Senai atua como maior parceiro da indústria brasileira há 80 anos

Por Luiz Del Moura

Das oito décadas no Brasil, celebradas no último final de semana, quatro são na Serra Catarinense. O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI, atua na qualificação da mão de obra e evoluiu com o setor ao longo desses anos, tornando-se referência em educação profissional, tecnologia e inovação. Na região, há 3 unidades: Lages, Correia Pinto e Otacílio Costa, além das unidades móveis que atuam nos outros 15 municípios em parceria com as prefeituras.
“O SENAI trabalha com a elevação da escolaridade do trabalhador da indústria. São cursos técnicos, de curta duração, além da Educação de Jovens e Adultos – EJA Profissionalizante. Esse é o papel que exercemos anualmente, de melhorar a qualidade de vida das pessoas, por meio da educação”, comenta o gerente executivo do SESI e SENAI na Serra Catarinense, Giovane de Carvalho.
A formação profissional oferecida pelo SENAI, atende as necessidades das empresas, garante a empregabilidade dos ex-alunos e a satisfação dos empregadores: 92% das empresas preferem formandos do SENAI e sete em cada 10 ex-alunos de cursos técnicos estão empregados um ano após a conclusão. Nos cursos de graduação o índice de ocupação chega a 80%. Giovane entende que a região está seguindo na contramão do restante do país, ponderando que “a Serra, e todo o estado, vem se industrializando cada vez mais. De toda a matriz econômica, hoje a indústria representa aproximadamente 33%, fazendo com que a região e o estado tenham solidez e se recuperem de forma rápida perante as crises”. Caracterizada como indústria de transformação, “uma das principais características é a exportação que fortalece o nosso trabalho e resulta na automatização dos processos industriais que são pontos fortes dos nossos cursos”, conclui.

Por Luan Turcati | Com informações Agência Brasil
Fotos: Jonatan Mota/Divulgação SENAI

Leia também

Deixe um comentário

1 × quatro =