Prêmio Klabin Semeando Educação reconhece boas práticas na educação

Por Luiz Del Moura

No último final de semana de julho, foi realizada a primeira etapa de premiação dos professores e gestores vencedores da terceira edição do Prêmio Klabin Semeando Educação de Boas Práticas, realizado pela Companhia em parceria com a Consultoria Interação Urbana. Foram reconhecidos 17 profissionais dos estados de Pernambuco, São Paulo e Santa Catarina, bem como da cidade de Rio Negro (PR), que ganharam uma viagem cultural para a capital paulista. Em 29 de julho, o grupo participou de uma visita ao Museu da Língua Portuguesa durante a manhã, seguida da cerimônia de premiação realizada na Casa Museu Ema Klabin. Neste último, fizeram uma visita guiada às instalações.

O Prêmio Klabin Semeando Educação promove o compartilhamento de experiências entre gestores, coordenadores e professores, fortalecendo práticas pedagógicas de sucesso. A colaboração incentiva o desenvolvimento de projetos educacionais inclusivos e equitativos, criando um ambiente capaz de beneficiar diretamente os alunos. Inclusive, a avaliação dos projetos, baseada em critérios como pertinência, fundamentação teórica e inclusão, assegura a criação de ambientes de aprendizado eficazes, beneficiando tanto os educadores quanto os alunos.

Ao longo de sua atuação, o programa já beneficiou mais de 146 escolas, impactando aproximadamente 1.218 profissionais da educação, incluindo 327 gestores e 891 professores. Além disso, mais de 22 mil alunos foram diretamente beneficiados pelos esforços do Semeando Educação em municípios nos estados do Paraná, Pernambuco, São Paulo e Santa Catarina.

Vale destacar que o programa também está alinhado com o ODS 4, da Organização das Nações Unidas (ONU), que visa promover a educação de qualidade ao longo da vida para todos. Com o programa, a Klabin reforça seu compromisso com ações que contribuem para o avanço dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos em 2015. A segunda etapa do Prêmio, envolvendo um grupo de 20 premiados de outras cidades do Paraná, está programada para acontecer em dezembro.

Conheça os vencedores:

– Rio Negro, no Paraná – Professora Josemari Fuckner, da Escola Nossa Senhora Aparecida, reconhecida com o projeto Modelagem Matemática Como Estratégia de Ensino Aprendizagem e a professora Ivana Aparecida Martins Ribas, da Escola Rural Municipal José de Lima, com o projeto Verde é Vida.

– Goiana, em Pernambuco – Professora Jacqueline Pedrosa da Silva, da Escola Municipal Diogo Dias, reconhecida com o projeto Utilização Dos Jogos Como Recurso Didático e a gestora Maria do Socorro Venâncio da Silva, da Escola Municipal Irmã Marie Armello Falguieres, com o projeto Mostra de Práticas Lúdicas.

– Correia Pinto, em Santa Catarina – Professora Páscoa Lenita da Silva Bastos Rodrigues, da Escola Básica Olyntho D´Avila Mesquita, reconhecida com o projeto No Mundo Mágico da Matemática: Buscando Valores Essenciais e a gestora Nilce Chaves de Souza, da Escola Itinerante Professora Ana Maria Rodrigues Coelho, com o projeto Sanitarista Junior.

–  Lages, em Santa Catarina – Professora Gabriela Rodrigues Sousa Pereira, da Emeb Saul de Athayde, reconhecida com o projeto O Uso de Materiais Recicláveis na Didática de Matemática” e a gestora Sueli das Dores Antunes Branco, da Escola Saul de Athayde, com o projeto Encantando e Desenvolvendo Potencialidades por Meio da Leitura.

–  Otacílio Costa, em Santa Catarina – A professora Camila Monteiro da Silva, da Emeb Marechal Rondon, reconhecida com o projeto Feira do Empreendedor e a gestora Virgínia Mello, da Escola Núcleo Municipal Professora Adilha Matias Faria, reconhecida com o projeto Galpão de Ciências.

– Palmeira, em Santa Catarina – Professora Luana Aparecida do Amaral de Souza, da Escola Núcleo Municipal Professor Benício, foi reconhecida com o projeto Frações No Dia a Dia e a gestora Cleide Coelho Medeiros, da Escola Núcleo Municipal Antonieta Farias de Souza, com o projeto Expressões Artísticas e Culturais como Potencializador de Aprendizagem.

– Ponte Alta, em Santa Catarina – Professora Rosane da Silva Batista, da Emeb São Francisco, reconhecida com o projeto Aprendendo a Divisão.

– Angatuba, em São Paulo – Professora Vanessa Izabel de Oliveira, da Emeif Professor Affonso Basile, reconhecida com o projeto Conhecendo os números brincando e a gestora Ana Claudia Rodrigues, da E.M. Professora Hermínia Araújo, com o projeto Festival Folclorando-se.

– Itararé, em São Paulo – Professora Stela Cristina Bardall Giostri, da E.M. Prof. Eugênio Dias Tatit, foi reconhecida com o projeto Olimpíada da Matemática/2022 e a gestora Jeane Aparecida Galhotti de Oliveira, da Escola Municipal do Campo Professora Alice Fonseca Braga, com o projeto Re(criar): Ressignificando o Espaço do Recreio dos Alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental Anos Iniciais na escola.

Sobre a Klabin

Maior produtora e exportadora de papéis para embalagens e de soluções sustentáveis em embalagens de papel do Brasil, a Klabin desponta como empresa inovadora, única do País a oferecer ao mercado uma solução em celuloses de fibra curta, fibra longa e fluff, além de ser líder nos mercados de embalagens de papelão ondulado e sacos industriais. Fundada em 1899, possui 22 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina, responsáveis por uma capacidade produtiva anual de 4,2 milhões de toneladas de celulose de mercado e papéis. 

Toda a gestão da empresa está orientada para o Desenvolvimento Sustentável, buscando crescimento integrado e responsável, que une rentabilidade, desenvolvimento social e compromisso ambiental. A Klabin integra, desde 2014, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da B3, e em 2020 passou a integrar o Índice Dow Jones de Sustentabilidade, com participação em duas carteiras: Índice Mundial e Índice Mercados Emergentes. Também é signatária do Pacto Global da ONU e do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, buscando fornecedores e parceiros de negócio que sigam os mesmos valores de ética, transparência e respeito aos princípios de sustentabilidade.

Leia também

Deixe um comentário

cinco × 3 =