Representantes dos três poderes e dos órgãos de controle farão doação de sangue nesta terça-feira

Por Luiz Del Moura

Uma única doação de sangue pode salvar até quatro vidas e não prejudica a saúde do doador. Para promover este ato de solidariedade e aumentar os estoques de sangue nos hemocentros do Estado, nesta terça-feira (14/6), data em que se celebra o Dia Mundial do Doador de Sangue, representantes dos três poderes e dos órgãos de controle de Santa Catarina reforçarão, na prática, a importância de fazer a doação. O presidente em exercício do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), desembargador Altamiro de Oliveira, comparecerá ao Hemosc, às 10h30, para fazer a coleta de sangue. “Meu compromisso como dirigente do Judiciário catarinense é a garantia dos direitos do cidadão. E doar sangue nada mais é que garantir ao próximo o direito à vida. São poucos minutos que podem ser fundamentais para a sobrevivência de outra pessoa”, destaca.

A ação contará também com a presença do secretário de Estado da Saúde, Aldo Baptista Neto, como representante do Governo de Santa Catarina; do deputado Ricardo Alba, 1º secretário da mesa diretora da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc); do presidente do Tribunal de Contas do Estado de SC, conselheiro Adircélio de Moraes Ferreira Júnior; e do procurador-geral de Justiça, Fernando da Silva Comin. Para estimular a doação, as instituições contarão também com uma mobilização digital no Twitter e no Instagram por meio da promoção da hashtag #EuSouDoador.

Nos primeiros cinco meses de 2022 aproximadamente 60.531 pessoas se candidataram a doação de sangue em Santa Catarina. Destas, 50.100 efetivaram a doação. “Com as baixas temperaturas o estoque de sangue também cai, mas quem precisa de sangue não pode esperar a primavera chegar. O sangue é essencial o ano todo! Neste momento precisamos mais de sangue tipo A e O, positivo e negativo. A doação de sangue é um seguro de cidadania e solidariedade. No site do Hemosc (www.hemosc.org.br) estão as principais informações sobre os requisitos para a doação, locais e horários de atendimentos”, destaca Patrícia Carsten, diretora-geral do Hemosc.

Para ser um doador de sangue é preciso ter entre 18 e 69 anos (doadores de 16 e 17 anos de idade precisam de ter autorização formal e estar acompanhados dos pais e/ou responsável legal), ter mais de 50kg e estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados. Os intervalos entre as doações devem ser de 90 dias para as mulheres, podendo realizar três doações em um ano; e de 60 dias para os homens, com quatro doações ao longo de 12 meses.

A doação pode ser feita em hemocentros de todo o Estado. Os endereços e horários de atendimento estão disponíveis em www.hemosc.org.br.

NCI/TJSC

Leia também

Deixe um comentário

vinte + quinze =