Leilão de Gado Geral fecha com venda total dos animais

Por Luiz Del Moura

O Sindicato Rural de Lages tem sido o grande elo entre o produtor e o favorecimento aos bons negócios. O Parque Conta Dinheiro é utilizado como palco dos leilões que fortalecem o agro. Na noite de segunda-feira (15), o protagonismo da boa genética animal favoreceu novamente a total comercialização de mais de 250 animais, divididos nas categorias de terneiros e terneiras, bois, novilhas e vacas prenhas e servidas.  No final, o faturamento acima de R$850 mil.

Ao analisar o resultado, o presidente do Sindicato Rural de Lages, Márcio Pamplona, lembra que em apenas 10 dias, passaram pela pista de arremates José Arruda Ramos, cerca de 1,7 mil animais, e todos, sem exceção, foram comercializados gerando um volume financeiro de R$4,7 milhões. São os chamados leilões de outono, que fecham com uma quarta edição, no próximo dia 28 de maio. As inscrições estão abertas para sócios e não sócios. Antes, no dia 24, na programação tem um leilão particular.

Pamplona salienta que, por mais que o mercado não esteja tão favorável, com médias inferiores às de dois anos atrás, a liquidez tem sido o ponto positivo. Os 100% de comercialização nas três etapas dos leilões promovidos pelo Sindicato Rural nestes últimos dias, movem o agro e colocam dinheiro no bolso dos produtores. O resultado é transferido em novos investimentos nas propriedades. “O Sindicato apenas faz a ponte para mover a economia local”, salienta.

Crédito fotos: Paulo Chagas

Leia também

Deixe um comentário

dezenove − 8 =