Profissionais da educação de Lages participam de capacitação sobre primeiros socorros referente à Lei Lucas

Por Luiz Del Moura

O treinamento está sendo executado em etapas e terá certificação. Num primeiro momento, serão contempladas as diretoras das unidades de ensino. Posteriormente, a capacitação envolverá outros funcionários do Sistema Público Municipal de Educação (professores, professoras, entre outros)

Os profissionais da Secretaria Municipal da Educação, da Prefeitura de Lages, estão participando de uma capacitação sobre primeiros socorros, referente à “Lei Lucas” (Lei 13.722, de 4 outubro de 2018). O treinamento é coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde. O evento está acontecendo nas dependências da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac). A abertura dos trabalhos ocorreu nesta segunda-feira (3 de abril) e contou com a participação do prefeito em exercício, Juliano Polese.

O treinamento está sendo executado em etapas e terá certificação. Num primeiro momento, serão contempladas as diretoras das unidades de ensino. Posteriormente, a capacitação envolverá outros funcionários do Sistema Público Municipal de Educação (professores, professoras, entre outros). No total, serão 24 encontros e 720 profissionais contemplados.

O trabalho envolve noções básicas de primeiros socorros. Profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) passam orientações sobre diferentes temas, como parada cardiorrespiratória, crise convulsiva, obstrução de vias aéreas e hemorragia. Durante as ações, são desenvolvidas atividades práticas e teóricas. Além do treinamento, cartilhas de primeiros socorros serão entregues nas unidades municipais de ensino.

A capacitação é realizada em cumprimento à “Lei Lucas”, que tem por objetivo primordial proteger as crianças e estudantes de acidentes que podem ocorrer em ambientes escolares. A meta é capacitar os profissionais a identificar e agir, preventivamente, em situações de emergência e urgência, até a chegada da assistência médica especializada.

A secretária de Educação de Lages, professora Ivana Michaltchuk, destacou a importância da capacitação. “Entendemos que é muito importante que nossas professoras e professores estejam preparados para as situações de emergência que podem acontecer nas nossas escolas, envolvendo nossas crianças e estudantes,” disse.

O que diz a Lei Lucas

A Lei Lucas (13.722/18) foi sancionada no dia 4 de outubro de 2018. Ela foi criada a partir de um acidente que ocorreu com uma criança de 10 anos, chamada Lucas Begalli. O menino perdeu a vida em um simples passeio escolar. Essa fatalidade poderia ter sido evitada se houvesse preparo sobre primeiros socorros pelas pessoas responsáveis pelo evento.

A lei obriga as escolas, públicas e privadas, de educação infantil e básica a se prepararem para atendimentos de primeiros socorros. As instituições de ensino devem ministrar cursos que capacitem professores e funcionários em noções básicas de primeiros socorros. O objetivo é garantir que todos saibam agir numa situação de emergência e emergência até a chegada do socorro especializado. A lei determina que 30% dos professores e 30% dos demais servidores sejam capacitados.

 

Texto: Adecir Morais

Fotos: Adecir Morais e Divulgação

Leia também

Deixe um comentário

dezesseis − 2 =