Sessão Especial em alusão a Semana Municipal do Artesanato

Por Luiz Del Moura

O evento reuniu artesãos e profissionais ligados à área
Todo ano, no dia 19 de março é comemorado em Lages o Dia e a Semana Municipal do Artesanato. Em alusão a data, o vereador Ênio do Vime (PSD) propôs aos demais vereadores uma Sessão Especial para tratar do assunto e promover o debate com entidades ligadas à área, com o intuito não só de celebrar o tema, mas também de entender as necessidades dos artesãos e criar soluções práticas para suas dificuldades.
Na ocasião, estiveram presentes a Secretária Municipal da Assistência Social, Bernadete Casa Liston; Diretora de Inclusão e Cidadania da Secretaria de Assistência Social, Rita Muniz; Superintendente da Fundação Cultural de Lages, Gilberto Ronconi; Secretária da Associação de Artesanato Tramatusa, Sandra Cunha Leite; Presidente do Grupo de Artesãos da Serra, Juliana das Graças de Souza.
Um dos temas trazidos para a discussão foi a falta de espaço que os artesãos enfrentam na cidade para poder vender seu trabalho, já que muitas famílias têm como única fonte de renda a comercialização de seus produtos. Durante a conversa, o vereador proponente e também presidente da Sessão, Ênio do Vime, escutou e participou de todas as discussões ligadas a melhorias das condições de trabalho dos artesãos.
“Esse espaço é muito salutar pois mesmo que a prefeitura nos dê todo o suporte para realizarmos nossos cursos nos bairros, nós somos sabedores que existem artesãos que não têm a oportunidade que nós temos; mas com essa proposta do vereador Ênio de fazer em Lages, o ano que vem, uma semana de artesanato lageano em um espaço mais amplo e que possa ser divulgado em uma mídia não só regional, mas estadual, é algo muito grande”, afirmou Rita, coordenadora do projeto que realiza cursos de arte e artesanato gratuitos para mulheres nos diferentes bairros do município, o Terra Nossa.
Em 2019, foi aprovado o Projeto de Lei Nº 0153/2019 de autoria do vereador Ênio, que prevê o Dia e a Semana Municipal do Artesanato em Lages.
“Eu sou artesão, então nós sabemos da dificuldade que as pessoas têm até mesmo para o espaço das vendas. Como a lei traz o dia e a semana (do artesanato) é importante o debate para que todos possam expor suas dificuldades e assim o poder público ampliar o seu atendimento, criando condições para que essas pessoas possam estar vendendo, comercializando e principalmente, sobrevivendo do seu trabalho. Esse é o intuito da lei, o debate”, conclui o vereador.
Para dar ainda mais visibilidade ao tema em pauta, no saguão da Câmara de Lages estavam sendo expostos e comercializados artesanatos produzidos pelo projeto Terra Nossa.

Fotos: Bruno Heiderscheidt
Julia Adhara – Jornalista

Leia também

Deixe um comentário

onze − 8 =