Jovem piloto lageano de arrancadões conquista o primeiro pódio da carreira

Por Claudio Santos

Aos 19 anos, o mais jovem piloto de arrancadões do Sul do Brasil, morador de Lages, teve a emoção de conquistar o primeiro pódio da curta carreira, na nova categoria em que participa, a 720 B. João Muniz conquistou duas colocações: um quarto lugar na nova categoria e um terceiro lugar, na Força Livre. As provas foram disputadas no último final de semana em pista de areia, na beira da praia, em Balneário Gaivota, no Sul do Estado. Este é apenas o segundo ano como piloto, e conforme disse, começou bem. No ano passado, como iniciante, disputou na categoria 720 A.

O caminhão utilizado é o mesmo, um Scania 73. No entanto, precisou mexer na mecânica para melhorar o desempenho da máquina. Segundo explicou, tinha potência, mas não estava andando bem. Toda a parte de relação do caminhão teve adaptações, com ajustes na caixa e no cardam, por exemplo. Tais mexidas lhe garantiram excelente desempenho, propiciando, inclusive, a subida de categoria, com melhora também nos tempos. “Tive assim a felicidade de conquistar o meu primeiro podium”, comemorou.

João atribui o bom desempenho também pela equipe de apoio. Um grupo que trabalha de forma harmônica e com muita união. Conforme conta, a experiência dos mecânicos e do chefe da equipe lhe garantiu o primeiro bom resultado nesse início de ano, o que lhe dá a certeza de que poderá conquistar novos pódios no decorrer do ano. A próxima competição irá acontecer no final de maio, em Balneário Camboriú. Até o final do ano terão mais cinco ou seis etapas, todas válidas pelo Sul Brasileiro de Arrancada Truck. Nesta primeira etapa disputada em Balneário Gaivota, ocorreu o registro recorde de inscrições, com 58 caminhões, distribuídos em sete categorias.

Questionado sobre como consegue manter o caminhão e toda a estrutura, disse que a maior parte dos custos provêm de patrocínios, a maioria, de São Paulo. Conta também com uma quota de Minas Gerais e duas de Lages (SC). “Hoje consigo pagar todas as despesas, e até fazer sobrar um pouco de dinheiro. De Lages os patrocinadores fornecem peças como embreagem e bombas, quando necessário. São peças caras, e ajudam bastante na manutenção do caminhão”, ressalta João.

Leia também

Deixe um comentário

dois × 1 =