XII Conferência Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente reflete as demandas geradas pela Pandemia da Covid-19

Por Luiz Del Moura

Profissionais que atuam nas áreas de assistência social, educação, saúde, bem como na defesa dos direitos humanos das crianças e adolescentes estarão reunidos durante o dia desta quinta-feira (10 de novembro), em conferência municipal, no auditório do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), das 8 horas às 17 horas. Participam do evento também, profissionais de escolas particulares e demais instituições, entidades e organizações públicas e privadas que cuidam de crianças e adolescentes, tais como o Conselho Tutelar, o Ministério Público e o Judiciário.

A XII Conferência Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes é aberta ao público em geral como espaço para reflexão, questionamentos, discussões e debates, com apresentações e elaborações de propostas e encaminhamentos para as conferências estadual e nacional a serem realizadas posteriormente.

“Nesta XII Conferência serão debatidas as políticas públicas voltadas ao atendimento e garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes, em espaço e clima democrático de discussão e articulação coletiva de propostas e estratégias de organização. O objetivo, portanto, é debater e decidir as prioridades em termos de políticas públicas”, destaca a secretária executiva do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes (CMDCA), Camila Moraes de Oliveira.

Reflexão

Fazendo parte da mesa oficial de abertura da conferência, o prefeito de Lages, Antonio Ceron, refletiu: “as crianças e adolescentes serão os que mais tempo ficarão entre nós e, portanto, devemos dispensar grande parte de nossas energias em defesa de seus direitos e em especial às demandas geradas pela pandemia”.

Teve especial destaque, na abertura do evento, o vereador mirim Matheus Phillipi, que falou de um modo geral sobre os problemas enfrentados pelas crianças e adolescentes no período da pandemia.

Na programação do evento destaque para palestras, grupos de trabalho, apresentações de trabalhos e a escolha de delegados para a Conferência Estadual. “Estaremos reunidos para refletir, discutir e aprimorar as políticas públicas de direitos das crianças e adolescentes em Lages”, salienta o secretário de Assistência Social, Jean Pierre Ezequiel.

O evento é organizado pela Prefeitura de Lages, por meio da secretaria de Assistência Social e do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes.

Cinco Eixos Temáticos da Conferência:

Promoção e garantia dos direitos humanos de crianças e adolescentes no contexto pandêmico e pós-pandemia.

Enfrentamento das violações e vulnerabilidades resultantes da pandemia da Covid-19.

Ampliação e consolidação da participação de crianças e adolescentes nos espaços de discussão e deliberação de políticas públicas de promoção, proteção e defesa dos seus direitos, durante e pós-pandemia.

Participação da sociedade na deliberação, execução, gestão e controle social de políticas públicas de promoção, proteção e defesa de direitos de crianças e adolescentes considerando o cenário pandêmico.

Garantia de recursos para as políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes durante e pós-pandemia da Covid-19.

 

Texto: Iran Rosa de Moraes

Fotos: Ary Barbosa de Jesus Filho

Leia também

Deixe um comentário

1 × um =