Secretaria de Saúde alerta sobre medidas para evitar acidentes com escorpiões

Por Luiz Del Moura

Estes artrópodes possuem hábitos noturnos e durante o período de chuvas procuram lugares secos para se abrigar

A Secretaria Municipal de Saúde está alertando a população sobre os perigos dos acidentes envolvendo escorpiões. Estes animais, normalmente encontrados em ambientes escuros e úmidos, representam um risco, especialmente em áreas urbanas.

Até o momento, a única medida conhecida para o controle dos escorpiões se dá através da modificação do seu habitat, adotando medidas que envolvem limpeza. Não existem produtos químicos com comprovação científica de eficácia no controle de escorpiões, evite também o uso de inseticidas para esse fim, pois os inseticidas, além de não matarem os escorpiões, causam seu desalojamento, o que pode facilitar os acidentes.

Prevenção em Ambientes Domésticos

  • Evite o acúmulo de entulhos, pois estes podem atrair insetos, como baratas, que são a principal fonte de alimento dos escorpiões.
  • Utilize telas em ralos, pias e tanques, vede frestas nas paredes e coloque soleiras nas portas para evitar a entrada dos escorpiões.
  • Mantenha camas e berços afastados das paredes e inspecione roupas e calçados antes de usá-los.
  • Prevenção em Áreas Externas:
  • Mantenha jardins e quintais livres de entulhos, folhas secas e lixo doméstico.
  • Mantenha todo o lixo da residência em sacos plásticos bem fechados para evitar baratas, que atraem os escorpiões.
  • Gramados devem ser mantidos aparados para reduzir possíveis esconderijos.

Outras Medidas de Segurança

  • Evite colocar as mãos em buracos, embaixo de pedras ou em troncos apodrecidos.
  • Use luvas e botas de raspas de couro ao manusear entulhos, materiais de construção e ao realizar atividades de jardinagem.

Em caso de acidente, é fundamental buscar atendimento médico imediato em uma Unidade Básica de Saúde. Recomenda-se levar o escorpião ou uma foto do animal para auxiliar no diagnóstico clínico. Além disso, se possível, capture o animal com cuidado em um recipiente seguro, como uma garrafa, e leve-o para identificação nas Unidade Básicas de Saúde (UBS) de ou na recepção da Vigilância Epidemiológica.

Marcio Rodrigues, Biólogo do Laboratório Municipal, esclarece que no Brasil, os escorpiões de importância médica pertencem à família Buthidae, especialmente o gênero Tityus, que abriga várias espécies causadoras de acidentes graves. “Até o momento, não foram encontradas espécies de importância médica na região da Serra Catarinense.”

Para obter mais informações ou relatar casos de avistamento de escorpiões, entre em contato pelo WhatsApp do Centro de Zoonoses (49) 984049986.

Texto: Thiago Junkes

Foto: Divulgação

Leia também

Deixe um comentário

cinco − cinco =