Governo de Santa Catarina amplia relações comerciais com a China

Por Luiz Del Moura

A ampliação das relações comerciais entre Santa Catarina e a China foi iniciada durante uma conversa entre a vice-governadora Marilisa Boehm e o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil China (CCIBC), Charles Andrew Tang. A audiência, que contou com o secretário de Estado da Articulação Internacional, Juliano Froehner, ocorreu na tarde desta segunda-feira, 18, em Florianópolis.

Marilisa destacou o trabalho do Governo do Estado na formação de mão de obra pelos programas Universidade Gratuita e Educação Empreendedora para qualificação profissional em parceria com o Senai. Ela relatou também os investimentos na malha rodoviária e as facilidades logísticas proporcionadas pelos seis portos catarinenses. “É de grande importância essa parceria com Santa Catarina, porque queremos fazer um governo moderno e atuante. O governador Jorginho Mello quer trazer empresas parceiras que venham aqui somar com Santa Catarina. Estamos conversando hoje sobre tecnologia e outros assuntos de interesse do estado.”

Um dos temas levantados pela vice-governadora foi a necessidade de uma fábrica de dragas para ampliar a dragagem dos rios no estado. “Sofremos muito com as enchentes durante o ano todo, quando muitos municípios foram atingidos pelas cheias. O presidente da Câmara de Comércio se colocou à disposição para trazer uma indústria especializada”, citou. O representante da CCIBC ainda citou como exemplos possíveis de futuros investimentos a possibilidade de ser retomado o projeto para instalação no estado de uma fábrica de caminhões e um parque de alta tecnologia para atrair empresas chinesas do setor.

Segundo o secretário de Articulação Internacional, Juliano Frohener, a reunião desta segunda-feira faz parte visão do governador Jorginho Mello e da vice-governadora Marilisa Boehm para fazer Santa Catarina caminhar além-fronteiras. “Estamos estabelecendo parcerias fortes, estáveis e duradouras com todos os países que queiram se relacionar com a gente. Que queiram enxergar em Santa Catarina um parceiro estável, confiável, seguro e com credibilidade para fazer negócios, para operar a partir daqui e ter transferência de tecnologia.” Ele comentou ainda que o governo tem se relacionado com muitos países e blocos econômicos. “E a China é hoje o nosso parceiro com quem temos a maior exportação e importação.”

A próxima etapa após a reunião que apontou projetos que são de mútuo interesse, disse Froehner, é oficializar a parceria. “Já temos empresas de Santa Catarina que operam naquele país e queremos aumentar o número de empresas chinesas se estabelecendo e verificar possibilidades conjuntas de desenvolvimento tecnológico.”

Texto: Alessandro Bonassoli – Gabinete da vice-governadora de SC

Leia também

Deixe um comentário

vinte + três =