Câmara de Vereadores aprova subsídio do transporte público

O projeto do Executivo entrou em votação na noite desta segunda-feira (28), na Câmara de Vereadores, e foi aprovado. Foi a melhor alternativa encontrada pelo Município, para seguir mantendo o transporte público, que é essencial, com a menor valor da tarifa

Por Claudio Santos
Méritos aos vereadores que votaram a favor. Eles sabem muito bem a importância da aprovação do projeto de subsídios. Quem foi contra, também é contra os usuários. Pois, caso contrário, sem o subsídio, as tarifas teriam que ser majoradas a valores muito acima, e inviabilizariam o serviço na cidade.A pregação de alguns vereadores, especialmente de Jair Junior, não condiz com a realidade. O benefício será amplo aos usuários que irão continuar pagando o valor atual, e ainda para os empresários e a própria Prefeitura, que não terão acréscimos nos custos no vale transporte dos seus colaboradores.

Fato relevante

A sociedade precisa saber que a Transul, embora seja uma empresa privada, ela presta serviço essencial à Prefeitura, no caso, à concedente. Em não tendo uma empresa para o transporte, o Município teria que arcar com a operação completa.

Portanto, os subsídios que estão sendo implantados em inúmeras localidades do Brasil, vieram com força, como alternativa diante das consequências causadas pelas medidas tomadas por decretos, durante a pandemia. O reflexo foi duro para todas as empresas de transporte no território nacional que tiveram que parar por muito tempo, e a queda do número de usuários levou à falência de muitas delas.

Lages, caso não tivesse o apoio da Prefeitura e dos Vereadores, na alternativa do subsídio, o transporte certamente iria colapsar.

Para os menos avisados, e que ainda acreditam nas palavras do vereador Jair, procurem se informar, e verão que dificilmente, em caso de uma nova abertura de concessão, surgiria outra empresa interessada.

E mesmo que, supostamente, a Transul deixasse de operar em detrimento de outra empresa, esta teria que se instalar em Lages, necessitando de nova infraestrutura e investimentos inimagináveis para dar conta do serviço. Quanto custaria a tarifa? O Município teria que arcar com as consequências. Portanto, chega de discurso vil. O usuário do transporte deve comemorar.

A foto de quem votou contra é a que deveria ser estampada nas redes sociais. Méritos aos vereadores que tiveram discernimento de que o projeto de subsídio, foi a melhor solução para o transporte público de Lages e votaram a favor. E isso, precisa ser observado por quem utiliza do transporte público.

Foto de arquivo Assessoria de Imprensa

Leia também

Deixe um comentário

dez − nove =