Movimento no Terminal Rodoviário de Lages aumentou 17% em dezembro

Por Luiz Del Moura

Os números chegam à média de 400 embarques e desembarques diários neste período. A Prefeitura de Lages, através da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, é responsável pelo gerenciamento, controle de tráfego, limpeza e monitoramento

Chegada à época de final de ano, muitas pessoas buscam passar as datas especiais, como Natal e Réveillon junto de seus familiares, além dos períodos de férias em que as viagens marcadas aumentam significativamente. O transporte rodoviário ainda é o meio de locomoção coletivo mais procurado pela maioria.

O Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazera, a Rodoviária de Lages, teve um aumento de 17% no movimento de embarques e desembarques em dezembro, em relação a outras épocas do ano. Os números chegam de 350 a 400 embarques e 335 a 410 desembarques diários neste período.

A Prefeitura de Lages, através da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, é responsável pelo gerenciamento, controle de tráfego, limpeza e monitoramento da rodoviária. Quatro equipes se dividem nos turnos da manhã, tarde e noite para garantir que tudo esteja limpo e organizado, melhorando a qualidade dos serviços.

Além de lanchonetes e lojas de artesanato e presentes, alguns setores públicos funcionam no local, como a Diretoria de Trânsito (Diretran), a Defesa Civil Municipal e a Secretaria de Segurança e Ordem Pública.

Além do movimento para as regiões catarinenses,a rodoviária de Lages abrange também um bom fluxo para outras regiões do país, como São Paulo, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Paraná e também ligações até a Argentina, vendendo passagens de ônibus para rotas estaduais e interestaduais.

A rodoviária opera com as linhas Unidas, Reunidas e Nordeste, com destino para várias capitais e cidades do país como Porto Alegre (RS), São Paulo (SP), Curitiba (PR), São Joaquim, Criciúma, Joinville, Florianópolis, Blumenau, cidades do Planalto Catarinense, Caxias do Sul (RS), Curitibanos, Balneário Camboriú, Chapecó, Cascavel (PR), Caçador e Santo Ângelo (RS).

Texto: Aline Tives

Fotos: Divulgação

Leia também

Deixe um comentário

5 + dezoito =