Irmãos acusados de feminicídio de uma adolescente irão a júri em Campo Belo do Sul

Por Luiz Del Moura

Nesta terça-feira, dia 27 de junho, ocorre o julgamento de dois irmãos acusados pelo assassinato de uma adolescente de 14 anos, em fevereiro de 2021. A sessão do Tribunal do Júri da comarca de Campo Belo do Sul terá início às 9h, em espaço cedido pela Câmara de Vereadores. Os réus respondem pelo crime de homicídio qualificado pelo feminicídio, motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e meio cruel. O homem foi denunciado, ainda, por ocultação de cadáver e corrupção de menores em processo que tramita em segredo de justiça.

A juíza Jadna Pacheco dos Santos Pinter, magistrada que presidirá a sessão, informa que, devido à limitação de espaço, haverá um número restrito de assentos disponíveis ao público. Serão disponibilizados 10 assentos para familiares e 23 assentos para o público em geral, mediante distribuição de senhas no local. Haverá também lugar reservado aos profissionais da imprensa.

De acordo com a denúncia, o homem e a vítima tiveram um relacionamento amoroso, entre 2018 e 2019. Por não aceitar o término do namoro, o réu passou a rondar a casa da adolescente com uma arma de fogo e enviar mensagens pelo celular. A obsessão pela garota e as respostas negativas às investidas teriam motivado o crime.

Ele e a irmã planejaram e executaram o assassinato. Um adolescente a convenceu a ir até uma área de vegetação. Lá, escondido, estava o homem. Ele a forçou entrar na região de mata, a amarrou em uma árvore e a estrangulou até a morte. Para ocultar o corpo da vítima, cobriu com folhas. Dois dias depois, populares encontraram a adolescente.

NCI/TSJC – Serra e Meio-Oeste

Leia também

Deixe um comentário

um × 3 =