Escolas de São Joaquim e Urubici têm participações destacadas em congresso internacional

Por Luiz Del Moura

O projeto Chácara de Frutíferas Nativas e Diversas da Escola Jarbas Amarante Ferreira foi destaque no SOLOS FLORIPA 2023, um congresso que reúne especialistas em ciência do solo da América Latina e do Brasil. O projeto foi desenvolvido pelos alunos do 8 e 9 anos da escola municipal Jarbas Amarante Ferreira de São Joaquim, sob a orientação das professoras Marta Moura Madeira e Jaqueline Nunes.

O SOLOS FLORIPA 2023 termina nesta sexta-feira, 4, no Costão do Santinho Resort, em Florianópolis. O evento é uma realização da Epagri e conta com a participação de mais de mil pessoas, entre pesquisadores, estudantes, professores e profissionais da área.

A escola de São Joaquim apresentou o seu projeto no VIII Simpósio Latino-americano de Inovação Educativa no Ensino da Ciência do Solo, que envolveu crianças e jovens de 10 a 18 anos de diversos países. O projeto consiste em uma horta com frutas nativas e diversas, que visa promover a educação ambiental, a valorização da biodiversidade e a alimentação saudável.

Foto: Prof. Marta Moura

Outras duas escolas da região serrana também participaram do simpósio: a Escola de Educação Básica Municipal Attília Cechinel Nezi, do Despraiado, e a Escola Nucleada Municipal Laudelino Borguezan, de Santo Antônio, ambas em Urubici. Os projetos dessas escolas também foram apoiados pelos escritórios da Epagri em São Joaquim e Urubici.

A extensionista social da Epagri Urubici, Cláudia Maria Schmitz, afirmou que a participação das escolas no evento foi uma grande conquista para a Epagri e para as comunidades rurais. “Foi uma oportunidade de mostrar os trabalhos que são feitos nas escolas, valorizando as ações de sustentabilidade e compromisso ambiental”, disse ela.

Leia também

Deixe um comentário

catorze + 2 =