Educação participa da Conferência Estadual de Segurança Alimentar

Por Luiz Del Moura

O coordenador da Alimentação Escolar da Prefeitura de Lages, Daniel Tadeu Francisco, participou do evento e foi eleito delegado para participar da 6ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

A Secretaria Municipal da Educação (SMEL), da Prefeitura de Lages, por meio do Setor de Alimentação Escolar, participou da 7ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, realizada entre os dias 6 e 7 de novembro, em Florianópolis.  O evento teve como lema: “Erradicar a fome e garantir direitos com Comida de Verdade, Democracia e Equidade”.

A SMEL esteve representada no evento pelo coordenador da Alimentação Escolar do município, Daniel Tadeu Francisco. Durante o evento, ele foi eleito delegado e vai representar Lages na 6ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, a ser realizada em Brasília (DF), no período de 11 a 14 de dezembro de 2023, com o mesmo lema da etapa estadual.

“A experiência da conferência municipal e estadual revelou a relevância de discutir a segurança alimentar e nutricional como um meio fundamental para combater a fome. A abordagem vai além das ações solidárias da sociedade civil, ela destaca a necessidade de políticas públicas estruturantes e efetiva participação social”, destacou Daniel.

O principal objetivo da Conferência foi “fortalecer os compromissos políticos com a Democracia, com a erradicação da fome com Comida de Verdade e com o Direito Humano à Alimentação Adequada, por meio de sistemas alimentares justos, antirracistas, antipatriarcais, sustentáveis, promotores de saúde e da Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional”.

O evento também apresentou uma oportunidade singular de atualizar a leitura de cenários, monitorar programas e ações, identificar potencialidades e desafios, apontar novos rumos para o futuro e definir propostas a serem encaminhadas ao Governo Federal para incidir na definição de uma nova geração de políticas públicas que integrarão o 3º Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.

A expectativa é de que o Documento Base da conferência seja um motivador para reflexões que articulem a realidade local com contextos mais amplos e que, não apenas subsidie as discussões que chegarão à Conferência Nacional, mas também que contribua para incidir nos níveis municipal e estadual.

Texto: Adecir Morais

Fotos: Divulgação

Leia também

Deixe um comentário

1 × 4 =