Carmen debate acesso ao tratamento do diabetes e falta de endocrinologista pediátrico em Lages

Por Luiz Del Moura

A deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania/SC) participou na quarta-feira (7) de uma reunião virtual com a Associação Doce Vida de Lages (associação em prol dos diabéticos) e a organização não governamental Vozes do Advocacy para debater o acesso ao tratamento do diabetes na região serrana e a urgência da adoção de políticas públicas para essa população em todo o Brasil.

O Diabetes atinge cerca de 463 milhões de pessoas em todo o mundo (dados de 2020). No Brasil são 16,8 milhões de diabéticos adultos.

“Como presidente da Frente Parlamentar Mista da Saúde e com uma pauta voltada para a saúde, sei da urgência de tratar o diabetes enquanto doença crônica que necessita de atendimento amplo e multidisciplinar. Por isso, a importância da aquisição de insumos necessários para o controle de pacientes diabéticos e a realização de cursos para qualificação e capacitação sobre diabetes para profissionais de saúde”, destacou a parlamentar.

De acordo com Michely Bernaderly, presidente da Doce Vida em Lages, o problema mais urgente na região serrana é a falta de endocrinologista pediátrico (os pais precisam se deslocar fora do domicílio com as crianças diabéticas); e há somente um endocrinologista adulto para atender toda a cidade.

“As dificuldades vão desde o acesso a médicos especialistas até as insulinas mais avançadas que estão sendo introduzidas no Sistema Único de Saúde. Mas é importante lembrar que todos estes temas serão tratados com o Secretário Municipal de Saúde de Lages para ver como podemos avançar”, complementa a deputada Carmen.

Além de Vanessa Pirolo, da Vozes do Advocacy, entidade que reúne 21 associações e dois institutos de todo o Brasil, e de Michely Bernaderly, presidente da Doce Vida de Lages, também participaram da reunião virtual a vice-presidente Cristine Alves, a tesoureira Mariana Marcon, a secretária Jéssica Godoy, Patrícia Laureano, Diretora Presidente da Associação dos Diabéticos da Grande Florianópolis (Adiflor) e Jaqueline Correia, presidente do Instituto Diabetes Brasil.

Gabinete Carmen Zanotto

Leia também

Deixe um comentário

20 − três =