A magia do circo através da dança no palco do Natal Felicidade

Por Luiz Del Moura

Uma demonstração do espetáculo Grande Circo Ilusão foi apresentado pelo Studio de Ballet Liz Velho

Nem mesmo o tempo instável deste domingo (10) foi impedimento para que o Natal Felicidade 2023 contasse com apresentações que encantassem o público presente no calçadão da praça João Costa. O palco do Espaço Cultural Aristiliano Ramos foi tomado pela alegria e a leveza do circo, através das coreografias trazidas pelo Studio de Ballet Liz Velho.

Devido às previsões de chuva intensa para este dia, foi apresentada uma demonstração do espetáculo Grande Circo Ilusão, criação inédita do Studio para a devolutiva deste ano, apresentada recentemente no Centro Serra, em sua versão completa. Neste domingo foram apresentadas três coreografias que fazem parte do espetáculo, do professor e coreógrafo Daniel Méndez.

A solista Lara Marques Pucci, de 10 anos, interpretou a protagonista palhacinha. A solista Eleonora Velho Andrade Alves, de 13 anos, apresentou a domadora de cavalos e a solista Isabelle, de 12 anos, interpretou a Magia.

Sinopse do espetáculo completo

Para compor o espetáculo Grande Circo Ilusão, juntou-se as coreografias infantis das alunas da professora Lizandra Velho com as alunas juvenis do professor Daniel Méndez. A coreografia Equilibristas, que representou o Studio em competições e conquistou premiações, foi inspiração para o tema do espetáculo.

Equilibristas conquistou o primeiro lugar e destaque coreográfico em um festival de dança no Rio de Janeiro, no ano passado. Essa mesma coreografia participou do Festival Catarinense de Dança 2023, realizado em Balneário Camboriú e Concórdia, se classificando as duas vezes que competiu.

As coreografias do espetáculo são todas de ballet clássico, que é a base do trabalho executado por Daniel. A partir das ideias dos dois professores, criou-se o roteiro em forma de musical, incluindo uma crítica aos uso abusivo dos celulares onde o personagem ilusionista hipnotiza todas as crianças do aniversário para entrar no mundo criativo e mágico do circo.

Nova fase e grandes expectativas para o futuro

O Studio Liz Velho está vivendo uma nova fase com a chegada do professor Daniel Méndez.  Com um currículo ímpar, já formou bailarinos que hoje estão em companhias de dança fora do país.  Na Cia de Dança Miami City Ballet, a primeira bailarina é formada pelo profissional que hoje abraça Lages como sua casa. “Queremos mais para os nossos alunos e acreditamos no potencial de Lages. O ballet vai além de uma atividade extra, é estudo e só se consegue resultado treinando, sabendo o porquê de cada movimento, para que serve e para onde vai o resultado desse movimento feito corretamente. A evolução das bailarinas é nítida e a técnica aparece já na postura. O ballet tem sua seleção natural, onde o foco e a disciplina faz toda a diferença na bailarina que estuda”, finaliza a proprietária do Studio, Lizandra Velho.

Ela conheceu o professor Daniel durante um workshop no Rio de Janeiro, onde suas alunas estavam fazendo aula. “O convidei para dar um workshop aqui em Lages. Ele veio e adorou a cidade, o clima, a hospitalidade e decidiu ficar para trabalhar comigo. Há anos procuro um profissional para trabalhar junto e tenho certeza que não poderia ser mais perfeito”, comenta Lizandra.

Alunas destaque do Studio Liz Velho, como Manuela Jeremias, já foi para Miami, convidada também para entrar para a Cia de Dança do Miami City School, através da professora Alice Arja. A aluna Eleonora Velho Andrade Alves também vai para Miami no próximo Summer do Santuário das Artes.

Para 2024 as expectativas são muitas. Entre elas criar uma escola de ballet profissionalizante, com metodologia de Agrippina Vaganova de técnica Russa. “Graças a experiência de 42 anos de carreira de Daniel Méndez, no Brasil e no exterior, formando vários alunos que hoje atuam em companhias profissionais de dança no Brasil, Europa e EUA, e meus 28 anos de profissão, acreditamos que este sonho seja possível”, finaliza Lizandra Velho.

Texto: Aline Tives

Fotos: Nilton Wolff

Leia também

Deixe um comentário

17 + quatro =