018
  • O Sesc em Santa Catarina inicia a aplicação da vacinação (tetravalente/quadrivalente) contra a gripe. Para ser vacinado, basta realizar o pagamento no valor de R$ 56,00 no espaço Relacionamento com Clientes Sesc e no ato da compra, escolher a data da aplicação entre as opções, conforme disponibilidade na Unidade. Este é o terceiro ano que a Instituição realiza a campanha.

    Vale lembrar, que a vacina da gripe demora duas semanas para começar a fazer efeito. Há ainda a venda online exclusiva para os trabalhadores do Comércio de Bens, Serviços, Turismo e seus dependentes, que possuem o Cartão Cliente Sesc válido e adimplente. Esta modalidade está disponível somente para as Unidades Sesc em: Balneário Camboriú, Blumenau, Caçador, Chapecó, Florianópolis (Estreito), Florianópolis (Prainha), Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Lages, Rio do Sul, São Bento do Sul, Tubarão e Xanxerê.

    CLIENTES QUE PODEM SER VACINADOS
    • Todos os clientes acima de 05 anos da seguinte forma:
    - De 05 a 08 anos somente se já se vacinaram em anos anteriores.
    - De 05 a 18 anos somente com o termo de autorização do responsável, preenchido e assinado
    - Emancipados - com apresentação da certidão de emancipação.

    CLIENTES QUE NÃO SERÃO VACINADOS
    - Crianças menores de 5 anos.
    - Mulheres grávidas ou amamentando (salvo com apresentação de atestado médico específico que deverá ser entregue no dia da vacinação).
    - Clientes com febre no dia da vacinação.
    - Alérgicos a proteínas do ovo, gentamicina e demais componentes da vacina.

    NO DIA DA APLICAÇÃO DA VACINA
    • Será solicitado:
    - o comprovante impresso de pagamento que é nominal e intransferível
    - o documento de identificação com foto/certidão de nascimento
    - o documento de emancipação quando for o caso.
    - o termo de autorização disponibilizado pelo Sesc no dia da aplicação, deverá ser assinado e entregue antes da vacinação.
    - no caso de clientes entre 05 e 18 anos deverá constar o nome do menor e a assinatura do responsável com CPF.
    - a autorização médica para mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

    • A vacina é pessoal e intransferível.
    • Só haverá reembolso mediante atestado médico.



    Assessoria de Imprensa

  • Comentários