Ovinocultura apresenta novidades para o mercado consumidor

Por Luiz Del Moura

Em meio aos animais de alta linhagem que fortalecem o incremento das raças, destaque também para os borregos rústicos. A presença deles foi bem aceita na edição de 2019, visando também disseminar a criação e estimular a produção para o mercado consumidor. De Painel, cerca de 20 animais, distribuídos em trios servem de exemplo de que a atividade de corte é rentável, e que está sendo apresentada para suprir a oferta local. Atualmente, animais são importados para suprir a demanda, sendo que Santa Catarina produz apenas 30% da carne consumida.

Na Serra Catarinense, o esforço para ofertar carne de ovelha de qualidade, provém da criação da Associação Painelense de Produtores de Ovinos (APPO). Nasceu a partir da iniciativa dos próprios ovinocultores, respaldados pela Prefeitura e pelo Sebrae/SC.  Conforme explica o gerente regional do Sebrae Altenir Agostini, o incentivo é destinado à consultoria técnica, e que propiciou a contratação de uma empresa especializada, para atuar no melhoramento do ciclo produtivo e de manejo desses animais, com o objetivo de aumentar a produtividade. “A ideia é aumentar o número de partos e fazer com que os produtores, com uso de tecnologia, possam obter mais renda na atividade”, salientou Altenir.

Comercialização

A partir da mobilização do grupo de criadores de Painel visando atender o mercado consumidor regional, uma parceria firmada com a Cooperativa de Carnes Marcas da Serra, de Lages, já está favorecendo o escoamento de parte da produção. Os animais são oriundos de rebanhos de raças de cruza com qualidade genética altamente adaptada, e criados em campo nativo. A carne produzida atende aos mais exigentes mercados.

A responsável pela Cooperativa, Caroline Ribeiro salientou que já foram abatidos no ano passado, cordeiros com até seis meses de idade, numa espécie de teste junto ao consumidor final, e deu certo. A carne foi distribuída em cinco pontos da cidade de Lages, e que terão continuidade no recebimento, no final do ano, obedecendo a produção sazonal. A partir do Sebraetec foi possível, em um ano, aumentar o número de matrizes em 45%, em meio aos pequenos produtores. Além disso, com adoção das tecnologias propiciou o nascimento uniforme de cordeiros, ou seja, na mesma época, garantido o peso parecido, fazendo com que o lote todo seja abatido com padrão de peso, agregando valor ao produtor e ao município.

O produtor Alberto Vieira de Lima salienta que o investimento está valendo a pena. Disse que a ovinocultura sempre foi um expoente na região, e que historicamente é possível pagar os custos de uma média propriedade com a criação de ovelhas. Junto com a Cooperativa, espera que seja feita uma cadeia consistente para atender o crescente mercado, reforçando que o cooperativismo é sempre bem-vindo. O produtor Hilário Vieira Junior, disse que, com os incentivos da Prefeitura e do Sebrae já estão colhendo os primeiros frutos, com a programação de venda e compra conjunta de matrizes e reprodutores, dentro da Associação. “Ao trazer os trios de borregas rústicas na Expolages queremos incentivar o pessoal de Painel a continuar com a criação de ovinos”, salientou.

Plano de Desenvolvimento

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC) e a Associação dos Criadores de Ovinos do Estado de Santa Catarina (ACCO) – com o apoio do Sebrae/SC – elaboraram o Plano de Desenvolvimento da Ovinocultura Catarinense, O objetivo é alcançar a autossuficiência com a profissionalização dos agentes da cadeia produtiva e atingir a produção de 1 milhão de animais/ano com faturamento em torno de 500 milhões de reais/ano. Atualmente, o rebanho de ovinos de corte no estado de Santa Catarina é estimado em cerca de 250 mil animais. O abate atual, no setor de carnes, é de 10 mil cabeças por mês. No entanto, cerca de 95% dos animais abatidos em Santa Catarina são adquiridos pelos frigoríficos no estado do Rio Grande do Sul. E essa carne é vendida com uma excelente imagem junto ao setor de abastecimento, restaurantes e consumidores finais.

Crédito Fotos: Paulo Chagas

Leia também

Deixe um comentário

5 × três =