Rede Feminina Regional de Combate ao Câncer de Lages ganha nova sede

Por Luiz Del Moura

Após sessão especial na Câmara Municipal, Clairê T. Rocha, presidente da Rede Feminina Regional de Combate ao Câncer de Lages, compartilhou com a vereadora Katsumi Yamaguchi (Progressistas) sua vontade de ter um novo alojamento para a realização dos trabalhos voluntários, enquanto ainda arrecadam dinheiro para comprar sua própria sede.

A partir desta conversa, em parceria com a Câmara, a Rede Feminina entrou em contato com a Fundação Cultural de Lages, que disponibilizou um espaço na Biblioteca Pública. “Enquanto poder público, nossa função é facilitar esses trabalhos. Disponibilizar o espaço faz com que elas tenham tranquilidade e conforto para desenvolver melhor seus projetos”, afirma o superintendente da Fundação Cultural de Lages, Giba Ronconi.

A sala já está equipada com cadeiras, mesas e prateleiras. O restante dos móveis será levado pelas próprias voluntárias da Rede, que terão reuniões toda segunda-feira, a partir das 14h. Para Clairê, o espaço é ideal para os encontros. “Estamos tão felizes com a oportunidade de poder usar esse espaço maravilhoso que é o Tanque. Só com essa vista já escorre lágrimas dos olhos!”.

A Rede Feminina Regional de Combate ao Câncer de Lages já tem 41 anos de atuação e conta com cerca de 20 voluntárias que realizam trabalhos manuais. Toda produção é reunida em um bazar entre novembro e dezembro de cada ano. O valor arrecadado é revertido em doações às instituições que combatem o câncer. A ajuda à Rede pode vir em forma de voluntariado ou doação, através do número (49) 99983-1814 (Clairê Rocha). Todas as pessoas do ambiente estavam com as duas doses da vacina da Covid-19 em dia.

Fotos: Alex Branco

Julia Adhara – Jornalista

Leia também

Deixe um comentário

dois + cinco =